Não me sinto motivada no trabalho

Meu pai tem uma distribuidora de baterias, antes eu trabalhava em outro lugar como recepcionista, era um trabalho super tranquilo, quando não tinha o que fazer eu lia. estudava.
Atualmente estou cursando Tec. em Química, no penúltimo sem.
Eu sai por conta própria do meu antigo emprego para poder vir trabalhar com meu pai, só que não estou gostando do ramo de vendas, eu não me sinto disposta e motivada para ficar ligando para clientes novos para fazer minha carteira de clientes, acho um trabalho extremamente chato, já tentei me esforçar mas a motivação não vem e não sei o que fazer pois não posso largar o emprego porque tenho que pagar meu curso, atualmente estou participando de uma seleção de estágio em um empresa muito grande, mas só para o ano que vem, tenho seguro desemprego até dezembro, porém não sei se conseguirei entrar nesse estagio e se não conseguir não sei se vou conseguir outro emprego já que a situação do país não esta boa.
E agora o que eu faço?

0 0 votar
Avaliar Desabafo
4 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Jade Wins
10 months ago

O jeito é aguentar a situação até que você consiga um outro emprego.Tente se lembrar que é por uma boa causa e que não é por muito tempo.Boa Sorte!

Observador
10 months ago

Todo começo é árduo mas o fóco deve ser ter metas futuras. Está cursando. Problema é ver a midia pensando como no Século XX: programas como o da Ana Maria e Claudete Troiano que ainda pensam que o contingente de Donas de Casa ou de Empregadas Domésticas que cozinham sejam grande!

ana julia
10 months ago

Se o meu pai fosse empresário, proprietário de uma distribuidora de baterias, jamais deixaria de investir nos negócios da minha família. Está tão difícil o mercado de trabalho e tão mal remunerado, que chega a ser decepcionante, para não dizer desesperador. Rotinas você vai ter em qualquer profissão, que envolva confinamento nos escritórios ou fábricas, tendo ainda que cumprir metas, competição do colegas que irão querer de forma territorial passar como um tanque de guerra sobre a sua cabeça, pois cada qual está defendendo os seus empregos, dependendo da empresa terá que cumprir jornadas de trabalhos com horário menos flexíveis, em comparação a empresa do seu pai, aguentando cobranças o tempo todo e engolindo muitos sapos, enfim se você não tiver uma verdadeira paixão pela sua profissão de formação, o que irá encontrar pela frente te fará sentir saudades de trabalhar na empresa do seu pai. Porque você não conversa com ele, para atender em outra frente de trabalho ou pede para ele uma ajudinha, para você formar o seu próprio negócio. Para que ser empregada?

Paulo
10 months ago

Vou escrever meu pensamento se eu estivesse nessa situação, no início da carreira sempre comecamos por os piores cargos ,mas olhando para o futuro seu pai faz a mesma coisa que eu? Não posso no futuro fazer o que ele faz? Colocar outra pessoa no meu cargo e fazer outra coisa na empresa. uma coisa é certa o seu pai vai precisar de alguém para assumir os negócios ou VC ajuda ou tenta seu próprio caminho

Botão Voltar ao topo