Não acredito mais em amor

E estou aqui para contar o que realmente já se passou na minha vida e o que ainda se passa e o que me fez não acreditar mais em amor.
E o nome do tópico que criei nada mas é do que a verdade que enxergo hoje.

Eu tenho 23 anos e moro em SP. E tive uma vida meio difícil desde adolescente, por ter tido um irmão viciado em álcool na época.

Eu na escola era a mais feia da classe. Nos concursos de beleza da escola eu era a campeã, das horrorosas. :)

Mas enfim. Passei por muita coisa ruim mesmo.

Era briga dos meus pais, meus irmãos dentro de casa, fora que eu desde meus 13 anos de idade faço serviços de mulher como, cozinhar, passar, lavar roupa e outras coisas mais.

Aos meus 16 para 17 anos eu estudava musica. E eu já não era mais o patinho feio da escola.

Agora eu era uma verdadeira “gostosa” como diziam os mulekes.
Eu tinha bunda, cintura e peito.
Cabelos compridos encaracolados, lindos mesmo.
E então agora eu era vista como a boazuda.

E então através de um amigo meu, conheci o meu primeiro namorado.
Eu já tinha 18 anos. E ele tinha 16. Mas como eu nunca tinha namorado ninguém, e isso na época era motivo de humilhação para mim, então aceitei namorar esse carinha que logo no primeiro dia me pediu em namoro.
Assim foi passando o tempo, e fomos nos conhecendo. FUI GOSTANDO DELE.
Ele era do tipo metaleiro, usava três piercings debaixo da boca e tinha cabelos grandes que iam parar na bunda. Enfim, eu achava ele o príncipe.
Detalhe – “SÓ EU ACHAVA ISSO”
Mas como eu era ingénua e minha mãe nunca deixava eu sair para rua isso foi uma forma de eu querer ganhar liberdade para o mundo e ao mesmo tempo me sentir mulher.
O tempo se passa e lá se foi, um ano, dois anos e três anos.
Antes de eu completar 4 anos de namoro ele pediu para que eu fosse morar junto com ele.
Detalhe – “Ele era filho único, e a mãe dele é separada do pai e morava na mesma casa, só por causa do filhinho” sendo que a casa era do pai dele, não dela.
Eu trabalhava e estudava. O pouco que eu ganhava ajudava nas despesas.
E ele. 20 anos de idade cursando o 3 colegial e nunca tinha trabalhado.
Bom, quem já passou por um tipo de situação assim, vai saber qual é o final.
O final é que, a mãe dele fez uma bela de uma macumba para eu sair da casa dele.
Por que ela estava perdendo o filhinho dela para mim.
E nunca que ela aceitaria isso. Eu comecei a ser maltrata lá.
E até apanhar do meu sogro eu apanhei na época.
Esse meu namorado era viciado em álcool e o pai em álcool e jogo.
Bom.

Me separei dele. . Depois de 4 anos de namoro e 1 ano morando junto.
Fiquei um ano solteira.

Depois conheci um cara que era cliente no meu serviço.
Ele gostou de mim.
Eu achei ele atraente e aceitei um convite para sair com ele.

Pois é Por essa eu nem imaginava, mas eu virei namorada dele e era tratada como rainha.
Esse cara novo que eu comecei a namorar tem um filho com uma moça numa cidade do interior de são paulo.
Cujo ele diz que ela é louca, uma vagabunda por completo.
Bom. Tinha finais de semana que ele ia visitar o filho dele.
E sabe o que ele fazia gente.
Dormia lá na casa dela. Bom
Só que eu não podia proibir, afinal ele ia ver o filho o que eu podia fazer.
Fui aceitando.
Até começar a aparecer os problemas de saúde na minha vida.
Tive várias infeções daquelas do tipo, cuidado que tem alguém te enganando sabe.
Infeções fortes de mulher.

Bom acabei descobrindo no médico que meu parceiro me traia.
Pois é.
Isso foi humilhante.
E sabe qual é o pior dessa história.
Foi que ele assumiu que ele dormia com a moça do interior, e o pior ainda foi que: eu aceitei ele de volta porque gostava dele.
Bom se passou dias e dias.
Hoje estou grávida, mantendo todas as despesas sozinha. E ele comprando ingresso de show de festival de reggae para ir com os amigos.
E tem mais.
A família dele saindo com a ex namorada dele que eles tanto adoram.
Ou seja.
Virei uma vagabunda igualzinha a outra.
Tudo que eu fiz para esses dois namorados que eu amei tanto, não serviu de nada.
Deixei de vestir peças de roupas, deixei minhas amigas acreditando em um futuro casamento, deixei de trabalhar em lugares bons. Enfim.

Perdi 6 anos da minha vida.
Acreditando que tudo que eu fosse plantar eu colheria.
Hoje sabe o que eu vejo. .
Eles se dando bem na vida.
E hoje desacredito em amor.
As pessoas não sabem o que é amar de verdade.
Confundem com um bom sexo, aparência boa e um bom papo.
Mas as pessoas esquecem de olhar lá no interior de cada pessoa.
Esquecem que amanha estarão velhas e vão precisar de alguém.
Esquecem que a juventude é vaidosa.
E que temos que ir atrás de nosso futuro porque amanha não teremos mais pai nem mãe.

é isso gente. espero que vocês mulheres se valorizem mais.

Hoje sou sozinha e não quero mais ninguém na minha vida.

Façam igual os homens. Usem e abusem.

Ou se não, não façam um dia sempre a mentira aparece e as mascaras caem e foi assim, agora não acredito mais em amor verdadeiro

15 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
rute
9 years ago

Querida, lamento pelas situações conflitantes e humilhantes que vivenciou. Lamento pelas emoções que experimentou.
Guarde-as em sua memória, são um patrimônio seu, e devem servir de parâmetro como proteção sempre, para evitar mais situações dolorosas.
Penso que tudo começou na sua família. O seu irmão e o alcool – e isso é uma doença, afetou a todos. Seus pais queriam ‘salvá-lo’ e ao mesmo tempo o ‘condenavam’, ora um deles fazia assim, ora o outro desmanchava e fazia tudo diferente. Então as brigas, talvez, afetando a todos.
Sua mãe, cansada, talvez tenha delegado a você precocemente tarefas em casa. Seu pai, desgostoso, ia silenciando. Seu irmão, preso à doenca, deixava a todos inseguros, ansiosos e desesperançados, e piorava diante dos olhos impotentes de vocês. E todos sentiam muita dor e não sabiam o que fazer e, quando agiam, parece que agiam errado e os resultados não apareciam.

A doença do alcoolismo afeta ao portador e aos familiares, emocional e às vezes até fisicamente. E os danos persistem interiormente.
Tenho descoberto que independente do alcoolista estacionar o uso, nem sempre as feridas emocionais dele e dos familiares cicatrizam adequadamente; e algumas sequelas são certos desajustes de ordem afetiva. As pessoas passam a repetir modos de se relacionar dolorosos, e sofrem novamente.
É preciso que busquem ajuda. É preciso que descubram que o mundo criado pelo alcoolismo pode ser substutuído por um mais saudável.
Há ajuda, felizmente. Gratuita, aliás, e onde o anonimato dos frequentadores é absolutamente mantido.
É juntos há essas agremiações que muitos têm recuperado o desejo de usufruir com satisfação da vida.
Procure, então, os seguintes sites, que cifrarei logo a seguir:
os 3 w ponto alanon ponto org
ou
os 3 w ponto naranon ponto org
Localize alí os telefones e busque o endereço mais próximo a você e onde possa comparecer pessoalmente. Dê-se a essa oportunidade. Sei que não se arrependerá.

Cacau
9 years ago

Querida, o seu problema é que você sofre da síndrome do dedo podre.
O perfil: você, em termos de homens, só atrai psicóticos, gays, casados, safados, cretinos, cafajestes, indisponíveis ou totalmente malucos!
O diagnóstico: depois de um certo tempo de relacionamento (seja namoro sério ou só fica), você começa a perceber que o cara, que antes era todo carinhoso, agora te desrespeita, não te valoriza, te trai, não te dá mais atenção, frequentemente prefere sair com os amigos dele a ver você, só te liga quando quer te c0m3r, enfim.
O tratamento: cair fora o mais rápido possível. É isso mesmo. Ou você quer perder mais tempo da sua vida com uma pessoa que não está nem aí para você hein?
Antes de colocar a culpa no sexo masculino, avalie se não é você a culpada pela suas frustrações amorosas. Existem váaarios caras bons, que querem um compromisso sério. Só que, para encontrar um cara assim, você tem que procurar nos cantos certos e também tem que se dar valor. Homens sérios querem mulheres que acima de tudo se valorizam e se respeitam. Não desista do amor, querida.
Se arrume, não perca a sua vaidade. Saia com suas amigas, jamais deixe uma amizade de lado por conta de um homem. Não torne o homem o centro do seu universo, não passe a viver em função dele. Os homens tendem a fugir de mulheres que abdicam da sua própria vida para viverem em função da vida deles. Seja uma boa mãe para o seu filho, o eduque, o ame e exija que o pai da criança faça parte da vida dela. Se valorize, se respeite, seja bem humorada, de bem com a vida. Homens gostam de mulheres felizes, de bem com a vida.
Te recomendo “porque os homens amam as mulheres poderosas” de Sherry Argov. Vale a pena ler!
Um dia, você encontrará um homem que te faça feliz.

Tina Gomes
7 years ago

Penso que todas sa situações pelas quais passamos, nós mesmos atraimos. Acho legal saber separar o joio do trigo. Não acho legal culpar outras pessoas pelas nossas desventuras. A partir do momento que nos amarmos de verdade, saberemos o que não é bom para nós. Mas de qualquer forma devemos tirar proveito de todas as situações com as quais nos deparamos. Com umas aprendemos o que não devemos fazer aos outros. Assim a gente evolui e cresce. Mas posso te garantir, só os acomodados colocam a culpa nos outros e se colocam em posição de vitima.

Renato
7 years ago

Só porque você não enxerga um final feliz não quer dizer que não exista

Iara
6 years ago

Lamento pelo que passou. Mas nada como um dia após o outro para começar, certo? Por mais que tenha convivido com exemplos ruins de homens, não generalize. Da mesma forma que você não é igual a “vagabunda da ex do seu ex” os homens não são todos iguais. E você se entregou a pessoas que não mereciam a sua presença. Um jovem mimado pela mãe, e um cafajeste que a traía e cospia na mãe do filho dele. Agora junte tudo isso, e leve como aprendizado. Você agora é mãe, um exemplo a ser seguido, um espelho. Seja digna e acredite, por mais difícil que seja, a vida continua e no fim das contas dá tudo certo ;)

Paz e bem.

Robespierre
6 years ago

O Problema é que agora você tem filho e é muito difícil um Homem se relacionar por muito tempo com uma mulher que tem um filho de outro Homem, você vai precisar de ter a cabeça muito aberta para ter um relacionamento sério novamente. Mas assim como você eu que sou Homem também tive decepções com mulheres e não quero mais tê-las nunca mais! Procuro desconstruir todas as ilusões que criei sobre o amor e sobre a vida, não existe amor nas pessoas, o que existe é interesse em algo que elas desejam em você e depois de um tempo elas enjoam e partem para outra.

Johny
6 years ago

Oq VC passou foi horrível, mais nem todos os homens são assim ,ta certo que a maioria e sim desse geito ,mais sempre a um que vale a pena. Também aconteceu augo parecido comigo e também não acredito mais no amor. Só no amor de Deus por nos ∆

Flávio
5 years ago

Bom, sou homem, tenho 32 anos e desconfio até da minha sombra..quando mlk até mentia, mas hoje em dia me desenganei da verdade, do amor entre HOMEM E MULHER, infelizmente, quanto ao sexo, pouco importa, você no caso ai, talvez generaliza, mas acredito que o problema não esta no HOMEM OU NA MULHER, mas sim no nosso dia a dia..

Natalia
5 years ago

Oi eu te entendo perfeitamente me vi em sua história sem a parte de engravidar. até hoje com 27 anos eu não acredito mais no amor, eu namoro mas não sinto nada é mais pelo companheirismo eu tento amar mas parece que estou blindada.
Não fique sozinho você não merece isso se tem amigas fique com elas você merece ter seu final feliz algum dia e você terá.
Eu por exemplo não me vejo casada com filhos, e sim uma mulher de sucesso sem nenhum homem.

jadi
4 years ago

eu também acabei de me decepcionar por um homem que amei quase pela minha vida toda com esperança de um dia encontrá-lo só para ver ele. Claro que eu queria somente abracá-lo mas ai descobri que ele além de me odiar ainda assim não sei o motivo ele conta todos os momentos que estive ao seu lado para todo mundo me humilhando e eu passo e todos riem de mim, por isso hoje não quero mais saber nem que ele existe e todo amor se transformou em raiva ou sei lá acabou hoje nesse momento.

Ricardo
4 years ago

Gostaria de saber o que é amor?

Anônima
3 years ago

Já gostei de um cara meio metaleiro, depois disso nunca mais quis gostar de uma pessoa (estou 2 anos assim), pior, você se declara, faz algo bonito, dá sinais e a pessoa simplesmente não dá a mínima para você ‘-‘ e depois disso levei a conclusão: Não irei encontrar a pessoa certa, porque isso não existe, esse negócio chamado “amor”. O amor não existe e eu não irei mudar de ideia. Sei que sou nova e muitas pessoas falam “ah, é aó uma fase” e o amor seria uma fase? Porque se fosse assim, até minha mãe seria feliz. O amor não existe, sinto muito pelo o que aconteceu com você, deve ter sido horrível. Força!

Nataly de Andrade da Silva
3 years ago

Querida, não sei se você não teve ninguém para te orientar, ou se iludiu muito com esses caras, mas o perfil deles só em você apresentar já dá para notar que são pessoas emocionalmente irresponsáveis. Um por ser muito jovem e outro por ser um canalha! É muito difícil encontrar pessoas com as quais possamos ter um relacionamento saudável, é duro aceitar isso mais é a realidade, eu já me conformei e não me engano mais com ninguém, quando conheço uma pessoa procuro saber o seu passado e todas as suas intenções, homens são péssimos em fingimento, escorregam na própria mentira. Sigo priorizando a minha saúde emocional não me importo em ficar sozinha.

Pati
2 years ago
Reply to  Robespierre

Nossa, não generalizo.
Mas qual foi a maior desilusão?
Com Deus em nome de Jesus.

MilitaryGirl
4 months ago

(;v\riLs) Olá, eu da Ucrânia, estou procurando opções de realocação, se você quiser me ajudar, aqui minhas fotos e vídeos: >>>ujeb.se/7LUqxi