Sinto ódio e raiva pela minha mãe

Sim, não leram errado, no atual momento é o sentimento que prevalece em mim, e não esperem encontrar hipocrisias aqui acho que a ultima coisa que vocês possam ver aqui são palavras hipócritas.
Desde minha adolescência eu venho tentando me convencer de que tudo era uma fase e que as coisas iriam melhorar, as hoje com 24 anos percebo que não é uma fase.
Ano passado minha mãe foi diagnosticada com depressão e ansiedade, mas ela já esta com isso a muito tempo. Bom desde ano passado vivemos entre remédios e consultas com psicólogo e psiquiatra, crises e mais crises, dentre essas crises eu fui percebendo coisas que eu acreditava em minha adolescência ser apenas uma implicância da idade.

Quando eu era mais nova tive muitas dificuldades com meu ensino médio, notas baixas, tristeza, esforços que terminavam na minha mais profunda decepção comigo mesma, porque sim eu me cobrava de forma extrema para não ter que ouvir insultos, não ser rebaixada ou humilhada pela minha mãe que já me disse coisas horríveis. Nesta época encontrava forças no meu futuro afinal estava acabando e eu iria conseguir, nos trancos e barrancos nunca repeti me formei e entrei na faculdade, sempre acreditei que eu iria embora de casa, faria as coisas sem ser julgada e teria minha vida, pois eu sempre fui uma filha quieta, a que “nunca dava dor de cabeça” afinal eu era bem submissa as vontades da minha mãe, não tinha forças para lutar por algo.

Minha mãe nunca se importou realmente com meus sentimentos e nem com os da minha irmã (mais velha e casada, mas acredito que ela se casou porquê queria muito sair daqui também) hoje vejo que minha mãe sempre foi egoísta e quando uma das filhas fazia algo do qual ela não gostasse ela reagia mal.

Hoje ela foi a uma consulta a psicóloga e eu acabei ouvindo tudo, o que não é de costume pois sempre tem musicas e rádio ligado na sala de espera, mas hoje eu ouvi, e na verdade tenho minhas dúvidas se eu realmente iria querer ter ouvido ou não. Eu tenho um namorado que é muito bom para mim, me trata com muito carinho e respeito, ele tem 35 anos trabalha e esta buscando uma evolução profissional na área dele, temos planos de casarmos e morarmos juntos, mas obvio que somos realistas, dinheiro, planejamento é necessário nesses casos, temos 1 ano juntos.

Ler  Estou de saco cheio da minha mãe

Hoje ouvi minha mãe conversar com a psicóloga que eu estou muito “fissurada” ( 1ano e acho que a fase da fissura já acabou) com meu namoro, que ela acha que estou submissa (o que e bem difícil pois hoje tenho minha própria opinião e a serem com unhas e dentes) na verdade eu sinto que ela se incomoda muito com meu namoro, ela se incomoda de eu ir vê-lo, coisa que só faço aos domingos pois ele trabalha praticamente o doa inteiro e faz curso aos sábados, ela se incomoda porque comprei uma blusa preta dizendo que comprei apenas porque ele gosta, mas preto sempre foi minha cor favorita (não tenho tudo preto mas gosto de ter algumas coisas, isso é normal não é?), confesso a vocês que isso me dói muito e me dá raiva porque eu sei o motivo de ela falar tudo isso, simplesmente porque não faço como ela quer, porque eu respondo, porque agora não tenho medo de dizer o que eu quero ou quem eu sou, porque não sou submissa a ela.

Ela usa a depressão e a ansiedade para se fazer de vitima, (minha irmã inclusive já reparou isso) para chantagear e fazer as pessoas terem pena e fazerem o que ela quer. Eu já senti muita magoa da minha mãe, mas tentei empurrar com a barriga, hoje sinto ódio, raiva pois eu não vou ser aquela menina assustada que aceitava tudo por medo de ouvir e me sentir um nada como já me senti muita vezes na minha vida e como já me sinto alguma vezes ainda hoje.
Eu vim desabafar aqui porque não tenho coragem de contar tantas coisas assim a meu namorado e nem a minha irmã que infelizmente tem uma personalidade difícil. Peço apenas para que alguém me entenda e entenda meus sentimentos

48 comentários em “Sinto ódio e raiva pela minha mãe

  • Divino Emanuel Dias 6 de julho de 2016

    Prezada amiga, nutrir ódio e raiva é como beber veneno e esperar que outra pessoa morra. Não conheço pessoalmente sua vida nem o que fez ou deixou de fazer sua mãe, mas tenho certeza plena e absoluta que há pessoas em situações muito piores que a nossa, concorda? Pense nas pessoas que tem deficiência, que perderam os braços e as pernas, que não enxergam, que estão presas nos presídios, etc, estão com problemas muito maiores. Sugiro que tente conversar pacificamente com sua mãe e se ela não lhe entender e se realmente não for possível viverem em paz sob o mesmo teto, que tal tentar desfrutar sua vida em liberdade fora dos ditames de sua mãe? Caso não estejamos contentes com a presença de familiares, temos a vontade livre para viver distantes deles, isso é menos pior que haver brigas e confusões. Se a Suzanne Von Richtofen, ao discordar de seus pais tivesse feito as trouxas e se distanciado deles, talvez hoje ela não estaria há 13 anos cumprindo pena por homicídio, resultado de seu ódio e descontentamento com as regras do lar. Esta é minha humilde e sincera sugestão, com votos de que você pense e seja feliz!!!

    Resposta
    • anonymus 11 de dezembro de 2018

      Desculpe-me,mas acho sua opniao ridicula,pois esta subestimando os problemas dela como se ela fosse ingrata.As coisas nao funcionam assim.
      Sua mae reage dessa forma devido a sua frustração,a unica forma de eliminar esse ódio é tentar compreender essa frustração,o que é dificil,eu sei.
      Mas olhe,entendemos seu lado,ja viu o filme ”matei minha mãe”? é bonito,inclusive a famosa frase ”Eu a amo.Mas não é o amor de um filho.”
      Aceite-a e aceite-se

  • Karen 6 de julho de 2016

    Sua mãe é uma frustrada da vida, uma fracassada e ela quer transferir isso a vc, a forma que ela tem para conseguir se sentir melhor é te maltratando e se fazendo de vitima, querida viva sua vida, faça seus planos e não é fissura pelo namorado não, isso é namoro e namoro tem que ter dedicação de forma saudável, não da ouvido as coisas que ela fala, se realmente fosse bons o conselhos ela não estraria nessa vida de tratamento, não nutri ódio, ou sentimentos negativos, ela é uma pessoa doente de de alma e de emoções.

    Resposta
  • MINEIRIN COME QUETO 6 de julho de 2016

    sinto pena por vocÊ..
    queria ter a minha de volta

    Resposta
    • Renata 1 de julho de 2018

      Mae é mãe … frase típica de quem se da bem com a mãe!! Não julgue!! Eu tenho ódio e raiva da minha por tanto desprezo que tive!! Vc provavelmente teve uma vida linda e maravilhosa com sua mãe!!

  • Lucia 6 de julho de 2016

    Passei por muitos momentos parecidos com os que você relatou. Nutrir ódio e raiva por alguém, principalmente alguém tão próximo, não adiantará nada. Sério, nutrir esses sentimentos só te consumirá cada vez mais, e isso acaba afetando outras áreas de sua vida: o namoro, o trabalho, os estudos… O que ajudou muito, no meu caso, foi me impor cada vez mais. Não foi algo de uma vez só. Aos poucos comecei a mostrar que eu tinha minhas vontades, opiniões, e que se por um acaso elas fossem erradas, eu iria cair e aprender com meus próprios erros e que era importante saber que ela estaria ali para ser meu porto seguro, mas que mesmo que não fosse, eu teria que percorrer o meu caminho. A vida é isso, ninguém nasceu perfeito, temos que ter nossa própria jornada e aprender com os erros e acertos. Ninguém é um robô programado para fazer tudo que o outro quer e ter as mesmas opiniões e desejos do outro. Sempre deixava claro que o que ela falava era muito importante para mim, que me afetava, então ela deveria se atentar mais ao que dizia pois palavras machucam. E sobre isso de chantagem, tanto você como ela não podem usar isso como justificativa para você não “ter sua voz, sua identidade”. Acho que o caminho é esse, a conversa me ajudou muito. Sua mãe é pra vida toda, então é importante saber manter um diálogo aberto com ela.

    Resposta
    • Carol 30 de abril de 2019

      Me identifiquei até demais com suas palavras,o que é uma coisa bem triste na situação atual da minha vida. Nós sempre seremos julgados por aquilo que as pessoas não entendem,então,não liga para os comentários desse tipo de gente porque eles só ligam para o próprio nariz e só vêem o lado deles mesmos. Empatia é uma coisa que se conquista.

  • Andressa 6 de julho de 2016

    Eu te entendo pois eu já vi outras pessoas usarem da depressão para se vitimarem… Confesso que isso é uma característica da doença mas a pessoa tem noção de até onde ela pode ir… eu já tive depressão e confesso que já me vitimei em alguns casos mas nunca para jogar ninguém contra ninguém ou infernizar a vida dos outros, eu só pedia atenção e carinho nada mais.

    Resposta
  • Ari 6 de julho de 2016

    Três coisas pra te falar.
    1: ela é uma boa atriz.
    2: cai fora logo, vai morar junto com seu namorado, se continuar com ela sua vida não vai pra frente.
    3: Coloca Deus na sua vida, pede por ela, por você e seja feliz.

    Resposta
    • G 30 de abril de 2017

      Eu passei e passo por isso…Já tive esse sentimento , e agora coloquei Deus na minha vida como centro e melhorei bastante esses problemas. Mas continuo brigando muito com a bha

  • Girafaforever 2 de agosto de 2016

    Oi, eu tenho essa mesma raiva. Vejo-me muito na sua situação após ler isto.
    Comece a pensar assim: A sua mãe tem direito de amar você, afinal, foi ela que teve a decisão de ter filhas. Agora, você não tem que amar ela, é obrigada a gostar de alguém que nunca lhe deu tanta atenção, ou que nunca foi mãe de verdade? Se sua mãe fosse da sua idade era sua amiga? Gostaria dos defeitos dela? Das qualidades? Pense assim.
    Espero ter ajudado, bjs.

    Resposta
  • pétala 24 de dezembro de 2016

    tirando a parte da doença (depressão e ansiedade) vc descreveu exatamente o meu relacionamento com a minha mae. a vida toda só fiz o que ela mandava ou permitisse que eu fizesse mas quando acontece algo que eu preciso de um alerta ou ser chamada atenção eu sou tratada super mal e isso faz eu me sentir um lixo. sempre foi assim. antes eu meio que era “obrigada” a passar por cima disso de uma forma bem patética como se nada tivesse acontecido por que eu era uma criança ou adolescente mas agora como adulta isso me magoa e se tornou impossível relevar. não consigo. a minha mãe age como se nada tivesse acontecido apesar de eu estar seca, triste. ela em momento algum vem até mim pra tentar conversar e isso é o que me enche de odio. a cada dia que passa eu me torno uma pessoa mais rancorosa infelizmente por nutrir isso dentro de mim. eu só penso em me afastar dela e da minha família que não tem carinho nenhum por mim afinal eu sempre estou aí quieta irrelevante fazendo tudo que eles querem .
    é basicamente isso.

    Resposta
    • Mariana 29 de outubro de 2017

      também passo pelo mesmo que você só que o meu problema é que ainda sou uma adolescente, minha mãe acha que tudo é minha obrigação eu faço de tudo pra ela limpo a casa recolho dobro e guardo as roupas e ainda escuto que eu não faço nada ou que era minha obrigação, ou ela fica falando que meu irmão mais novo é melhor que eu, ela faz muito drama e não é só eu que acho todo mundo que convive ou conversa com ela acha ela dramática, ela não deixa eu sair com minhas amigas, não deixa eu ir pra lugar nenhum nem sair pra estudar na casa de alguém é quase um milagre quando ela deixa hoje eu quase surtei…

    • pimenta santa 12 de maio de 2018

      Querida..simplesmente saia de casa e vai viver sua vida…talvez sua mãe seja narcisista talvez ela seja frustrada e maldosa mais o que definitivamente ela não é..é sua mãe…se você quer ter felicidade na vida…se afaste dela se um dia ela precisar de ajuda…dê a distância…ela é narcisista maligna (pessoa que ostensivamente humilha alguém afetivamente próximo).

  • Karol 28 de dezembro de 2016

    Tem um livro que acho que vai ser bom pra voce: Pais Toxicos, de Susan. Se possivel, fuja da sua Mae ate que ela perca influencia/poder sobre vc, sobre sua Vida particular, sobre suas escolhas… Isso nao e covardia, e sim: se respeitar, amor proprio, colocar limites na sua Mae invasiva e abusiva.

    Resposta
  • Lu 27 de fevereiro de 2017

    Eu acho que voce deveria se afastar, viver sua vida sem se importar com as opiniões de sua mãe, pois afinal ela è uma doente, frustrada, depressiva, e você estando com ela só ira te fazer mal, o mal agente evita. Tudo bem que você é filha, não deve abandonar, mas da um basta e ir embora, passar um tempo longe com seu futuro marido è essencial, pois ela precisa sentir falta p poder valorizar a filha que você è, uma filha que nunca deu trabalho, que estudou p se formar, que sempre aguentou tudo calada, entre outras coisas que só você sabe, enfim viva sua vida e se liberte desse ódio desse conflito, se n Vc vai acabar igual ela.

    Resposta
  • Kamilla 6 de abril de 2017

    (continuação..)
    Eu sinto muita raiva dos meus pais também. Muita mesma. Tanta que vou procurar algum jeito diferente de estravazar essa raiva… sem descontar neles, nem em ninguém, principalmente não em mim mesma.

    Não espere a aprovação dela, busque a sua! Aprove-se! Sinta orgulho de si mesma. Sempre. Mesmo se estiver na m****.

    Nós sempre sonhamos com o dia em que nossos pais sentirão orgulho de nós. Queremos ouvir isso deles.
    Eu não quero mais, para mim é indiferente a aprovação deles.

    Nós crescemos com a noção errada de que se nossas mães estão felizes, se fizermos o que as fazem felizes, então a nossa vida está no caminho certo.
    ESSA NOÇÃO ESTÁ ERRADA.
    A felicidade da sua mãe não depende de você. Talvez até ela ache isso, mas não depende.

    Uma dica muito importante que eu levei ANOS para aprender. Muito cuidado quando sua mãe estiver calma e de bom humor, principalmente com elogios que ela fizer. Não se engane! É nesses momentos que ela ‘fisga’ você. E você se abre, e conta detalhes da sua vida pessoal. Ela vai usar isso contra você depois.
    E nesses momentos de calma aparente, ela também vai fazer parecer que a aprovação dela é essencial na sua vida. Não caia nessa! Fique firme!

    Existe uma crença muito forte que carregamos conosco com relação à mãe, como se ela fosse uma Autoridade Suprema. A Criadora.
    Eu só consegui me desfazer dessa crença quando eu percebi que, se ela quiser, ela também consegue me destruir. Portanto, fui criando cada vez mais independência, e ainda cultivo minha independência, sempre. Pois o que eu cultivar, o que eu descobrir dentro de mim, ninguém poderá tirar.

    Um última coisa, você ainda vai cair nas armadilhas dela algumas vezes até conseguir ver como essa manipulação acontece de verdade, e conseguir cortar o mal pela raiz. Não desanime :)

    Espero que meu comentário ajude você nessa jornada. Me ajudou.

    Me escreva.
    Abraço.
    C

    Resposta
    • Filha da solidão. 11 de setembro de 2018

      Olá!
      Seu comentário me ajudou muito. Tive uma vida bastante parecida com a da autora do texto. Talvez pior… me identifiquei com o que vc disse. Tenho certeza que a mim já ajuou. Obrigada!

    • Fridinha 3 de janeiro de 2019

      Kamilla teu comentário foi perfeito. Tô nessa fase ainda caio nas armadilhas. Tem dias que preferia fugir, sumir. Não consigo ter gratidão nenhuma, me sinto abusada, humilhada e invadida. .
      É bom saber que alguém conseguiu se livrar dessa toxidade.
      Não posso simplesmente abandonar e fugir., o que piora o meu quadro.
      Porém sigo firme.

    • Anonimo (a) 26 de janeiro de 2019

      Lindo comentário, verdadeiro e esclarecedor. Valioso.

  • Sara 6 de abril de 2017

    Eu estava há muito tempo procurando um desabafo assim, minha mãe é terrível, dominadora, cruel, me identifiquei com o comentário da Kamila, tudo armadilha! Quero ir embora daqui o mais rápido possível!

    Resposta
    • Sara 8 de abril de 2017

      32 anos é muito tarde pra chegar a essa conclusão? Cai na real por completo!

  • Serena 3 de junho de 2017

    Minha mãe é bem parecida com a sua.
    Raiva nos faz um mal enorme, realmente nos envenena como alguém disse aí em cima. Hoje, busco um meio de lidar saudavelmente com meus sentimentos para preservar minha saúde. Estou hipertensa.
    Decidi que não vou reagir, mas também não posso engolir, conversar é impossível, então, estou pesquisando meios de lidar com a situação sem raiva.
    Boa sorte!

    Resposta
  • Grace 3 de agosto de 2017

    Sinto muito por você. Tenho uma mãe igualzinho a sua, já tentei de tudo para sentir um pouco de alegria e paz dentro do coração, tenho 54 anos e infelizmente não consigo me livrar desse , hoje em dia, ódio. Isso acaba com minha vida em vários sentidos. Você começou a se sentir forte , um ponto positivo para você. Parabéns, e se livre sim das artimanhas da sua mãe . Não fique como eu, envelhecendo e sempre tão cansada. Uma pessoa mal resolvida, ainda me fazendo tão mal. Grande abraço

    Resposta
    • Claudio 8 de julho de 2018

      Grace, você já ouviu falar em Constelação Familiar Sistêmica? É um processo terapêutico voltado para o entendimento das relações familiares. Tenho certeza que fará muito bem e te trará vários insights. Muita luz.

    • rute Goncalves 26 de agosto de 2018

      pois, e. eu tenho 51. Vivi em Inglaterra e voltei Para ajudar o meu filho na faculdade tenho que me sujeitar a viver com ela.
      Faz-me muito mal. Interiorizei que nao vou mais ser fraca.
      Ela me chinga. Chama porca, p— diz que eu so quero pila, preguicosa, sou gorda e ela foi sem pre mais bonita do que eu, etc.
      Eu criei meu filho sozinha. e bem. andou sempre em colegio, fui sempre independente.
      Eu depender dela agora e uma vitoria, um prazer morbido para ela.
      Chega a ameacar que me bate e finge que chama a policia para me colocar para fora.
      Eu trabalho, ainda faco um curso de frances, e arrumo e limpo a casa no fim de semana. Tenho o meu filho a estudar em Inglaterra e me sacrifico por ele mas ela sempre me chingando.
      Da ultima vez que me tentou bater, eu agarrei nela e disse que batia nela e com forca se ela nao aprendesse a me respeitar. Me ameacou com facas, etc.
      Desejo todos os dias que ela morra com um enfarte!
      Mae assim e toxica. So quem passa por elas e que sabe. Todos os outros conselhos sao inuteis.

  • Um amigo sincero 10 de setembro de 2017

    Sua mãe não é um monstro e você também não. Quando não sabemos o que fazemos nos relacionamentos, nós, pessoas, nos machucamos. É muito nítido isso. Sua mãe não sabe ter saúde no afeto, no amor e você como filha vai ter dificuldades sim, tanto por carregar dores dela, como por não saber lidar com as suas, pois por se tratar de mãe, ter raiva acaba sendo um tabu e as pessoas não costumam a ser compreensivas.
    Você pode ter raiva da sua mãe, você é humana. Só saiba que raiva é emoção que movimenta a mudança, e se focar ela na sua mãe você sofre, mas se usar isso pra si você cresce.
    É uma jornada desafiadora e até um tanto solitária, mas acredite, você tem forças pra isso. Só não tente fugir, lide com o que tiver que lidar, com franqueza, sinceridade e abertura. Diga o que sente, chore, seja firme ou mole conforme o momento pedir, seja flexível que a vida segue, você não precisa ser escrava da situação.
    Mães não são de porcelana, ela é forte pra aguentar o que é dela e deixar você viver a sua vida, amiga.
    E como você pediu no fim do texto, mesmo que já faça um ano, já passei muito por isso, eu entendo você e os seus sentimentos, e está tudo bem você se sentir assim.
    Boa sorte com a sua história! :)

    Resposta
  • invisible 27 de novembro de 2017

    Conviver com a liberdade de fazer as próprias escolhas é difícil. Parece que se a mãe não concorda, tudo pode dar errado. Tenho aprendido isso. sempre fui obediente e submissa, quando eu disse o primeiro “eu quero assim e não assado”, o mundo acabou. Você sai com uma espécia de corrente da culpa, como se todos te culpasse caso sua mãe tivesse um piripaque, ou como se fosse a eterna ingrata. E se você consegue vencer mesmo assim, e estar bem sem precisar dela ( pois depois de um tempo de tanta critica e julgamento, você não que nem contar as boas novas com receio de vir um caminhão de terra em cima), parece que a cada conquista sua é uma afronta. Você estar bem causa desgosto. Convivo com isso. Dói e é solitário, mas superável. Conviver com alguem que está sempre armando algo, desconfiando,criticando, fazendo comentarios venenosos… Prefiro estar em paz. É triste pois a gente espera algo mágico e romantico das mães, mas a realidade é outra em muitos lares.

    Resposta
  • Julia 17 de fevereiro de 2018

    Entendo o que você passa. Fui criada para ser submissa a acatar tudo. E mesmo assim eu era a errada os outros eram os certos. Na época eu nao enxergava isso e me sentia culpada e me achava toda errada. Depois meu pai que eu achava que ficava do meu lado descobri com o tempo levou alguns anos e algumas situações de estresse para enxergar quem ele realmente é um exemplo: quando é aniversario dele ou da minha mãe, datas comemorativas ele me procura parece o melhor pai do mundo usa palavras suaves e depois quando eu precisava de uma palavra amiga ou apoio dele ele nunca estava ali do meu lado e se estava era para me criticar me colocar mais para baixo mesmo que sendo sutil. E ainda usando Deus como desculpa! A tempo descobri que são narcisistas e me afastei por completo. Me sinto triste por nao ter pais normais… ja senti muita raiva, ódio mais nao estava me fazendo bem e me afastar foi melhor. A sociedade tem que parar de santificar mãe ou pai. Tem pessoas que nao nasceram para ser pais e acham que filhos são bonecos. Se afaste o mais rápido possível!!!!

    Resposta
    • Cristina 24 de fevereiro de 2018

      Nossa, você descreveu minha mãe e também minha maneira de pensar! É muito difícil mesmo. ?

  • Emidia 14 de abril de 2018

    Eu tenho pena de você e do seu futuro, com tanto ódio assim!

    Resposta
  • Triste 4 de maio de 2018

    Minha mãe é uma vaca comigo, não.para de reclamar da vida e da família!!

    Resposta
  • Marcelo 15 de setembro de 2018

    Mãe narcisista. Leia e procure a sua cura. Ela não vai mudar.

    Resposta
  • Renan Batista 10 de novembro de 2018

    Olha .. como último comentário
    Deus disse que o homem deixaria pai e mãe e uniria se a sua mulher e juntos seriam uma só carne
    Então acredito em três tipos do verbo “Deixar”
    1 Deixar geográficamente
    2 deixar emocionalmente
    3 financeiramente

    De nada.

    Resposta
  • Maria Cecília .G 18 de dezembro de 2018

    Cecília-quando vc tá com muita raiva da sua mãe da conta de de matar ela de facada de tanta raiva que vc tar essa nogenta piralha?????

    Resposta
  • Sophi 23 de dezembro de 2018

    Só quem passa uma situação parecida sabe o q é lidar com uma pessoa tão tóxica!
    Infelizmente é a própria mãe, mas quem disse que toda mãe é Santa?!

    Ela pode ser problemática, má, egoista, excêntrica, dissimulada, vitimizada, simplória,..
    Me identifiquei com seu depoimento e com tantos outros relatos.
    Minha mãe sempre gostou mais dos outros q da família, os vizinhos, as clientes…mas só quem convive sabe bem quem ela é de verdade!
    É triste!
    Minha mãe sempre teve uma vida boa, meu pai sempre fez td pra ela e nunca estava bom, hj acredito q ela esteja passando o q nunca imaginaria. Mas o q fazer cada um tem seu fardo e mesmo assim eu e meu irmão ajudamos, mas ela perdeu a nossa essência q nunca nos deu a vida inteira. Não tenho pena!
    Mesmo ajudando ela, ainda assim é ruim, manipuladora, dissimulada, vitimizada. As pessoas não mudam! Esquece!
    A grande tarefa é viver em paz e ter certeza q dentro daquilo q se pode fazer, se faz. Afinal é seus pais, e não devemos nos culpar, eles erram alguns insistem e escolhem pelo pior, mas o que vai se fazer?!?!? É escolha q fazem, está em ti estar de consciência tranquila.
    Penso que um dia vou viver tranquila e não mais angustiada.
    Um abraço e seja feliz!

    Resposta
  • Veronica 3 de janeiro de 2019

    Eu te entendo, minha mae tbm é assim, ela me bate todo o dia mano so pq eu fala alguma coisa, um dia eu queimei a panela dela (sem querer) ela me bateu tanto que meu braço teve ematomas e depois ela fica falando pros outros a versão dela e as pessoas acredita nela pq ela é mae (mae qualquer pessoa pode ser)

    Resposta
  • VANIA SANTIAGO MAZIERO 19 de janeiro de 2019

    Mães narcisistas geralmente são assim… procure mais a respeito disso e não sinta culpa por ter esse sentimento. Apenas entenda o que ela realmente é, para que conviva de uma forma menos difícil pra você. Boa sorte.

    Resposta
  • Mae 21 de janeiro de 2019

    Coisa facil de resolver, levanta Cedo, arruma teu Quarto, lava a que voce suja, procura um emprego e saia de casa. Facil odiar a mae. Dificil é ser ela e aguentar você.

    Resposta
    • Anônimo (a) 26 de janeiro de 2019

      Se ela é uma mãe que sempre teve que “aguentar” o filho, já começou a maternidade errada. Também se acha que por disponibilizar tarefas domésticas, já estava fazendo o melhor. Falta muito ainda.

  • Dai 21 de janeiro de 2019

    Nossa…eu vi minha vida sendo descrita agora…Hoje tenho 37 anos…me deixei ser submissa a minha mãe por muito tempo. Mal consegui terminar a faculdade. Atualmente ela está muito doente. Tá com demência e totalmente dependente. E mais uma vez estou aqui submissa a ela. Sem poder trabalhar pra ficar cuidando dela nesse estado. O estresse é imenso. Sinto que minha vida passou…ja acabou. Minha juventude foi toda desperdiçada. E parece que minha mágoa, minha raiva, meu rancor por ela só aumenta a cada dia.

    Resposta
    • Victoria 24 de maio de 2019

      Estou com o msm problema! Minha mãe com 82 anos ! Um pouco demente, diabetes, cardíaca etc etc .., tem que cuidar dela , autoritária , desconfiada tem mania de perseguição, arruma problemas com td! Qdo a gente discute me manda embora ! Msm precisando
      De mim ! E orgulhosa ! Nariz impinado, mau agradecida , esconde as coisas , depois não lembra onde colocou e coloca a culpa no outro que pegou no caso Eu né !…,…e eu perdendo minha vida aguentando essa mala ! Estou por um fiu de chutar o pau da barraca! Estressada e de saco cheio

  • Celia Maria Pompeo Mome 30 de janeiro de 2019

    Uma mãe narcisista perversa é algo muito sério… Saia, afaste-se dela mas sozinha não use seu relacionamento como fuga porque provavelmente vc irá se decepcionar… vá com calma… planeje e principalmente procure ajuda especializada… existem vários atendimentos gratuitos… busque terapia ou ao menos leia muito sobre como se safar deste enrosco… Posso sugerir “sequestradores de Alma” de Silvia Malamud… me ajudou muito… conselho de uma filha de narcisista para outra…

    Resposta
  • Gilmara 12 de maio de 2019

    E vc com 24 anos ainda não foi viver a sua VIDA!!!!
    Eu acho que vc precisa arrumar um emprego e viver a sua vida, parar de dar desculpa que é a sua mãe!! encare os fatos!! vc tem medo de sair de casa!! ser independente!! e não precisa de namorado para fazer isso…qdo realmente está ruim..procuramos viver a nossa vida!!! pode deixar que a sua mãe se vira

    Resposta
  • Ana Maria Rod 15 de junho de 2019

    Tudo bando de diabo, perturbadas, vai trabalhar, e cuidar da vida de vcs sozinhas, bando de incapaz

    Resposta
  • Rosangela 18 de junho de 2019

    Eu te entendo. Passei por tudo isso ate que sai de casa. Fugida mas sai. Ainda hoje ela me faz mal me usando como mal exemplo pra tudo de ruim que acontece. Eu te entendo.

    Resposta
  • Souza 10 de julho de 2019

    Entendo vc perfeitamente. Nao é pq e mae que é um anjo do ceu. O que vc tem que fazer e resoeotar ela como se faz com qualquer pessoa. Nao va na onda dela. Siga sua intuiçao nao perca tempo. Eu perdi muita coisa por sentir pena da minha. Mas estou lutando. O melgor remedio e a distancia. No dia que ela precisar ajude mas se a aproximaçao nao for saudavel fique longe. E triste mas infelismente e a realidade maes que se comportam como demonios.

    Resposta
  • Guilherme 15 de julho de 2019

    Infelizmente nem todas as mães e pais amam os filhos de forma incondicional. Sei na pele como é isso.
    No meu caso sofri com pais ultra religiosos que me traumatizaram de uma forma, que acho que nunca poderei ter uma vida normal. Com muito tratamento estou melhorando, porém em um ritmo muito lento, como é a cura de traumas

    Meu conselho é, se possível se afaste. Ficar perto vai te fazer lembrar sempre das coisas. Procure se aproximar das pessoas que te amam de verdade como seus amigos e seu namorado.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *