Problemas de Aparência

Sou muito cabeçuda e odeio isso

Eu tenho 1,70 de altura, 65 quilos e uma cabeça que mede 56 cm (da ultima vez que medi) é horrível, me sinto muito mal, não consigo acreditar nos elogios de ninguém, eu fico horas reparando o tamanho da minha cabeça, escuto muitos piadas, e alem disso tenho a testa grande também, tem muita gente que me acha bonita ou só acham para me agradar ne, não sei, eu só queria que Deus não tivesse me feito assim, eu não tenho autoestima para nada, queria pelo menos poder me sentir bonita e suficiente, mas depois de tantas piadas só consigo pensar que todos riem de mim que só me elogiam para me zoar, eu sofro muito com isso, pior coisa da vida.

Etiquetas
cabeça grande

2 Comentários

  1. Todos somos diferentes, eu por exemplo tenho orelhas estranhas e sempre fui apelidado de orelha de doende no início me incomodava muito, mas com o tempo parei de me importar e até rir das piadas, alguns tem nariz grande ou olhos grandes, quem faz piadas maldosas desse tipo deve ter a autoestima muito baixa por isso tem que diminuir os outros, e aceite os elogios quando forem fazer uma piada com você dê o troco.

  2. Se existem pessoas que te acham interessante, se apegue a esses comentários e pare de se negativar, pois vc pode estar super dimensionando uma situação, que só vc enxerga como feia. Eu fiz isso quando adolescente, pois achava meus ombros feios, pois sempre reclamava que mais se parecia como uma saboneteira, meu pescoço muito longo, dentre outros defeitos, pois sempre me auto sabotava. Eu me achava tão sem graça, apesar da minha boa altura, mas em um momento de loucura, decidi fazer um curso de manequim, para tentar descobrir em mim, algo que pudesse me achar um pouco mais interessante e quem sabe fazer uns bicos para alguma boutique de bairro, que não iam atrás de manequins de cachês altos. Na minha primeira aula, vi mulheres lindíssimas, charmosas, quase entrei em pânico, ao subir em uma passarela, foi um fiasco. No segundo dia o instrutor me chamou de lado e me levantou de tal maneira, que a partir dessa data, só evolui. Conclusão, fui uma manequim bem reconhecida no têxtil, desfilei para grifes famosas e aquilo que eu julgava feio no passado, foi um diferencial, pois não tinha reparado como isso dava personalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar