Perdi meu bebê pela segunda vez.

Há 5 anos atrás perdi meu bebé com 9meses de gravidez, aparentemente estava tudo normal, eu estava com tudo pronto para a sua chegada, a família estava toda ansiosa, quando cheguei no hospital com as dores, o coraçãozinho dele simplesmente tinha parado, meu mundo desabou, mas tentamos seguir em frente, 3 meses depois engravidei novamente, graças a Deus nossa menina nasceu saudável.
Ano passado decidimos tentar novamente. Um irmão ou irmã para nossa filhinha, estávamos tentando quando descobrimos a gravidez da minha cunhada, irmã do meu marido, ok. Decidimos continuar, até pensamos em dar um tempo, mas conversamos e decidimos vamos deixar rolar, dois meses depois a notícia ,estava grávida novamente, uma alegria enorme e imensa, minha e do meu marido, porque o resto da família nem bola deu, inclusive minha sogra a que mais se desfez do nosso bebê, só queria saber do bebê da filha dela, ficamos muito tristes, mas nossa felicidade maior era nossa filha e nosso Baby na barriga, quase dois meses depois, minha cunhada decidiu querer cuidar da nossa vida, como criamos nossa filha, discutimos e cortamos relações com ela, a sogra claro ficou do lado dela ,mas como afastamos nossa filha delas, a sogra sempre manteve contacto por nossa filha e claro, ficamos uns 3 meses sem nos falar, depois eles foram voltando como se nada tivesse acontecido, deixamos só para mim não me stressar na gravidez, mas foram 7 meses de gravidez vendo o desfecho da sogra dando tudo para o Neto de ouro da filha dela, e nem sabia o nome direito da nossa filhinha que estava na barriga.
Enfim ,quando estávamos no sétimo mês de gravidez parei de sentir ela mexer na barriga, corremos para o hospital, e tudo novamente ,o coração tinha parado, nosso mundo desabou novamente, nunca imaginei que fosse viver tudo novamente, e pior estava por vir, depois de todo o processo de indução do parto normal, estávamos prontos para outro velório novamente, quando ela nasceu, tinha má formação, e não tinha peso para o velório, foi horrível, passar por todas as dores e ver ela nascer do jeitinho que nasceu, senti no rostinho dela que ela estava sofrendo na minha barriga, foi horrível para mim e meu marido que esteve ao meu lado a todo momento.
A família Deus iluminou todos e TODOS estavam do nosso lado naquele momento de dor.
Inclusive minha cunhada que cuidou da minha filhinha o tempo todo mesmo com o barrigão.
Deus nos mostrou que não devemos guardar mágoas de ninguém porque quando menos se espera podemos depender totalmente dessas pessoas.
Hoje faz 15 dias que perdemos ela, 15 dia horríveis ,minha filhinha ainda chora de saudades da maninha, não sinto esperança no meu coração, me sinto incompleta, esta bem difícil.
E hoje fazendo 15 dias, no dia que eu iria fazer meu chá de bebê, minha cunhada ganhou o menino.
Ok, o menino e lindo e saudável, ficamos felizes pelo nosso sobrinho, mas ai começaram as fotos na Internet dos meus sogros com o bebe com a seguinte frase”hoje é só felicidade ”
E as tias “hoje é só alegria, só felicidade ”
Me senti deprimida novamente, e como se eles tivessem dizendo que com a gente é só tristeza e com eles só alegria.
Estou triste novamente, voltou tudo de novo, Arrecem faz 15 dias que perdermos nossa filha parece que ninguém se importa com a nossa dor.
E sendo que tem mais duas grávidas na família, e minhas cunhadas passaram os 15 dias só falando em bebé e gravidez comigo eu estava que não aguentava mais, parece que todos esquecem que estamos passando por uma perda, não aguento mais isso. As vezes tenho vontade de dizer para pararem de falar nessas coisas comigo, mas tenho medo que me achem arrogante ou algo assim, mas não aguento mais, ninguém pensa que estamos sofrendo, todos acham que a gente já esqueceu, que estamos felizes mas não estamos, eu choro todos os dias escondida, parece que esta tudo desabando em cima de min.
Tenho tanto medo de engravidar novamente e acontecer tudo de novo e passarmos por outra dor, mas as vezes tudo que eu quero e engravidar novamente, sempre quisemos ter 3 filhos, já passei por três gravidez e só tenho minha menina.

4 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Eike
4 years ago

Meus sentimentos, desejo melhoras.
Seria melhor você fazer um tratamento antes de tentar outra gravidez, e ver juntamente o motivo das gestações não bem sucedidas.
Em relação aos familiares que não estão sentindo a perda, acredito que sentimos quando convivermos com alguém, não é caso deles e sim seu e do seus esposo, que acompanharam todo esse processo, entenda que cada um senti a dor de forma diferente.
Me pergunto por que eles não podem comemorar o nascimento do outro neto?
Por que as grávidas não podem se alegrar com esse momento que estão vivendo?
Falta um pouco de empatia da sua parte, da mesma forma que você quer que as pessoas vejam a sua dor, elas tem o direito de compartilhar suas alegrias, o luto que você está é apenas seu e de sua família e não dos parentes.
Procure uma ajuda com terapeuta, você está sem estrutura emocional para passar por uma gravidez outra vez, olha como essa situação tem deixado você devastada.

Amigo
4 years ago

Existe um problema genético chamado de Crise Metabólica, que acarreta a perda do filho entre os três meses de gestação até um ano de idade. Provavelmente sua mãe ou sogra, ou outra mulher na familia, consaguinea ou não, póssa já ter passado pela mesma situação que você. Isto acontece por Colapso Orgânico, por ocasião da formação/desenvolvimento do figado/estômago/cérebro, conjuntamente ou individualmente (apenas um deles). Há relatos que vegetarianas estejam mais propensas a ocorrer esta situação. A opção alimentar, de uma fórma geral, afetaria a genética. Lembrando que a criança vive todas as emoções que a gestante tenha: seria bom você ver o seu redor com harmonia: alegre-se pelas vitórias e êxitos que as pessoas tem. A comparação que você relatou fazer, evita superações. A gente só supera as limitações, a partir do momento que deixamos de comparar: cada um é um ser único, não somos iguais isto nos “diz” até as impressões digitais.

Eu
4 years ago

Meu Deus, olha como são as coisas da vida: você sofrendo pelos abortos que teve e, muitas mulheres como eu, sofrendo só em pensar em vir a engravidar um dia, visto que não queremos ser mães e a sociedade nos pressiona! De qualquer forma, desejo que Deus lhe abençoe e a ajude a superar isso da melhor maneira possível. Não sei qual é sua crença ou religião, mas existem momentos na nossa vida que devemos deixar nossa incredulidade de lado e procurar por respostas. Busque respostas na medicina. Veja o que os médicos podem dizer a você sobre isso. Se você quiser ir além, procure ajuda num centro espírita ou espiritualista. Não é que você vai chegar e vai encontrara resposta prontinha e bonitinha. Mas se você continuar na sua busca você saberá se tem algum problema de saúde ou se, na verdade, existe algo espiritual que a impede de ter essa criança.

MilitaryGirl
4 months ago

(hD]6gOv) Olá, eu da Ucrânia, estou procurando opções de realocação, se você quiser me ajudar, aqui minhas fotos e vídeos: >>>ujeb.se/7LUqxi