Sou Lésbica e me apaixonei pela minha chefe

Tenho 30 anos, sou professora em uma escola pública do Estado. Mudei, recentemente, para uma nova escola em decorrência de uma mudança de “sede de exercício”. Quando cheguei no meu novo local de trabalho, a Diretora da escola me chamou muita atenção. . Ela tem 49 anos, é alta, magra, tem olhos azuis, tem um porte incrível, competente e respeitada pelo ótimo trabalho que exerce. . Achei-a extremamente atraente desde a primeira vez em que a vi. Sei que ela é casada (está em seu segundo casamento), e tem um filho de uns 25 anos. Sempre fantasiei me envolver com uma “milf”, mas até então nunca havia achado uma que realmente me atraísse. Na realidade, esse ano eu acho que encontrei (rs). Ela me trata muito bem, elogia o meu trabalho e é muito agradável no trato comigo. O que vocês acham? Tentariam evidenciar o interesse? Pensam que eu tenho alguma chance com ela?

7 comentários em “Sou Lésbica e me apaixonei pela minha chefe

  • Kagura 15 de maio de 2019

    Ela é casada, moça. Não faça isso com você, não se iluda. Sem contar que pode ficar uma situação meio chata no trabalho se você tentar algo. Esquece isso, tem um monte de mulheres maduras, livres e desimpedidas por aí. É só não desistir e continuar procurando. Boa sorte.

    Resposta
  • Ogaiht 15 de maio de 2019

    Acho q vc tem MT a perder … cuidado…

    Resposta
  • Observador 16 de maio de 2019

    Ao que tudo indica ela tem uma vida estruturada e quem sabe em poucos anos poderá ser avó! No Serviço Público Federal – recentemente – dois colegas deixaram seus setores porque é vedado liderado e chefe serem casal. Um dos relacionamentos, mesmo sendo chefe e liderado do mesmo gênero, o funcionário ouviu do chefe, que sentia balançado por ele, mas que a opção do chefe seria em permanecer na função até morrer!!!

    Resposta
  • decifrada 16 de maio de 2019

    onde se ganha o pão não se come a carne e outra ela é casada, respeite.

    Resposta
  • Ana Júlia 16 de maio de 2019

    Acho que esse tipo de situação, a colocará em uma situação muito delicada no seu meio profissional . Vc está pensando em fazer a abordagem em uma mulher supostamente hétero e ainda casada, com filho, portanto, só por esse fato, já está mais do que desenhado que os riscos são enormes de ser enquadrada e ouvir algo que irá mudar radicalmente o respeito dela por vc. Não cometa essa loucura, pois mesmo trabalhando em emprego público, que é mais difícil destituir uma profissional por motivos de assédio, ainda terá que conviver próxima a ela. Com tantas lésbicas que existem hj, para que arrumar confusão na sua vida?

    Resposta
    • Karen 18 de maio de 2019

      Olá!

      A vida é sua. Que tal fazer suas próprias escolhas e pensar o que de fato você quer pra sua vida?

      Seja qual for tua escolha com relação a essa questão, em específico, eu respeito. Agora uma coisa eu aprendi: depois que a gente escolhe, perde o direito a queixa.

      Um abraço!

  • Jaisol 13 de junho de 2019

    sua lesbica
    vai sentar na pika

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *