Não queria criar esse filho solteira

desabafo de problemas amorosos e de coração

Meu relacionamento já estava por um fio. Brigávamos por tudo e eu queria terminar mas não conseguia. Ainda o amo muito e queria que desse certo mas ele é uma pessoa extremamente difícil de lidar. Comecei a ficar muito deprimida com as brigas e ofensas dele, ele terminava comigo na hora da raiva e depois queria voltar. Sempre voltávamos. Comecei a fazer terapia para conseguir superar o relacionamento. Terminei com ele e disse que não dava mais. Foi aí que descobri a gravidez e fiquei totalmente perdida. Pensei em dar uma chance, achando que isso poderia nos unir mas não foi bem assim, ele entrou em pânico e só se preocupa com o próprio bem estar. Não quis saber como eu estou diante de tudo isso e continua brigando e me ofendendo. Ficou totalmente frio comigo e sinto que não posso contar com ele para nada. Não sei o que fazer, queria tentar com ele mas me doi muito estar ao lado de alguém que não liga para mim. Mas também não queria criar esse filho solteira

3 COMENTÁRIOS

  1. Com tantos métodos seguros que existem para se prevenir uma gravidez indesejada, você já sabendo que o seu relacionamento não oferecia consistência, mesmo assim insistiu no erro e agora está carregando para a sua vida, mais essa responsabilidade. Vc já deveria saber que filhos não seguram relacionamentos, não modificam o caráter de um homem, portanto, quando o namoro já chegou no seu limite do esgotamento, nada mais pode ser resgatado de positivo, portanto, comece a se estruturar para criar esse filho como solteira e quem sabe no futuro, vc consiga um novo parceiro que seja mais comprometido. Insistir no erro de tentar forçar a barra em tentar conviver com um homem, só por conta da gravidez, não irá funcionar e o que poderá afastar ainda mais esse homem das responsabilidade emocionais para com essa criança. Legalmente ele terá que contribuir com pensão de alimentos e até os gravídicos, portanto, quanto a essa parte ele não terá como escapar, mas se haverá outras formas de atenção dele com relação a criança, só com o tempo, vc irá saber. Na minha opinião o melhor caminho é a de tentar manter um diálogo com ele como uma mulher adulta, deixando de lado as diferenças e velhas discussões entre vocês e pedir para ele não deixar de participar dq vida do filho, pois ele não tem culpa de estar por nascer.

  2. Pense um pouco em vc tb… sua felicidade esta em risco… criar filho sozinho é mt dificil , mas é pior acordar todos os dias do lado de pessoas q sabemos q nao podemos contar e q nos causam mal, mt mal… Creia… Força… Vc vai conseguir…

  3. Antes só do que um encosto sangue suga. Você é capaz sim de criar seu filho sozinha, não há desonra ou vergonha nisso, vergonha é ficar com um parasita de matando dia após dia, bem lentamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here