Monotonia do serviço público

Eu sou funcionário em uma repartição pública, e o serviço aqui é tão monótono, mas tão monótono, que eu comecei a assistir uma video aula no youtube e meia hora depois, quando o vídeo acabou, não somente eu tinha aprendido o conteúdo da aula, mas tinha terminado todo o serviço do dia. Perfeitamente. E aí eu percebi que o serviço público, embora mais estável, é uma armadilha para quem quer progredir na vida. Você vai ficando complacente, meio preguiçoso, porque não tem pressa, não há exigências, você faz o que puder, e se não der, tanto faz, você não será recompensado por trabalhar mais, nem punido por trabalhar menos.

21 comentários em “Monotonia do serviço público

  • Luísa 3 de dezembro de 2018

    Quero um serviço igual ao seu. Sortudo por estar aí.

    Resposta
  • Eu 3 de dezembro de 2018

    Que coisa engraçada: enquanto milhões estão vendendo o almoço para ter a janta em virtude da escassez de oportunidades de trabalho, vc (servidor) está reclamando da monotonia do seu serviço. Provavelmente vc deve ter sido aprovado num concurso e é merecedor de estar onde está! Mas vc não acha que tá reclamando da barriga cheia não? Então,é tempo de refletir para descobrir se realmente vc se sente realizado nessa repartição ou não. Caso a conclusão seja negativa, é hora de começar um projeto diferente para alcançar rumos diferentes daquele que vc está tomando. Primeiro as primeiras coisas…

    Resposta
    • Anônimo 5 de dezembro de 2018

      E qual o problema em achar ruim o de ele se encontra agora?
      Na verdade, o incômodo nos move!
      Talvez seja o momento do autor do tópico procurar por algo que o estimule a ser melhor, até porque devemos viver a nossa vida da melhor maneira possível!

      Agradeça a Deus por seu emprego e se for de sua vontade saia desse ostracismo pois pelo o que percebi você quer sair da mediocridade!
      Não que os servidores públicos sejam medíocres, mas se você pode contribuir mais com a vida vá fundo!

  • viviane 3 de dezembro de 2018

    Também sou funcionária pública e entendo bem vc.
    De qlqr forma, o ser humano precisa de estímulos, motivação, e o mínimo de reconhecimento ou feedback sera ele positivo ou negativo e no setor publico isso raramente existe e acabamos nos acomodando numa zona de conforto que só quem esta lá entende. As vezes é desestimulante sim, compreendo
    E se quiser conversar mais e trocar figurinha sobre isso podemos conversar

    Resposta
    • Brenno Brawer 8 de dezembro de 2018

      Disse tudo! Eu sou de Brasília e aqui nós respiramos concurso público. Meu pai era Auditor Fiscal da SRF e minha mãe auditora do TCU. Nós fomos muito pressionados a ser servidores por causa da estabilidade, etc. Minha irmã é Analista do Senado, meu irmão do MPU. Eu fui o único que não passou em concurso e jamais conseguiria, pois eu odeio perder tempo estudando coisas que não farão diferença nenhuma na minha vida. Eu fui atrás daquilo que tenho afinidade me tornei consultor de investimentos no Citibank em SP. A empresa tem uma cultura desafiadora, não deixando as pessoas ficarem na zona de conforto. Aprendendo sobre investimentos eu comecei a investir meu próprio dinheiro. Eu ganhei muito dinheiro na bolsa de valores e hoje eu sou o mais rico da família, sou um pequeno milionário. Tenho uma BMW X3, moro em uma cobertura duplex, roupas boas e viajo para o exterior sempre na classe executiva. Que ironia, pois lá atrás eu lembro dos comentários em tom de reprovação de eu gostar de ser “bancário”. Já senti muita raiva e deu vontade de jogar na cara, tipo: “Um bancário com uma BMW e um relógio da Tag Heuer e um servidor com um Civic e um relógio da feira.” Mas eu sei que isso é babaquice e eu me controlei para segurar minha raiva. Fui ao psicólogo e hoje sou uma pessoa que não tenho mais essa mágoa guardada dentro de mim. Passou!!!

  • Luly 3 de dezembro de 2018

    Pare de reclamar de bariga cheia. Aproveite a faça um curso ead nas horas vagas amigo.

    Resposta
    • manuela 4 de dezembro de 2018

      Falou tudo, Luly.
      Cara, largue de ser ingrato com a vida. Mas… se quer um serviço nada monótono’, vá ser gari. Vai ver que não falta ‘agitação’.

    • Brenno Brawer 8 de dezembro de 2018

      Não fale bobagem, é por essas e outras que o Brasil é o que é. O brasileiro não tem uma cultura e uma mentalidade progressista, empreendedora. A cultura do brasileiro é de acomodação e de gratidão por ter uma vida mediocre (no sentido literal da palavra e não no sentido pejorativo). Vou lhe dar meu exemplo: Eu sou de Brasília e aqui nós respiramos concurso público. Meu pai era Auditor Fiscal da Receita Federal e minha mãe auditora do TCU. Nós fomos muito pressionados a ser servidores por causa da estabilidade, etc. Minha irmã é Analista do Senado, meu irmão do MPU. Eu fui o único que não passei em concurso e jamais conseguiria, pois eu odeio perder tempo estudando coisas que não farão diferença nenhuma na minha vida. Eu fui atrás daquilo que tenho afinidade e comecei a trabalhar em um banco. Eu me especializei em investimentos e fui trabalhar como consultor de investimentos nos Citibank. A empresa tem uma cultura desafiadora, não deixando as pessoas ficarem na zona de conforto. Aprendendo sobre investimentos eu comecei a investir meu próprio dinheiro. Eu ganhei muito dinheiro na bolsa de valores e hoje eu sou o mais rico da família, sou um pequeno milionário.
      Eu sei que o servidor público tem seu valor, mas entrar na zona de conforto impede a progressão na vida da pessoa O colega está correto, ele tem que fazer algo que lhe motive a crescer cada vez mais. Ele ganha e a sociedade também.

  • Yudi 3 de dezembro de 2018

    Esse relato só demonstra que o nosso país precisa rever urgentemente a produtividade dos cargos públicos, para que os mesmos não virem cabides de emprego. Essa situação não é benéfica nem para o funcionário, uma vez que ficará estagnado na sua competência e muito menos para os bolsos dos contribuintes, pois funções mal aproveitadas, não auxilia no crescimento do país. Penso que você deveria analisar a possibilidade de melhorar as suas formações, tentar expandir seus horizontes, pois se vc quer sair dessa rotina, só dessa maneira irá conseguir uma solução.

    Resposta
    • manuela 4 de dezembro de 2018

      Yudi, o cidadão aí deve ser fake, isso sim. Ou queria exatamente um serviço assim e não consegue passar num concurso. Eu fui servidora publica por 27 longos anos e, garanto, não é nada do que esse (mal) elemento disse a respeito.

  • tina herrera 3 de dezembro de 2018

    Realmente quem quer ou está trabalhando em cargo público tem que ter uma visão do que pretende para a vida dentro e fora do trabalho, e não só ir na onda dos outros de que é a melhor coisa a se fazer.

    Resposta
  • Jalim Rabei 3 de dezembro de 2018

    TUDO, que é dado como garantido é negligenciado.
    Se você temesse uma demissão não estaria assim

    vagabundos

    Resposta
  • Michely 3 de dezembro de 2018

    ganhando bem que mal tem, se além de tudo isso vc for mal remunerado, daí te dou razão, mas se vc ganha o suficiente para viajar no fim do ano, pagar escola particular pros filhos, morar bem, não entendo a razão para tanto descontentamento.

    Resposta
  • Caio 3 de dezembro de 2018

    Ok, vamos trocar então? trabalho pra uma empresa privada, não pagam vale transporte, não pagam hora extra, são cobranças e mais cobranças de serviço para serem entregues com prazos mínimos, com o patrão o tempo todo em cima de você só te sugando, te cobrando, lamentando em ter que ser obrigado pela lei te dar férias 1x ao ano, nos não emendamos feriados, trabalhamos como escravos no final do ano, direitos trabalhistas? (só funciona para os ricos e influentes), já saio a noite daqui, estou fazendo 3 cursos e tirando a carteira para poder tentar melhorar, tem dias que durmo 4 horas de sono apenas porque passei a noite estudando e preciso acordar cedo para trabalhar no dia seguinte e isso tudo ganhando salário mínimo!!!!!! isso é a realidade da maior parte de país e você ai reclamando de ter tempo de mais…………

    Resposta
    • Jeh 3 de dezembro de 2018

      Piada né. Sou servidora pública da Justiça do Trabalho, e te entendo perfeitamente. Ver um relato de um vagabundo desse aqui chega a ser ofensa.

  • decifrada 4 de dezembro de 2018

    vc tem um trabalho rentável, estável e tranquilo, e ainda esta reclamando? tanta gente entra aki neste site para dar cada relato triste por estar desempregado… pense bem se vc não é daquelas pessoas que fica “romantizando” a vida profissional, querendo ganhar o premio Nobel e sonhando que tinha que ser tudo 100 por cento perfeito… Meu vc esta ganhando o seu dinheiro e servindo a sociedade do jeito que esta ao seu alcance, larga mão desse pensamento de escassez… a falta de gratidão só vai atrasar a sua vida.

    Resposta
  • Laura 4 de dezembro de 2018

    Colega, faz um favor a sociedade e a você mesmo: Peça exoneração do seu cargo público! Se não está satisfeito é muito simples, saia fora e arrume outra coisa.

    Resposta
  • Hitch 4 de dezembro de 2018

    amigao eu passei em um concurso para um banco aqui no Rio Grande do Sul, fiquei um ano nessa “moleza” e vi q meus colegas de 30 anos de trabalho estavam nesta vidinha de um dia apos o outro! SABE O QUE FIZ? Pedi minha exoneração e fui trabalhar em um banco particular, ai o bicho pegou, metas e mais metas, pressão fora do comum… mas ganho bem mais e minha vida nunca mais foi a mesma! Pelo menos terei historia para contar aos meus netos! Abraço

    Resposta
  • Karol 4 de dezembro de 2018

    Por isso q muitos como vc, nao fazem nada alem de ver videos no youtube, ao invés de atender a população!
    Muita sacanagem. A recompensa vc ja tem: um emprego e um salário(muito bem pago, diga-se de passagem)! Mas como vc esta respaldado por lei, receber sem trabalhar é muito melhor ne!

    Resposta
  • José 19 de janeiro de 2019

    Amigão, aproveita sua estabilidade. Você tem uma coisa que quase todos brasileiros queriam ter: a possibilidade de fazer planos com seu tempo, seu salário, enfim, vc é dono da sua vida. Milhões de pessoas no nosso país tem empregos instáveis, ruins, que pagam mal, que tem horários malucos, onde sofrem assédio moral e sexual. Se vc acha tão chato assim seu trabalho, procure por um hobby para fazer depois do expediente. Sei lá, academia, natação, artes marciais, dançar, tocar um instrumento ou simplesmente chegar em casa rápido pra ficar com sua família. Aproveite seu trabalho pq milhões de pessoas queriam estar no seu lugar.

    Resposta
  • Poly 13 de março de 2019

    Entendo o seu desabafo e estou passando por isso, também sou servidora pública, mas no meu caso eu não estou na área que eu queria, infelizmente não consegui ficar dentro das vagas do concurso. Na minha cidade tem muitaaas pessoas que queriam estar no lugar que eu estou, as vezes acho que eu estou sendo ingrata por estar trabalhando, mas estou triste, é horrível não estar na área que tanto ama.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *