Estou gravida e meu marido não gosta de mim

desabafos de problemas no casamento

Estou me sentindo perdida. . Estou com 9 meses de gravidez, primeira Filha e a pouco tempo descobri que meu marido estava conversando com outras mulheres, até mandando foto sem roupa, e detalhe, ele mora na minha casa e até se encontrou com outra. Ele não gosta de mim e age com total desprezo fazendo só o que ele gosta, e eu só tolero isso porque infelizmente não tenho como me manter trabalhava sem carteira assinada, e fui até os 7 meses e meio trabalhando por medo de faltar as coisas. Por saber isso ele faz o que quer e eu fico sem saber o que fazer. Minha mãe quer me ajudar mas sei que ficaria difícil para ela.

8 COMENTÁRIOS

  1. olha muito triste isso, sei que É difÍcil, mas, graÇas a deus vocÊ tem a sua mÃe, portanto, nÃo aceite essa humilhaÇÃo do seu marido, vocÊ nÃo É obrigada a ficar com alguÉm tÃo cruel. converse com ele e peÇa que ele mude, se caso isso nÃo aconteÇa mande esse cara pastar! aceite a ajuda da sua mÃe e crie sua filha. peÇa pensÃo em juÍzo e pronto. nÃo vale a pena vocÊ se submeter a uma situaÇÃo dessas sÓ por que estÁ gravida. vocÊ merece ser feliz e isso nÃo depende do seu marido e sim de vocÊ. deus te abenÇoe!

    • Você acha que ao pedir para ele parar de trai-la, vai atender? Se não respeitou nem uma mulher grávida, sabendo o quanto isso afeta o seu emocional e o quanto essa canalhice, pode prejudicar uma criança, que sente tudo mesmo estando dentro da barriga, penso que esse homem só vai escalar com problemas. Ela deveria sair a Francesa dessa relação e com a boa desculpa de que precisa do suporte da mãe, estaria se mudando. É uma forma de evitar brigas pesadas, não tocar por hora no assunto separação até ela se instalar na casa da mãe. Quando a criança nascer, ela poderá encaminhar o pedido de separação e de pensão, sem precisar conversar com ele pessoalmente, pois é bem provável que ele queiria trazê-la de volta por uma questão de ego e auto-afirmação, mas não porque gosta de fato dela, caso contrário não a trairia. Quanto menos contato ela tiver é melhor. O que não pode ocorrer ela ficar se estressando com brigas, deixe os
      acordos com o advogado.

  2. O planejamento familiar é uma etapa essencial para se avaliar se o parceiro oferece condições de assumir responsabilidades e quando existe alguma segurança quanto ao caráter do parceiro. Infelizmente, hj vc está sofrendo humilhações justamente, por estar em uma situação vulnerável e de dependência desse sujeito. Imagino, com que estado de espírito, passou 9 meses de uma gestação. Na minha opinião, o ideal é vc morar com a sua mãe, mesmo porque será uma ajuda com seu primeiro filho, pois tudo indica que nem para isso esse homem irá prestar. Viver nesse ambiente tóxico, não fará bem bem para vc e nem para a criança, pois todo o seu nervosismo, angústia, acaba sendo absorvido pelo bebê. Ele obviamente terá que ajudar com pensão, isso vc consegue com a justiça gratuita. Vá ao ministério público e se informe. Com essa grana, poderá te dar uma aliviada, até quando estiver apta para o trabalho. Em 5 ou 6 meses de amamentação, já dá para retornar as atividades, pois tem como coletar o leite materno para colocá-lo na mamadeira. Eu amamentei meu filho 5 meses e ele é super forte e saudável. Vc precisa se livrar o quanto antes desse malandro, pois quanto mais ele se acostumar com a permanência da criança na sua atual casa, mais ele irá te dar trabalho para se separar futuramente e as humilhações e desrespeito só vão aumentar. Se tiver que se resolver que seja urgente.

  3. Se ele trabalha com registro CLT, ela poderia conversar com o advogado, para que o dinheiro da pensão seja descontado diretamente do salário dele para a c/c dela ou alguma aberta em nome da criança, para evitar que todos os meses ela tenha que ficar correndo atrás dele cobrando. É uma medida para evitar ficar gastando com a mulherada e faltar com o seu compromisso no final do mês.

  4. Aceite a ajuda da sua mãe e se separa. Pede que esse cara se retire da sua casa e vá embora, resolva a situação da sua filha com ele somente na justiça, e quando puder procure um emprego, mesmo que para ganhar pouco, mas o pouco já te fará mais feliz e independente para cuidar da sua filha e de você.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here