Estou apaixonado pelo meu amigo e ele é comprometido

desabafos de gays lesbicas bisexuais e transexuais

Há quase dez meses tenho esse amor platônico por esse cara que, inicialmente meu colega de classe, virou meu amigo. Sofri muito quando me peguei apaixonado por ele e, agora que me reequilibrei, estou mais afim dele do que nunca. Já dei diversos sinais e fiz várias demonstrações dos meus sentimentos para com ele, sem, no entanto, deixar explícito, dito na palavra, que eu estou apaixonado por ele.
Ele tem uma namorada e parece gostar dela. Ainda assim, mais recentemente ele começou a dar sinais de que também esteja interessado em mim. A última foi há dois dias atrás quando, do nada, há quase duas semanas sem nos vermos, inicialmente porque ele estava fora da cidade e agora porque nossas aulas foram suspensas, ele me chamou no Whatsapp e para quê? Não para me perguntar de alguma prova ou trabalho agendados, não para tirar dúvidas de alguma matéria ou para pedir algo, mas somente para conversar. É a primeira vez que ele faz isso!
Ele é um cara difícil de ler. Não sei se pelo signo, pela profissão dele ou só por ele ser assim mesmo, mas, com o mesmo entusiasmo com o qual ele começa a conversar ele corta a conversa e se despede (mas ele faz isso com todo mundo, geralmente, nem com a namorada ele rende muito nas redes sociais). Ele não usa aliança, mas está sempre falando nela e eu mesmo já a vi – é bonita, mas acho ele areia demais para o caminhão dela; mas claro que minha opinião, nesse caso, está comprometida e não é imparcial. E eu sinto que ele também sente algo além de um sentimento de amizade por mim. A sexualidade humana é bem fluida e outros amigos gays meus já me disseram que acham que ele joga no nosso time ou, pelo menos, no meio de campo.
Eu sou um homem de caráter, não me sinto confortável de tentar algo com ele enquanto ele está comprometido, mas, ao mesmo tempo, não vejo problemas em confessar-lhe que estou apaixonado por ele e acabar com esse jogo de gato e rato de uma vez por todos, e o que tiver que ser, será. E se ele corresponder, eu vou, sem medo e sem dor. E seja o que Deus quiser!
Pessoal, sobretudo LGBTs que estejam lendo esse desabafo, o que vocês fariam no meu lugar? Dispenso falsos moralistas, que tocam o terror na própria vida e na dos outros, mas vêm pagar de santos imaculados aqui.

6 COMENTÁRIOS

  1. Acho que vc está vivendo uma grande ilusão. A não ser que a outra parte não deixe dúvidas de que vc também é correspondido, tudo o que vc supõe é algo abstrato. De que adianta confessar o sentimento mais lindo do mundo se o outro vive um compromisso? Seria melhor para vc se ele estivesse solteiro, isso sim!! Além do mais não vale a pena começar uma relação em cima da dor de outras pessoas e isso não tem nada de falso moralismo. Ao se permitir ser o “outro” de uma relação vc está sendo egoísta sim e se rebaixando a aceitar migalhas nesse sentido. Vc pode e merece alguém por inteiro. Quer se declarar? Se declare! Mas ao receber o tal sinal “verde” vc é que vai decidir ser vai querer o outro desimpedido ou se vai se contentar com o resto que a fulana lá vai “permitir” que vc tenha. Quanto “seja o que Deus quiser”: tomara para o seu próprio bem que a sua escolha seja a mais acertada. Caso contrário, vc irá pedir a Ele misericórdia para poupá-lo do sofrimento. A escolha é e sempre será sua. As consequências também! Boa sorte!!

  2. Que nojo começo lendo relato ai cara fala que é homem ahaha. Entenda Lgbt é anomalia da natureza , algo que pessoa escolhe para se destruir, sai desta vida. E volta para DEUS, pois o mesmo considera abobinação ao seus olhos ou seja averção. Bom é isto. Seja Judaico que este vicio chamado carnal vai sumir rápido, leia Genesis, lá é o livro de vocês, o que DEUS fez com vocês.

  3. Ah, cara, tenha mais autoestima. Dez anos arrastando correntes por um cara comprometido, dá licença, mas você mais parece um dependente emocional desse ‘amigo’ do que outra coisa qualquer.
    Bita, melhore. Vá fazer terapia.
    ”Eu sou um homem de caráter, não me sinto confortável de tentar algo com ele enquanto ele está comprometido, mas, ao mesmo tempo, não vejo problemas em confessar-lhe que estou apaixonado por ele e acabar com esse jogo de gato e rato de uma vez por todos, e o que tiver que ser, será. E se ele corresponder, eu vou, sem medo e sem dor. E seja o que Deus quiser!”
    Vivendo e aprendendo… O cara sabe que o outro é comprometido e mesmo assim bota Deus no meio disso e ‘não vê problemas’ em fazer confissões, oh, de amouuurr.

  4. Nossa amigo que tenso o seu relato…olha eu entendo que vc esta apaixonado mas mesmo assim, com tantos caras legais e solteiros por ai, se da uma chance de conhecer e sair com outra pessoa… se ele quiser vc, ele vai dar um jeito, vc esta entendendo o lado dele do jeito que vc quer por estar apaixonado, mano… vai por mim mesmo gostando dele se aproxime de outra pessoa…isso vai te ajudar a desencanar desse lance do qual vc ja perdeu pois ele ainda namora outra pessoa. boa sorte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here