Desejo Proibido pela Sogra

Olá Amigos e Amigas!
Quero desabafar e compartilhar com você o que vem acontecendo comigo.
Por motivos financeiros, minha esposa e eu, durante o período da gestação dela, tivemos que ir morar na casa de minha sogra. Uma senhora distinta, evangélica, e viúva há 6 anos.
O tempo passou, e por ainda vivermos complicações nas finanças, com a chegada do bebê e outras questões, continuamos morando com ela.
Aos poucos, a convivência minou o meu relacionamento com minha sogra. Nenhuma briga grande, mas comentários e falas entre os dentes que nos afastaram.
O curioso é que, mesmo com esses desentendimentos e quase não nos falarmos, surgiu um desejo por ela.
Eu, um cara de 30 anos com tesão por uma senhora, minha sogra, de 56.
Em uma ou outra situação acabei a vendo em situações em que vi sua calcinha, e isso acendeu-me o tesão e passei a me masturbar constantemente pensando nela.
Seu cheiro começou a me inebriar. Suas saídas do banheiro e minha entrada facilitavam essa alucinação.
Cheguei ao ponto de, vendo suas roupas sujas, vasculhar e cheirar algumas de suas calcinhas. Me masturbei e gozei em uma delas, me arrependendo e limpando, deixando-a no mesmo lugar.
O gatilho para esse desabafo foi sua chegada em casa agora a pouco, eu sentado no computador, e ela abaixando-se e levantando brincando com meu filho, as marcas das roupas na curva acenderam-me mais uma vez o tesão.
O que me implica, é minha cisma com ela, nossa pouca simpatia, mas meu desejo que só cresce. Talvez, um devaneio por aproximação, síndrome ou parafilia, mas este sentimento tem me perturbado.
Obrigado por lerem meu desabafo!

0 0 votos
Avaliar Desabafo
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments