Problemas no Casamento

Casado a 21 anos mas sendo infeliz

Eu sempre fui um homem de fé, sempre acreditei no amanhã, Que nunca chegou.
Se pudesse concertar erros do passado eu começaria por reviver o ano de 1998 e ser mais exigente em alguns momentos.
Eu era um jovem sem sonhos ou desejos. Vinha saindo de problemas causados pela juventude começava a me firmar profissionalmente e tinha recém iniciado como evangélico, nunca vou esquecer quando uma irmã da igreja me chama para conversar, dizendo ter uma irmã mais nova solteira. Foi aí que tudo mudou para mim.
Minha (hoje atual esposa) na época era uma menina com seus dezenove anos mãe de uma nenê com um ano mais ou menos, e uns dias depois descobri que ela ainda estava grávida. Bem; mas como disse eu era um jovem sem sonhos ou qualquer pretensão, aceitei formar uma família com ela e foi a melhor escolha da minha vida.
Bom os anos passaram tivemos mais duas filhas uma com dezesseis hoje e a nossa bebezinha com três aninhos.
Passamos várias fases umas ruins outras não muito boas tivemos inclusive problemas de infidelidade, de ambos, nos perdoamos e chegamos até aqui.
Eu sou hoje um Senhor já nos meus quarenta e tantos, ela uma bela Senhora nos seus quarenta, pais de quatro filhas lindas, sim as meninas me consideram e eu as amo muito. Ah somos avós de duas garotinhas lindas.
Mas sinto falta de nossa vida sexual principalmente depois que nasceu a nossa bebê,parece que ela não me deseja mais. Eu não sei se continuo casado ou simplesmente me separo.

7 Comentários

  1. O único jeito é vocês sentarem e ter um diálogo conversa com ela, pergunta algumas coisas (nada direto) mais vai tentando saber se ela ainda TE AMA tentar ser diferente, mostra a ela que você o ama é faz tudo por vocês!

  2. Nossa, eu li acreditando que vc estivesse arrependido de ter casado com alguém que já era mãe e tals mas não, vc está querendo se separar pq sua esposa aparentemente perdeu o interesse sexual em vc! tenso! De vdd, já pensou que ela tem um filha de 3 anos e é avó de outras duas crianças, ela já não é mais jovem, deve ser desgastante ficar correndo atrás de criança e, as vezes, essa falta de interesse sexual além do cansaço pode ser por questões hormonais . Já li que quem engravida após os quarenta é pq teve um aumento na produção de hormônios e que isso acontece antes da menopausa. Tenta ajudar sua esposa antes de pensar em traição, as vezes, ela está na menopausa e vc aí já pensando em se separar ou em trair. Tenta compreender, ajudar, ser parceiro pq vc era um Zé ninguém (vc falou) e foi esse casamento que te deu um rumo na vida.

  3. Não sei qual é o acúmulo de funções que essa mulher tem no seu lar, mas ser mãe de 4 filhos, tendo ainda uma bebê de 3 anos de idade, tendo que administrar toda essa estrutura com mais de 40 anos, precisa ter uma disposição de leão. Vejo por mim, que tenho apenas 1 filho e um pai idoso, a qual eu cuido, já me sinto exaurida, pois não tenho empregada e nem diarista, tendo que cozinhar uns 364 dias ao ano, limpar, lavar, faxinar, organizar a casa aos finais de semana, fazer compras, guardá-las,,trabalhar ainda como autônoma para conseguir pagar as contas. Sinceramente não sei qual libido uma mulher consegue ter quando se sente sobrecarregada e no mero papel de mãe; reprodutora. Se vc quer sentir o desejo novamente da sua mulher, faça-a se sentir como tal, leve-a para sair ou viajar, descolando um tempinho para vcs dois se sentirem um casal novamente, sem a presença dos filhos, arrume alguém para cuidar deles, mesmo se for por uma noite, para vcs saírem. Saiba valorizar a sua esposa, fazendo-a se sentir feminina novamente, uma mulher desejada e amada, não a enxergue apenas como dona de casa e mãe dos seus filhos, mas como uma fêmea que vc tem tesão. Seja criativo poh!

    1. Isso faz todo sentido.
      Quando se busca algo fora, é porque falta dentro do relacionamento.
      Não to justificando traição, mais é óbvio, só refletir!

  4. Você diz que ambos se perdoaram das traições, mas a criança de 3 anos deve ter vindo como uma afirmação de que são casal, só que continuam distantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar