Apaixonado pelo primo?

6

Tenho 18 anos e já aceitei o fato de que sou gay, porém não contei a ninguém e acho que só terei coragem o suficiente para contar a minha família quando tiver condições suficientes de me manter, caso algo de ruim acontece quando eu contar. Mas o meu problema não é esse, o que está acontecendo comigo é que eu acho que estou apaixonado, e estou me odiando por isso, porque me apaixonei por um primo meu, e sim ele é hetero, por isso estou me odiando, ele me atrai muito mesmo, o pior de tudo é que ele é 2 anos mais novo. Eu pensei que era uma paixão platónica e que logo iria passar porém um dia ele dormiu na minha casa, de manhã ele foi embora, então quando fui guardar os lençóis com os quais ele dormiu senti o cheiro característico dele que reconheceria de longe, não me excitei com o cheiro e nem nada, apenas sentei na cama e senti o cheiro dele, quando pus meu nariz e senti ele meu coração disparou, junto a esse sentimento veio raiva e ódio de mim mesmo por causa dessa situação. Então fiquei em dúvida: Estou realmente apaixonado ou é uma paixão platónica? Se for a primeira opção, nossa senhora, o que eu faço? Nós somos muito próximos, nossa família é muito próxima, me distanciar dele iria gerar muitas perguntas e eu teria que mentir e eu sou péssimo mentiroso na verdade sou muito sincero, menos com meus sentimentos como devem ter percebido. E então o que faço?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

6 Comentários

  1. aff... Diz

    Você mesmo já sabe que o seu primo é hetero, não é? Pois então eis aí, o que quer agora? Gastar tempo e energias em vão?
    E lembre-se, você é maior de idade, mas ele talvez não seja. Portanto, afaste-se de situações potencialmente bastante problemáticas para você.

  2. douglas Diz

    ola agarra ele que ele não vai resistir tipo faz ele bater punheta contigo e agarra o bixo e chupa que ele não vai resistir isso foi o que eu fiz

    1. DiscretoSP Diz

      Rs, já fiz isso com amigos da muito certo.

      Mas com familiar, não é a mesma coisa é um outro batimento cardiaco.

  3. DiscretoSP Diz

    Meu primo tbm é hetero. E em uma noite assistindo filme ele acabou dormindo no sofá, a carne foi fraca lutava em tomar nenhuma reação mas algo dizia que era minha oportunidade sem contar na angústia de como seria o dia seguinte ???
    Então quando percebi já havia lançado minha mão sobre o pinto dele e acariciei até endurecer e ele acordou lógico tirei a mão na hora … Porém ele não falou nada e voltou a dormir, ali foi pior pq pensei se não falou porque gostou.
    Então novamente coloquei a mão no pau dele e ele já excitado deixou e ficou como se estivesse dormindo.

    Não aguentei abaixei a calça dele e o chupava da maneira mais gostosa e cheio de saliva para tornar agradável a ele. Até que senti o pau e as veias se pulsarem e ele gozou

    Ele então decidiu levantar e ir para o quarto no outro dia fiquei sem saber como olhar e falar com ele, até que ele falou comigo fiquei aliviado

    Nessa noite do dia seguinte ele acabou dormindo no sofá, já estava feliz e confuso mas não exitei e ao colocar a mão no pau dele e ao acordar ele tirou a minha mão e falou ” para nunca mais voltar a fazer isso”

    Meu sentimento por ele não mudou, mas o respeito é maior por ele não ter me expoto e ter me dado ao menos aquela noite.

    Porém sempre o vejo de cueca, toalha, samba canção e isso ainda me excita muito, mas consciente que já tive o meu momento com ele.

  4. Amigo Diz

    Ele está na mesma situação de você, no que se refere à Sexualidade. É prematuro afirmar que ele seja hetero. É normal jovens quererem ter curiosidade no corpo de outros jovens: é a chamada “descoberta”. Além disso, não creia que exista hetero: existe são pessoas que óptam em viver relações mais com sexo oposto ou que irão ficar sempre “no ármario”, porque para muitos o “status quo” conta mais: ser bem sucedido na vida e socialmente ter constituído família passará a imagem de bem sucedido com uma “família linda”. Na vida, em muitas situações que parecem ser “já definidas” pense na máxima: “Nem tudo que reluz é ouro”. Sucesso e não se esqueça que as realidades são feitas de sonhos, anteriormente, acalentados.