Problemas Amorosos

18 anos e nunca fui beijada

Sou uma menina de 18 anos e nunca fui beijada, não por falta de oportunidade e sim por insegurança e por medo de não me sair bem.
Fui em uma festa da minha cidade e conheci um menino muito legal, que me respeita e tem muita coisa em comum comigo.
Estamos conversando a algum tempo e toda vez arranjo uma desculpa quando ele me chama para sair, sei que uma hora ele vai cansar e me deixar de lado.

Como nunca beijei fico com medo de estragar tudo, pois também não tenho coragem de falar que ainda sou bv.
O que devo fazer? Falar para ele que ainda não beijei e correr o risco dele rir da minha cara ou não falar nada e ficar com ele mesmo assim?

Etiquetas

3 Comentários

  1. Se não sentir necessidade de falar, não fale. Nós muitas vezes romantizamos muito o beijo, a primeira vez… enfim. Mas não é bem assim… deixe fluir… saia com ele sem esperar beijar… saia pra se divertir , ver coisas novas, lanchar… o beijo é consequência de um clima legal… se não rolar esse clima, não beije.

  2. Querida, ninguém nasce sabendo nada. Postergar por medo é besteira, pois vai ocorrer uma hora ou outra. Encare seus medos para que eles não lhe atormentem.

  3. Vc está fazendo um drama na sua vida por algo tão simples e deixando de aproveitar momentos especiais, pelo receio de não conseguir performar em um beijo na boca. Se um homem chegasse a esse ponto de indelicadeza de rir maliciosamente da sua cara, pelo fato de vc deixar transparecer a sua inocência, vc pode ter a certeza de que não é uma pessoa recomendável e o melhor a fazer é sair fora. Aliás na vida você vai ter que colocar muitos filtros, para selecionar a pessoa certa para estar ao seu lado e será inevitável que você passe por frustrações e perdas, mas isso com certeza também trará aprendizados pelas vivência. O beijo é um momento de intimidade, que quando praticado com alguém que você gosta, intuitivamente você saberá como seguir o ritmo da pessoa. Nesse momento você não tem que ter a preocupação com a sua performance, basta se deixar conduzir pelo ritmo do homem, fazendo algo parecido com ele, mantendo seus lábios mais relaxados, sem ansiedade ou pressa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar