Terminei um relacionamento por não conseguir me relacionar com a enteada

Olá. Agora entendo perfeitamente o porquê dos Leões devorarem a cria das fêmeas de um bando conquistado!! Porque é inadmissível conviver com enteados(as)! Não tem como!
Terminei um relacionamento recentemente por não aceitar a filha da minha ex. E menina tem 16 anos, muito rebelde, egocêntrica, egocêntrica, ciumenta e orgulhosa. O tratamento que essa menina dá à mãe e à vó é o pior possível, com gritos, xingando as vezes, desobecendo, dando ordens e exigindo coisas o tempo todo sem nenhuma educação. Eu presenciei tudo isso ate essa menina gritar comigo aí não deu certo e me estresse. A mãe queria casar comigo, ela é uma mulher formidável, mas tem essa filha insuportável, não consegui me adaptar, não consegui gostar da menina, não aceito uma menina dessa tratar os país dessa maneira, pensei, se eu casar, como me tratará? Não suporte a situação e terminei.

Etiquetas
odeio enteada
0 0 votar
Avaliar Desabafo
7 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
gghhb
5 years ago

Nao se sinta culpado.pois sua mulher poderia ter pego uma doenca grave originada por fundo emocional se caso ela casasse com você ..pois ela ia sofrer todos dias.pelo fato de se relacionar com alguém que não aceita a filha dela.. ela ia se sentir culpada e egoista sempre.
vc não é obrigado a não ser auntentico só porque tinhas boaa intensoes com ela. você fez certo!

Caio
5 years ago

Cara, eu te entendo. Tem horas que não suporto até meus parentes (não tenho filhos) imagina o filho de uma outra pessoa que esqueceu de dar educação para ele. Sério, se ela se porta assim é porque ninguém deu boas maneiras para ela. Cresce mimada, achando que tudo que quer pode. O pior seria quando você tentasse corrigi-la e a mãe ou avó ficar chateada com você. Ou ouvir um “você não é meu pai” sendo que é você que está pagando as contas e as baladinhas dela. Você fez bem. Não se culpe. Qualquer coisa, mantenha o namoro se você muito da mãe. Mas casamento, não rola.

Michael
5 years ago

Olha, quando vamos nos casar nós temos que amar demais nosso companheiro (a), e qualquer problema pode ser ultrapassado com força de vontade, e no seu caso, se você casasse com essa mulher, estaria casando com os filhos dela também, é tudo incluso no pacote, agora se você sente que não é capaz de lidar com isso, seu amor não deve ser tão grande, e nisso é bola para frente, talvez você iria até se arrepender, acho que fez certo. Boa sorte no próximo.

lili
5 years ago

Ohh coisas são tão fáceis para nós. Enfimmmmm! Você Acabou de citar sobre os leões e fez tudo ao contrário. Não é para matar a menina ,mas o território é seu querido. O Macho da casa é que manda e não uma menina mal educada ou mal criada por falta de pai. Entendeu agora? Então irá deixar uma mulher que não tem controle com a filha e esta desesperada por ajuda? Já parou para pensar que você não foi o único a pular fora? Não estou falando para você ser o salvador da pátria, mais se fosse homem ¨ Leão ¨ de verdade, estaria ao lado da sua mulher! Bom recado esta dado. O que falta é homem com atitude de verdade!

Joice
5 years ago

Realmente esse papel de padrasto e madrasta e para poucos. Sorte da mãe solteira que encontrar um homem (um grade homem) que sinta pelo menos empatia por seus filhos.

Carlos
3 years ago

Tenho duas enteadas, uma de 7 e outra de 16, amo a de 7 porem a de 16 jáfui muito amigo dela, hoje não suporto depois que começou a frequentar a casa do pai dela, tudo ficou diferente, a gente passa o dia inteiro sem se falar. Agora namorando e que está pior. Resumindo meu amigo você fez certo, quando se trata de filho dos outros é complicado, melhor chorar agora do que depois.

Se eu pudesse voltar não casaria mais com minha esposa, apesar de amar ela.

Fernanda
1 year ago

Eu te entendo perfeitamente! Deus me livre, meu enteado hoje voltou a ser uma criança normal e agradavel! Aos 6 anos de idade, ele batia na avo dele e não ia para escola porque queria jogar video game. Ai a mãe ao inves de repreende lo e educa lo passava a bola para o meu marido.Quando ele começou a frquentar nossa casa assiduamente, eu via a tristeza do meu marido em ter que aturar aquela criança insuportavel. Ele fazia de tudo para chamar atenção, falava com o pai igual adulto, dava na cara do pai, dava na tia, uma vez veio para dar em mim, coloquei ele no lugar dele. Iamos para praia ele gritava que o pai estava tentando afogar ele, cooisas horrorosas que me fazem mal relembrar. A professora mandava recado todo dia, falando que ele era insuportavel, mimado e sem educacao e limites. pensei em jogar o balde para o alto varias vezes só não joguei porque meu marido começou se impor e porque eu sabia que meu marido iria escolher a mim do que ele, e eu não acho justo uma criança sem pai!

Botão Voltar ao topo