Quero me separar mas tenho medo do meu marido sofrer e ficar magoado comigo

Eu estou fazendo hoje 1 ano e 4 meses com ele. Ele é maravilhoso além de eu ter um tesão nele sem fim.
Quando eu o conheci eu ainda gostava do pai doo meu filho, mas depois de um tempo uns 2/3 meses eu vi que já não sentia mais nada.
Sexo não é e nem nunca foi problema, eu o acho gostoso, gozo sempre que agente faz amor. Mas algo está errado.
Antes de eu o conhecer eu vivi uma vida meio louca, tinha dinheiro sempre que eu queria, mas agora com ele não tenho mais.
As vezes eu quero fazer o cabelo e não tenho dinheiro. Quero sair, mas o dinheiro é para fazer compras ou pagar o aluguel.
Ele é esforçado e eu sei que ele me ama ,pois já pisei na bola com ele e ele me perdoou. Mas as vezes quando agente briga (por causa dos ciumes dele) ele joga na minha cara. Eu queria ficar com ele, mas tenho medo de me arrepender no futuro, pois as pessoas mudam e nada o impedirá de mudar também.
E agora o que fazer?
Não sei, pois tenho sentimentos por ele mas qual é a mulher que não gosta de uns mimos as vezes.
Não sei o que está acontecendo comigo.
Se eu pudesse juntar as duas coisas ele + dinheiro ficaria perfeito.
Não sei o que fazer.

Etiquetas
quero-me separar

3 Comentários

  1. Se você ama mais o dinheiro do que ele, é porque você não o ama. Por isso o deixe. Mas se lembre dinheiro e vida louca não dura para sempre e um dia você pode se vir a arrepender.

  2. Bom dia, sabe, com relação ao dinheiro, eu já fui assim, gastei sempre todo o meu dinheiro, mas nunca dei bola para essas coisas de salão de beleza. Tudo bem se tiver que lavar a cabeça em casa.
    Dinheiro é bom para muitas coisas, infeliz o cara que o inventou, mas também é ruim pois causa desarmonia, se não buscarmos equilíbrio para as coisas o dinheiro não serve de nada. Precisamos estar bem conosco, com o próximo.
    É preciso acima de tudo ter Caridade e Amor, conosco e para com o próximo, diálogo, sem acusações e sem ofensas pois a língua é uma arma que pode trazer danos irreparáveis em qualquer relacionamento.
    Você já parou para pensar que um dia o sexo deixa de ser algo primário em um relacionamento, em função do fator idade, reações normais do organismo?
    Sei lá, eu já consegui passar um bom tempo sem sexo, e acho que a vida não é só gozar e ter dinheiro, e hoje em dia, é muito raro achar uma pessoa que nos ame, que também se esforce por nós, que seja companheira(o). Dê valor a isso, pense sobre a consequência das suas escolhas pois a tendência é sempre nos queixarmos do rumo que nossas vidas tomaram, conveniente para todos nós usar o vitimismo.
    Acho que o ideal seria, se existe amor, vocês sentarem e conversarem abertamente, você dizer a ele que isso que ele faz a encomoda, e vocês tentarem buscar um outro caminho. Se não der certo e você desistir, ele também estará ciente e você com a consciencia tranquila por ter tentado..isso se realmente você o ama.
    Quanto ao medo de deixar alguém ou se esse alguém vai sofrer? Se você não está feliz agora e continuar empurrando com a barriga serão duas pessoas infelizes..
    Aproveite o conselho que a Micaela te deu também, o que ela fala tem muito sentido, tudo que é demais faz mal, principalmente vida louca e dinheiro ..esses não devem ser o nosso norte de vida.
    Fique bem, em paz, e que tudo se resolva

  3. Esrou na mesma situação dela, completamos na cama, mas hoje aposentado ao 50 anos, quero muita coisa para minha vida, estou querendo me separar, mas minha mulher não admite., não sei o que faço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar