Quero casar e sair de casa mas tenho dó dos meus pais ficarem sozinhos

Estou morando na casa dos meus pais com meu namorado há quase 3 anos e eu percebi que PRECISO morar sozinha com ele, ter minha vida independente pois sei que vai me fazer bem. Mas minha mãe tem problemas de depressão e na maior parte do tempo ela reclama demais, quer meio que controlar minha vida e me subestima bastante, como se eu não tivesse capacidade de me virar. Além de fazer chantagem emocional para eu não sair de casa. Mas eu amo muito ela, e se eu sair vai ser só Ela e meu pai, que não se dão muito bem, ele é bem grosso e grita muito. Sei que vai fazer bem para mim, mas a culpa de deixar os dois me mata. Meu sonho é ter minha casa, mas tenho medo dela ficar doente ou triste demais por eu sair (sempre fui muito apegada a ela) e eu não conseguir lidar com a culpa depois. Mesmo sabendo que vou fazer tudo que tiver ao meu alcance para ajuda-los, mas preciso disso para eu amadurecer e ser mais forte. Não sei o que faço.

3 Comentários

  • Bella 13 de janeiro de 2019

    Faça terapia vc precisa, a vida é um ciclo, se sua mãe está onde está foi escolha dela, ela escolheu o homem pra casar, escolheu a vida que tem hoje, provavelmente sua mãe é narcisista.

    Resposta
  • Olga 13 de janeiro de 2019

    Você tem que se conscientizar de que uma mulher casada precisa do seu espaço e por mais que você ame os seus pais, tem que cortar o cordão umbilical, mas existem algumas maneiras de você dar atenção a sua mãe, que é procurando descolar um lugar próximo a residência dos seus pais ou se não for possível, nos primeiros meses da mudança, procure visitá-los com uma frequência maior, até eles aos poucos se acostumar com a distância. Você disse que o seu pai é grosso, está aí uma das causa da depressão da sua mãe, ainda mais se ela é do estilo que só vive em função das rotinas de uma casa, atendendo as necessidades de marido e filhos, sem enxergar novos significados para a sua vida. A sua mãe precisa de mudanças, portanto procure descobrir quais são os seus sonhos não realizados, do que ela sente falta e na medida do possível, tente proporcionar. Eu fiz isso com a minha mãe quando era viva, pois o meu pai era um gato de armazém, que não saía de casa para nenhum tipo de lazer, só vivis em função do trabalho e nas rarissimas vezes que ele topava participar de algum, lazer reclamava o tempo todo. Como eu conhecia a natureza do meu pai, inflexível a negociações com relação a essa questão de passeios, eu acabei por deixar quieto e eu mesma proporcionar.

    Resposta
  • Cleide 13 de janeiro de 2019

    A vida é feita de ciclos.Tentar permanecer num ciclo que precisa se fechar,trás prejuízos enormes pra própria vida e pra de todos a sua volta.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *