Perdi minha melhor amiga.

Tenho 16 anos, há mais ou menos 9 meses, no começo do ano, comecei a ter problemas com a minha melhor amiga por causa do namorado dela. Sou uma pessoa muito possessiva e as vezes exagerada com o ciumes, tenho plena consciência disso. Primeiro achei que as mudanças repentinas dela eram coisa da minha cabeça, que o problema era eu, e comecei a me culpar e fui mudando minhas atitudes com coisas pequenas de inicio (camuflando meu ciumes por exemplo). Mas depois percebi que ela não havia mudado só comigo, o que não tirou da minha cabeça que a culpada era eu. No principio apoiei com todas as minhas forças esse relacionamento, apesar de não gostar nada desse namorado, e ele também não ir com a minha cara, apoiei pelo fato de a felicidade ser o mais importante para mim. Não sei até que ponto deixei isso me levar, já que abri mão da minha felicidade por isso. Percebi que com esse namoro ela se aproximou de “amigas” novas, usei as aspas pelo fato de ser claramente uma amizade por interesse, essas amigas novas são as amigas do namorado dela. Conhecendo-as em alguns meses já começou a chamar de amor, anjo, princesa e dizer que as amava, como era comigo. Ela fazia coisas por essas meninas que nunca fez por mim. Levava todas para casa, fazia festas do pijama, tirava fotos e ficava exibindo por ai, e eu sempre engoli tudo. Nossas brigas ficaram mais frequentes, até que tivemos nossa primeira discussão séria. Eu não suportava mais as pausas em que ficávamos sem nos falar. Em um desses episódios de “pausas” na nossa amizade, ficamos sem nos falar por uma semana e isso foi o cúmulo para mim. Passei por ela na rua e ela fingiu que não me viu por estar com ele. A desculpa era sempre a mesma “Mas eu pensei que estava brava comigo.”. Um dia, depois de não suportar mais, joguei na cara dela tudo que estava preso a tempos, que ela não era mais a mesma, que não se importava comigo e que por mais que ela dissesse que me amava não parecia mais o suficiente, percebi que não tinha espaço para mim nesse jogo. Antes quando eu ficava brava ela vinha atrás de mim até eu falar com ela, e do jeito que as coisas estavam parecia que nossa amizade não tinha sido nada. Minha situação foi piorando mais e mais. Inclusive na nossa discussão “final” ela chegou a dizer que não tinha tempo para mim, e que eu estava fazendo caso por nada. Ela continuou com a vida dela normalmente e eu fui me sentindo pior, culpada. Ela passava por mim no corredor (estudamos na mesma escola mas em salas diferentes) e fingia que não me via. Eu passava o dia chorando, comecei a ir mal nas aulas. Só uma amiga minha conseguia me confortar ao menos um pouco, mas sou do tipo que não gosta de demonstrar que está mal para não preocupar ninguém. Em seu aniversário decidi abrir mão dos meus sentimentos, joguei tudo no lixo, meu orgulho, tudo. Perdoei nas férias de julho na promessa de que as coisas iam melhorar, que íamos ficar bem. E por um momento pensei que ia. Eu perdoei mas meu coração não. Não consigo dizer que a amo, apesar de ama-la, não consigo abraçar ela, apesar de ser um dos únicos abraços que gosto, não consigo conversar com ela, apesar de querer saber das coisas que acontecem com ela. Hoje faz 4 semanas que estamos sem conversar direito. Nos falamos mas não conversamos, no máximo oi no corredor e uma olhada de canto e é só. Mais uma vez me sinto mal, a ponto de explodir. Não tenho só ela na minha vida, tenho uma amiga que é quase um anjo para mim (elas estudam juntas), e me aproximei muito dela, o que me conforta. Mas ela era especial, não é fácil jogar uma amizade assim no lixo. Sinto como se não tivesse significado nada para ela. Não sei mais o que fazer, ela mudou, o que fez com que eu mudasse. Mas então porque me sinto uma cretina, um monstro, se quando pergunto para alguém eles dizem que a errada foi ela?

7 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Luu
8 years ago

Que horrivel! é ruim demais perder uma amiga. aproveita que tem outra amiga te confortando e prioriza a amizade dela. Procura saber se essa menina ai tambem não está triste por isso. Se não estiver, esquece ela! por que não vale a pena sofrer por alguém que não se importa com você .

aff
8 years ago

Troque a palavra Culpa pela palavra Responsabilidade. De nada adianta “culpar-se” por algo e prontamente ignorar a própria responsabilidade nos eventos, sejam eles quais forem.
Você se confessa ciumenta e possessiva. Responsabilize-se por isso, sabendo que para todas as coisas há consequências. Portanto, veja a parte que lhe toca no esfriamento dessa amizade e na consequente sensação de perda que a aflige. E não se culpe, mas bem ao contrário retire disso um aprendizado positivo para doravante.

mini
8 years ago

É uma situação muito difícil mas sinceramente acho que nessa amizade não tem volta a dar e que depois de todas essas atitudes dela você não deveria mais querer tê-la como amiga. Sei que é difícil esquecer mas o tempo cura. E mesmo enquanto dói devia mostrar o contrário para ela e dar o mesmo troco. Mostrar que tem outros amigos, que está bem e feliz e se diverte e não precisa dela. Isso vai custar-lhe quando ela vir. Até porque namoros não duram sempre e normalmente nesses casos ela um sia vai arrepender-se e ver que não lhe resta nada de verdadeiro.

mayra
8 years ago

Meldeuls, amiga. Com 16 anos e esse desespero por causa de uma amiga? Moça, você já não é uma criancinha que fique aí a chorar por coisas assim, pois na sua faixa de idade uma maior independência emocional é bem mais adequada.
Por outro lado, observe que você menciona os primeiros desentendimentos com a garota por causa do namorado dela. Ora, a quê exatamente faz depender a sua vida e o seu bem-viver se os agrega ao namoro e ao namorado alheio? Não acha que seria precário demais?
Além disso, pergunte-se se é correto e elegante intrometer-se na vida de alguém, especialmente em relação ao parceiro e ao modo como vivencia um relacionamento.
Muitas das vezes nosso temperamento egoísta, ciumento, invasivo, possessivo e pretensamente controlador nos coloca exatamente onde merecemos, ou seja, em apartado. E isso ocorre porque não nos preocupamos em conter aspectos emocionais inadequados a tempo. E então o preço vem logo a seguir.
A boa noticia é que podemos talvez nos modificarmos desde já a modo de prevenir ocorrências semelhantes no futuro. “Viva e deixe viver” e “Que comece por mim” são lemas proveitosos sempre. Existe também uma arte, a Arte do Não-Fazer, onde basta que nos refreemos em certos comportamentos e estaremos acertando.

bruna
5 years ago

Como posso desabafar tbm?

Ana
4 years ago

Eu já passei por coisas parecidas! Tenho uma melhor amiga, nos brigavamos muito, demais, depois parou, Agora as brigas foram aumentando! Sinto um sentimento estranho quando fico brigada com ela, tipo uma tristeza insuportável por estar brigada com ela, e ao mesmo tempo, uma raiva e vontade que ela sumisse! Ela é uma pessoa bem difícil, mais ao mesmo tempo, ela sempre me faz rir, é uma pessoa divertida e etc, mais agora, sei lá, ela está mudando! no final das aulas (nos só nos vemos pela escola) ela começa a tipo que me ignorar, mais não é tipo fica cansada, com sono e não responde direito, ELA LITERALMENTE ME IGNORA! mais quando eu pergunto se ela está brava comigo ou outra coisa, ela diz que não é nada, que ela só está com sono, e ela faz isso de ignorar com todo mundo! não é só comigo! E hoje nós brigamos, e ela me chamou para conversar, ela disse que era melhor darmos um tempo de melhores amigas, mais que não era para sempre, e que depois iamos voltar a ser melhores amigas! eu concordei porque a minha relação com ela estava realmente chata! Mais agora sei lá, ainda me sinto meio insegura, Sei lá! tenho medo de perder minhas amigas! Pq quando agente briga mesmo, mesmo, tipo briga feia, ela bota as meninas contra mim, mais agora ela parou de fazer isso! Graças a Deus! Bom, pelo menos eu acho!.

MilitaryGirl
3 months ago

(9r?7:8m) Olá, eu da Ucrânia, estou procurando opções de realocação, se você quiser me ajudar, aqui minhas fotos e vídeos: >>>ujeb.se/7LUqxi