Odeio trabalho doméstico

Minha mãe está com a perna quebrada e vai ficar 8 meses sem poder andar. Nessa eu tenho que fazer tudo para ela, e fazer tudo em casa.
Tenho que lavar, passar, cozinhar, almoço, janta, café, tenho que limpar a casa todos os dias e ninguém me ajuda.
Meu pai trabalha, mas não lava um prato, só joga lá;
Eu fiz 6 anos de faculdade, estudei, me dediquei, mas está difícil conseguir clientes, por isso tenho que ficar escrava do lar.
Isso me cansa sabe, depois de tanto me esforçar, estudar em uma faculdade super difícil tenho que ficar presa nos serviços domésticos.
Não aguento mais.

Ler
Filhos mudam nossa vida...

5 Comentários

  1. A sua alternativa é procurar urgente um emprego e colocar uma pessoa para realizar faxina e passar a roupa na sua casa. Quanto a alimentação, faça comida apenas 1 vez por semana e congele para esse período ou arrume um fornecedor de marmitas. A sua mãe mesmo sentada, poderá te ajudar na cozinha a preparar os alimentos, no final de semana. Tem também sites que oferecem comida fresquinha por r$6,00, por pessoa. É complicado você já formada ficar 8 meses fora do mercado profissional, pois não será muito bem aceito pelos recrutadores Você demorou 6 anos para se formar, não faça todo esse sacrifício ser em vão. Não faça essa loucura! Organize a estrutura de funcionamento do seu lar e busque urgente uma solução terceirizada. Se você conseguir um emprego de r$2000,00, já consegue pagar 1x por semana uma pessoa para limpar e passar roupa e ainda irá te sobrar dinheiro.

  2. Não é que você odeia trabalho doméstico. É que você está sobrecarregada. É complicado que quando a gente está em casa sem trabalhar, as outras pessoas que trabalham acham que a gente tem obrigação de fazer tudo, elas sujando e a gente limpando, e não é bem assim. É mais cansativo serviços domésticos, do que trabalhar fora. Sua mãe pode depois de algum tempo te ajudar sentada a dobrar uma roupa por exemplo, de fato é complicado para quem está debilitado fazer alguma coisa. Já o seu pai é folgado msm, e se falar alguma coisa da briga. Então o jeito é se organizar no primeiro momento até se encaixar no mercado de trabalho e poder pagar alguém. Faça uma lista dos afazeres e tente concluir o mais rápido possível para te sobrar tempo livre. Tire um ou dois dias para uma faxina completa, nos outros só faça uma manutenção básica. Comida ou pegue um dia para fazer as refeições da semana e congelar, ou faca almoço que sobra para janta ou vice versa. Vá lavando o que já sujar para não acumular.
    A previsao são 8 meses, mas a maioria das vezes acaba se recuperando antes, por isso é importante no início bastante repouso para recuperação ser mais ágil. Não fique se desgastando deixando tudo impecável, faca bem feito, mas na medida do possível, afinal você também tem clientes para atender.

  3. Trabalho de casa é cansativo e repetitivo mas determinando o que fazer em cada dia não causa neura. Faxina num dia, lavar roupa noutro dia, almoço ópte por saladas e frutas, bife e arroz. Se fizer feijão cozinhe num dia e leve à geladeira, nos demais dias tempere a quantidade que for tomar. Verás que em muitos dias te sobrarão as tardes livres. Não se esqueça que no futuro terás que ser você por você: teus pais estarão noutra Dimensão Espiritual e não poderão ser critica por teres que administrar tua casa.

  4. Você e apenas uma mimadinha egoista que passou a vida toda pelo jeito com a mãe fazendo tudo e agora não quer fazer nada. Uma infantil .

  5. Cara, quanto egoismo!

    E se sua mãe partisse amanhã? Como iria se sentir por essas reclamações?

    Se você tem que fazer TODO o serviço doméstico já que ela terá oito meses de folga de vocês depois de uma vida inteira, quer dizer que ela FAZIA TODO O SERVIÇO SOZINHA!

    quem sabe agora você entenda que mãe não é empregada! e aprenda e ajudar em casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar