Odeio ser professora

Não aguento mais ser professora, além de ser muito mal remunerada, o governo e os pais dos alunos acham que somos babás das crianças, não aguento mais escutar grito e choro de criança, ouvir as colegas de trabalho que acham que são o Paulo Freire, não sei se largo tudo e vou fazer uma outra faculdade, tenho 25 anos e estou perdida não sei se começo outra profissão longe de escola, ou se continuo vivendo um dia após o outro.

Ler
Não consigo bater as metas no trabalho
Etiquetas
professora

7 Comentários

  1. Você é nova ainda. Sua vocação não é ser professora, você vai estragar sua vida e a das crianças ainda se você continuar nessa. Realmente, faça outra faculdade ou estuda para concurso. Eu tenho 27 anos, comecei a estudar para concurso com 26 anos. Hoje sou muito bem remunerado e feliz com meu trabalho. Se você for estudar para concurso recomendo os tribunais, tais como TRT, TJ e TRE. Abração.

  2. Uma possibilidade é você pensar em seguir uma especialização para dar aulas nas faculdades. Você estará lidando com um público que já tem mais autonomia, livrando-se das cargas extras, uma vez que muitas famílias decidiram terceirizar suas próprias responsabilidades, para as escolas, forçando os professores a ter que aguentar os reflexos da educação sem limites dos seus filhos, além de outros problemas sérios que demandam dessa situação. Outra opção é a de estudar algum idioma estrangeiro e passar a dar aulas, pois geralmente as classes são bem menores e o ambiente é bem mais focado e disciplinado. Lidar com crianças é bem mais complicado, pois é muito raro os pais assumirem que estão falhando com a educação dos seus filhos e o mais provável é que ainda demonstrem uma postura armada, quando a escola pontua os seus problemas comportamentais. Saia fora apenas desse público, assim não irá precisar abrir mão da sua profissão de professora, podendo escolher dar aula para adultos, inclusive em cursos. Se você optar em fazer outra faculdade que não seja as da área de biológicas ou de exatas, todo o resto é uma fábrica de desemprego, portanto pense direitinho até que ponto vale a pena começar outra faculdade.

  3. Troque a lamuriação,pela ação.
    Estude,faça cursos,espalhe currículos. e vá em busca de um emprego melhor.
    Não existe emprego perfeito,sempre vai acontecer algo que nos aborreça,mas o que não dá é ficar sentado,esperando a solução cair do céu.

  4. Sou professor na cidade de São Paulo. Eu e minha esposa, que também é professora, não somos tão mal remunerados (verdade 18 mil eu e ela juntos), mas o restante que você fala é verdade. Você é muito jovem, com a aposentadoria a lá bolsonito você ainda terá que trabalhar mais de 35 anos! Se eu fosse você, estudaria para outros concursos (cada vez mais raros e sem direitos, na era bozanaro) ou partia para outro país. Esse país não tem mais futuro, já era.

  5. Tenho 20 anos e faço um curso de licenciatura. Francamente não quero seguir a docência, pretendo prestar um concurso público para área de segurança. O curso que faço é mais para ter superior msm. No seu caso, acho que não vale a pena fazer outra graduação, pois vai levar mais 4~5 anos para você se formar e em tempos crise, não há garantia. Estuda para concurso, é melhor

  6. Venho de família de professores te dou essa dica: mude de emprego enquanto tens tempo!

    Minha família é de professores universitários, que tem mais de 35 anos de trabalho, além de serem um pouco doidos rs,( rio para não chorar porque sofri muito com eles) eles vêm notado que dos anos 80 para cá o nível dos alunos caíram muito, pois os pais estão cada vez piores e irresponsáveis.

    Tem muito aluno negligenciado, carente ou pior não pode receber limites ou ser frustado. E esses pais estão cada vez menos querendo participar da educação dos filhos, escola virou creche e a cada dia está pior ser professor!

    E quando chegam na faculdade esses alunos chegam despreparados, ficam facilmente frustados, não pode exigir demais ou desabam, são carentes e cada vez mais fracos nas materias e mentalmente.

    Tem jovem que chora com dedo na boca por não aguentar a pressão de uma vida acadêmica. E tem professor tratando como crianças esses alunos para não te que lidar com a infantilidade deles. E esses serão os futuros ” profissionais”.

    Cai fora enquanto pode, pois sofrer para receber pouco e ainda escutar absurdo de pais folgado em país cada vez mais ignorante e arrogante é querer ser sadomasoquista.

    Procura por outra coisa..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar