Problemas no Casamento

Não quero mais ser casada

Sou casada há 9 anos. Entre namoro e casamento são 16 anos.
Comecei a namorar tinha 15 anos.
Meu primeiro namorado, ele era 6 anos mais velho do que eu.
Daí começamos a ter relações(era virgem desde então).
O que era novidade para mim
Ele saia para festas e eu ficava em casa, ele viajava final de anos e eu ficava em casa.
Quando voltava, era como se nada tivesse acontecido.
Nós tínhamos relações TODOS os dias. Por horas. Eu chegava há ficar exausta.
Quando completei 18 anos consegui meu primeiro emprego registrado.
Fiz algumas amigas, que também namoravam, e comecei a perceber que meu relacionamento não era normal.
Enquanto minhas amigas saíam para shows com o namorado nós dois estávamos na cama. Enquanto as pessoas se divertiam nós estávamos na cama.
Foi quando eu comecei a evitar, e aí então, começava as brigas, ele ficava falando que eu tinha que mudar, porque eu não era assim e coisa e tal.
Eu fazia juras de amor para ela, falando que ia mudar, mas no fundo não era o que eu queria.
Eu achava que nunca iria conseguir arrumar outra pessoa. Que eu não tinha essa capacidade sentia vontade de terminar ,mas tinha medo.
Mesmo assim nos nos casamos, ele com a convicção que EU iria mudar.
Assim que nos casamos eu engravidei, ele tinha acabado de começar a faculdade, e assim que meu filho nasceu, sobrou tudo para mim.
Eu limpava casa, cuidava do meu filho, era a esposa, e esqueci de mim, não me cuidava, a prioridade era meu filho e o marido.
E fui ficando. Ficando gorda, ficando triste, ele falava que não importava o meu corpo, ele gostava de sexo então para ele estava bom, desde que fossemos para cama de 3 a 4 vezes na semana.
Eu precisava trabalhar mas tinha medo de sobrar mais coisas ainda para mim.
Até que comecei a trabalhar em buffet, ele não se importava, a gente já tinha se afastado, muito, e eu fiz muitas amizades, com casais, mulheres e homens, e conheci uma pessoa ,que virou um amigo, que se preocupava comigo.
E um dia em uma confraternização, EU beijei ele, foi só um beijo, mas eu gostei, e meu marido descobriu. E brigou .
Mas mesmo assim continuamos juntos. Deixei de trabalhar e ter contacto com qualquer pessoa do buffet.
Depois de alguns meses eu engravidei, acho que para ver se dava certo. Porém nossas brigas continuaram.
Eu comecei a trabalhar, e a passar com uma psicóloga, eu precisava né resgatar do fundo do poço.
Minha psicóloga, me ajudou muito.
Eu descobri que não amo mais meu marido. Que eu nem me amava, que né sentia inferior.
Ainda estamos junto, mas não o amo, e não quero machucar ele.
Mas vivo infeliz, as vezes penso que não tenho mais saída. Que devo aceitar viver com ele, sinto nojo de ir para cama com ele.
Não sei mais o que fazer

2 Comentários

  1. Casamento é sobretudo companheirismo, mas pelo visto a sua relação com seu marido tem um único viés que é o de servi-lo, fazendo com que vc se anule e seja invisível quando é a sua vez de ser atendida nas suas próprias necessidades. Isso está muito longe de ser um relacionamento saudável e não é por menos que vc se sinta frustrada, pois está percebendo que queimou etapas importantes da sua juventude, deixando de aproveitar momentos únicos e que não voltam mais, nunca teve outras referências sentimentais a não ser com seu marido, enfim hj vc só respira rotinas, sempre presa a responsabilidades, as quais acaba minando as suas esperanças de ter uma vida mais rica de vivências, que se diferencie das entendiantes atividades domésticas e ainda se coloca no papel de objeto de descarrego das necessidades sexuais do seu marido. Jamais se permita isso. Vc chegou ao ponto de não mais estar se gostando, tanto é verdade que está relaxando com sua aparência e engordando, como uma forma inconsciente de se auto sabotar. como dizendo estou de saco cheio de ser uma boneca inflável para satisfazer o meu marido e quero que ele me deixe em paz, já que não tem a mínima consideração e não está nem aí para me entender. Vc a menos é uma mulher que tem iniciativa para o trabalho, portanto, volte ao mercado profissional, pois isso irá fortalecer para outras iniciativas que bem no fundo vc sabe que terá que fazer.

  2. Costumo dizer q a vida é curta e vc deve ser feliz. Vc está mentindo para si msm e para ele. Siga seu coração, seja feliz, e deixe q ele seja tb. Parece complicado, mas não é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar