Problemas Familiares

Não gosto do meu enteado

Meu marido e eu temos nacionalidades diferentes, ele tem dois filhos, um menino e uma menina e eu tenho um garoto. Meu problema com o filho dele é que o menino é fruto de uma traição da ex esposa, não é filho biológico dele.
Ele teve uma filha com a ex (em lugar de se separar da infiel) porque não suportou saber que ela não tinha um filho dele.
O menino é portador de tdh com um viés agressivo, tenho pena dele, mas não aprecio sua presença, ele tem 11 anos e quando está medicado se comporta melhor.
O que eu não suporto é que eu vejo no garoto a infidelidade da mãe dele e o quanto meu marido é um homem débil, sei que eu deveria admirar o que ele faz pelo menino, porém, eu só consigo ver a fraqueza dele de assumir a responsabilidade de um filho fruto da infidelidade da ex, assumir um “problema” que não é dele.
A ex e sua família (que sabia de tudo antes dele e foram cúmplices dela) agem como se ele tivesse toda obrigação com o menino.
A menina mora connosco e sou quem cuida, a mãe nunca me disse nem “muito obrigada” por cuidar bem de sua filha, parece até que é minha obrigação.
Eu tento ao máximo ter boa relação com todos, com a ex, com a família dela.
Mas me incomoda profundamente a presença do menino, fico mau humorada ao extremo.
O pior e que o garoto quer estar connosco sempre porque a mãe é numa irresponsável inconsequente. Eu não quero ele perto porque ele não é filho do meu marido! Ele pediu para morar connosco e eu disse que não quero.

Etiquetas
enteado

4 Comentários

  1. Cara, faz uma terapia! O seu marido não liga que o menino não seja filho dele, ao contrário, o trata muito bem como se filho fosse. Eu acho que vc está se incomodando com tão pouco, ele nem mora com vcs, deixa isso para lá mulher!! Vai estragar seu casamento por causa de coisa boba, SEU MARIDO NÃO LIGA!! É ele quem banca, foi ele que foi corno, foi ele que fez papel de bobo, agora eu te pergunto? Pq vc se importa tanto com isso? Vai viver tua vida, ser feliz, larga mão desse menino, de coisas que aconteceram antes de vc. Que bom que seu marido é boa gente, não guarda magoas, pelo jeito vai te tratar sempre muito bem! Agradeça pelas coisas boas e larga mão de algo que nem interfere na sua vida ainda. E outra, se o menino é agressivo é melhor que ele nem more com vcs.

  2. Bom, vamos lá!
    Qualquer tipo de relacionamento (namoro ou casamento) com uma outra pessoa que tenha filhos, é um relacionamento com um compromisso de aceitação e respeito afetivo com os filhos da pessoa. Você não é ignorante, você sabia disso antes de casar!
    Outra coisa, pelo o que vejo, o que te incomoda é ele criar um filho DELE que simplesmente não é biológico dele, mas pasmem, É FILHO DELE SIM!
    O garoto com THD não é o problema, o problema É VOCÊ.
    Sinto dizer que você criou um hábito de ter pavor e não aceitação do menino, e desde então a única coisa que você sabe fazer é enxergar coisas ruins sobre ele, você criou hábito de mesmo sem o garoto não fazer nada demais.
    Então eu acredito que se você ama mesmo seu marido, procure criar o hábito de aceitação, procure dar mais atenção e olhar com outros olhos o garoto é a situação dele. Se fizer isso constantemente, verá que toda essa sua aflição é incômodo com o filho dele vai se transformando em amor e compaixão!
    Seu marido pode ser sim um “besta” entre aspas, mas acatou uma responsabilidade que só um “gigante” teria coragem e hombridade!!
    Então, comece a transformar o lado ruin, no lado bom, a raiva em carinho, o ódio em amor! Seu coração e sua paz de espírito agradecem.
    Beijos 😉

  3. Bom, deixando de lado se o seu marido está agindo certo ou nao em relação a vc, vejo que ele possui uma consideração pela criança e quer que ela tenha um pai, já que a ex deve ter dado para um qualquer que não assumiu a criança.
    Em relação a sua “má vontade” e o seu “incomodo” com a criança, não há o que fazer. Vc quando soube da historia teve a oportunidade de se separar dele e mesmo assim continua.
    Se vc possui alguma esperança de ele largar a criança esqueça!. Por mais “insuportavel” para vc que seja, ele ve a criança como alguem que não tem pai nem mãe, então ele se apegou a criança e agora qr cuidar.
    Para o bem dele, ou vc muda o seu pensamento e começa a tratar ele a criança bem e segue o relacionamento ou vc termina e vai achar algm sem filho e que não de problema.
    Boa sorte

  4. Te falta maturidade para entender e respeitar as escolhas dos outros. Seu marido fez a escolha de amar a criança como se filha fosse, e você, muito provavelmente, já sabia disso antes de entrar nessa! Filiação não envolve necessariamente laços sanguíneos e isso não vai mudar porque vc considera seu marido um corno manso. Desencana ou saia fora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar