Não aguento mais conviver com meus pais

Não aguento mais conviver com meus pais. Meu pai é um grosso. E minha mãe aceita tudo, age como empregada dele e não quer se divorciar. Acontece que eles brigam todos os dias e minha mãe não quer dormir com ele, e acaba vindo dormir no meu quarto, na minha cama.
Eu não quero ser uma filha ruim por isso não recusei, mas isso já virou um hábito e ela tirou toda a minha privacidade, eu costumava ficar com a luz acesa lendo, ou falando no celular com um rapaz que estou conhecendo e tudo isso não está sendo possível.
Já falei para ela se separar dele, ou tentar resolver isso e ela diz que está esperando ele sair de casa(ele não vai sair).
Não sei mais o que fazer, ela é cardiopata tenho medo que aconteça algo de ruim, mas também sinto que estou abrindo mão da minha vida por um problema que não é meu.

Ler
Meu namorado quer ter um filho

8 Comentários

  1. Abrindo mão da sua vida??
    Colega, você está na casa deles. Se quer privacidade, vai morar sozinha.

  2. Jessica o quarto é dela. Vc sabe a idade que ela tem para ir morar sozinha? Acho que é falta de maturidade dos pais envolver os filhos nos problemas do casal. É isso se chama também alienação parental, o filho pode ter consequências para a vida toda, só porque dois adultos não sabem resolver os seus próprios problemas.

  3. Seria o caso de você buscar apoio da família da sua mãe, visto que não sei se seus avós paternos seriam imparciais. Claro que você deve buscar ser imparcial, também, Sem tomar defesa de um ou de outro, mas deixar que eles resolvam a situação. O que ela faz dormindo em teu quarto, com temperamento que tem, vai imaginar ela te colocando contra ele. Seria muito bom se você pudesse ter acolhida na casa dos teus avós, que terão interesse de ajudar, afinal eles devem querer a felicidade da filha deles e claro a tua felicidade, também.

  4. Concordo com a Jéssica. Você esta na casa dos seus pais, então a regra é deles. Agora, eles te criaram, deram casa, comida e roupa lavada e você como filha não pode segurar o momento? Se seu pai bate na sua mãe ou faz terror psicológico, já é caso de policia, mas brigas normais e um pouco exaltadas faz parte do cotidiano, ainda mais em periodos de pandemia e convivencia diária..
    Aposto que eles aguentaram muita coisa sua, agora é sua vez de dar o apoio necessário. Sua mãe sente segurança em você.
    Enquanto ela dormir em seu quarto, deixei-a dormir e compre um colchonete e durma você no chão ou vá dormir em outro comodo.
    Você deve ser muito egoísta e egocentrica para pensar em você mesma.

  5. Imagino que não seja fácil, afinal qualquer atitude mesmo que pequena que se repete todos os dias se torna um transtorno. A realidade,para mim, é quea gente só se livra dos inconvenientes da convivência quando vamos viver em nossas casas, é difícil mas você tem que ter determinação e paciência para construir seu caminho para fora daí. Ninguém da respeito ou pode a gente. Essas coisas nós conquistamos

  6. Julia é única pessoa madura que comentou algo útil, a casa é deles mas o quarto é dela, você n tem que segurar nada dessa situação porque o casamento é dos dois, eles não estão tendo maturidade de resolver o problema, e entendo que sua mãe dormindo no seu quarto tire sua privacidade sim, filho é filho mas dentro de uma casa todos tem sua vida individual e tem que ter o seu espaço, converse com a sua mãe e peça para ela se possível dormir na sala, fala que está tirando o seu espaço e sua privacidade por um problema que é deles e não seu, eu não sei porque ja não se separaram, eles já estão separados de corpos, ou seja só estão vivendo na mesma casa mas não estão vivendo mais como marido e mulher, eles tem que se resolver porque a tendencia disso é piorar, daqui a pouco ou o pai ou a mãe podem começar a se relacionar com outra pessoa e a situação vai ficar feia, o ideal é o pai sair e deixar as duas morando na casa, mas tem que ver se a casa está no nome de quem etc, mas como já não estão se resolvendo numa boa na conversa, vai ter que partir para justiça e deixar a justiça decidir

  7. Se você é a parte incomodada, já deveria estar encontrando soluções para ter a sua independência. A casa é dos seus pais e você já sendo uma mulher adulta, está a mais nesse espaço. Sugira para a sua mãe vender a casa e dividir o patrimônio, se o seu pai não topar, que resolvam essa questão na justiça, pois lá o juiz irá definir uma melhor solução para o casal que quer se separar. Acho que a sua mãe ainda não se separou pelo medo das reações do seu pai, por esse motivo se refugia ao seu lado. No fundo é uma mulher que está muito insegura e travada para encontrar soluções para a sua vida. Incentive a sua mãe a ter uma atividade profissional, caso ela não trabalhe, pois ela precisa se sentir forte para dar o próximo passo que é a separação. Se você não está suportando essa situação, mude a sua própria vida e vá procurar onde viver.

  8. Ana Júlia, queria saber onde você leu que é uma mulher adulta? Vc sabe se ela tem idade para trabalhar ou morar sozinha? Cada uma !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar