Problemas LGBT

Namorado não tolera meus filhos

Há quatro anos adotei dois meninos em uma relação homo.
O casamento se desfez e conheci um homem maravilhoso.
Ele é tudo que sempre desejei e me preenche de a forma que eu nunca havia sentido.
Ele sempre foi muito claro sobre não querer filhos.
Ele acha errado gays adotarem, e me disse que tem nojo de criar filhos dos outros.
No começo fiquei chocado, mas com a paixão a vontade de ficar com ele está cada vez mais forte.
Só de pensar em devolver as crianças sinto um aperto no coração.
Depois vem a culpa de colocar macho acima de filho.
Por outro lado, entendo meu namorado ele tem gostos caros e não gosta que eu gaste com as crianças.
Não sei o que fazer.
São meus filhos e o homem que eu amo e estou muito apaixonado

4 Comentários

  1. Filhos sempre em primeiro lugar.
    Eles apareceram na sua vida antes desse homem.
    Seria a maior sacanagem e trairagem que vc faria com essas crianças que foram acolhidas por vc e depois devolvidas como brinquedos que vc cansou de brincar.
    Sério, isso realmente me enojou.

  2. Você já viu que a relação com outro cara fez você estar com a responsabilidade de criar a prole que adotaram. Não é por acaso haver ressalvas de adoção por casal homo, especialmente homens: somos intensos na cama e gostamos de frequentar lugares/viagens: o chamado gay másculo, é exatamente assim: poucas refeições em casa e poucos momentos nela. Parece ser o tipo de homem que vc tem e é maravilhoso estar com homem assim, mas não são de criar filhos e se quiserem transam com mulher para tê-los. Uma saida será você pagar pensão na possibilidade de seu ex criá-los ou buscares um companheiro compativel com tua realidade paternal!

  3. É impensável devolver crianças adotivas, pois ninguém pode construir a sua própria felicidade, prejudicando de forma tão cruel a de inocentes. Isso iria pesar na sua consciência pelo resto da vida. Quando resolveu ter esses filhos, foi pelo sentimento de desejar ter alguém para amar, cuidar e curtir aquele lance legal de família, mas agora vc está com uma pessoa totalmente centrada nele próprio, que não se liga em crianças, por ser um empecilho para a sua liberdade, gastar com que realmente gosta, que em geral são mordomias, enfim, não que isso seja ruim, pois é a opção do estilo de vida que escolheu, mas vc e ele estão totalmente dissonantes, com os objetivos comuns do casal. A melhor solução seria, cada qual morar em casas separadas e evitar a convivência das suas crianças, com esse seu parceiro. Quando ele quiser tipo viajar, passar uma noite com vc sem horário para voltar, arrume uma babá, amiga ou sua mãe, para ficar com seus filhos. Vc pode combinar com seu ex, ficar com as crianças, vc assumindo a pensão de alimentos, mas isso não tira a sua obrigação moral de visitá-los regularmente, tem a sua mãe que vc poderia pedir essa ajuda e por fim, se nada disso funcionar, tem a opção ainda de romper esse namoro, para vc descolar alguém que tenha interesses comuns com vc.

  4. Amigo, não faça isso, essas crianças já foram renegadas uma vez, imagina o trauma se isso acontecer de novo? Será que vale a pena ter sua felicidade em contrapartida destruindo duas vidas? Sério, por mais que essa pessoa seja “maravilhosa” não vale a pena, filhos são para sempre!

    Se coloque no lugar deles, se você fosse renegado pelos seus pai, e depois de tanto sofrer, ser adotado por alguém, que esperam amor, dedicação e família, mas logo em seguida sejam devolvidos como objetos! Como se sentiria?????

    Caso você faça isso, no meu ver, é um ser humano deplorável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar