Minha esposa vive stressada

Estou a 5 anos com minha esposa, desde o início ela já era assim stressada e com temperamento muito forte, mais de uns 2anos para cá ela anda muito stressada, reclama de tudo que não ajudo nas tarefas ( sendo que ajudo sim, não diariamente mais ajudo ), eu sou muito calmo não gosto de brigas e ela e explosiva gosta de tudo na hora, se ela pede para eu ir comprar pão e falo para ela esperar ela já xinga e vai comprar e fica emburrada o dia todo, Nos temos um filho de 3 anos creio que ainda nos amamos, mais já conversamos para ver se ela muda e eu mudo também em algumas coisas, mais fica tudo bem uma semana e depois volta tudo, Eu quero terminar mais não quero também porque eu a amo e quero meu filho por perto também, me ajudem amigos, obrigado pela atenção!

Ler
Sinto que meu casamento acabou

3 Comentários

  1. Minha irmã mais velha é assim, o interessante seria vocês conversarem: é um misto de querer demonstrar autoridade, excesso de instinto maternal e vocês tem apenas um filho e, também questões profissionais (frustação ou desemprego). Se ela for dona de casa, esta situação por si só e desgastante: serviço sempre por fazer, como dizia minha mãe “o nunca acabar”!

  2. A sua esposa tem uma energia muito pesada e o que acaba transferindo para a relação, os seus problemas emocionais de ansiedade e mau humor. Talvez fosse interessante ela manter alguma atividade, fora da rotina da casa, como por exemplo, fazer um esporte, especialmente os relacionados a água, praticar uma yoga, algo que a relaxe, além é claro é evidente que ela precisa de uma terapia. Geralmente as donas de casa, são as que mais se sufocam com as rotinas, pois se sentem entediadas por não terem outros objetivos, além de fazer o mais do mesmo. A sua esposa precisa ter um tempo para ela, poder se desligar um pouco das atividades do lar. Procure sair de vez em quando com ela, não levando o filho junto, se tiver logicamente com quem deixar a criança, tente reconstruir entre vocês um clima de namoro. Abelhas se pegam com mel, portanto, não se esqueça de elevar a moral da sua esposa, fazendo um elogio sincero, sendo gentil com algum comentário que a valorize como Ser humano. Não perca o hábito de beijá-la, com carinho, desejando a ela um bom dia, enfim, pequenos gestos fazem grandes diferenças no humor da parceira. Se apesar de tudo ela continuar sempre com sua postura armada, nesse caso, se ela não topar a terapia, melhor mesmo é partir para outra.

  3. Eu convivo a 15 anos com uma assim e para piorar tenho que mendigar sexo e carinho, ela já não me ama mais, é um inferno isso somos e evangélicos, temos uma filha e temos um imovel em comum. É tenso a situação, só Deus. Mas sinto que minhas forças estão se esgotando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar