Meu pai ficou com a irmã da minha mãe

Meus pais foram casados por 17 anos, e tiveram 03 filhas. Minha mãe sempre sonhou em ter um casamento onde ela cuidava da casa e dos filhos, enquanto meu pai trabalhava e foi assim que se fez, quando ela se casou saiu do trabalho para se dedicar ao lar. Mas ela tinha uma personalidade um pouco difícil, falava tudo na lata, não soube ser uma mulher sábia no casamento e reclamava muito porque meu pai saia com os amigos e muitas vezes chegava tarde. Usava palavras duras e o xingava muito entre outros problemas que aconteceram no relacionamento deles. Com o tempo, meu pai foi se cansando desta situação, e resolveu pedir a separação. Minha mãe relutou até o ultimo dia, pois para ela casamento era para sempre, e tinha uma família a zelar, mas não adiantou. Eles tinham um terreno no mesmo bairro que morávamos, onde existia uma casa (esta casa eles ofereceram a anos atrás para minha tia irmã de minha mãe e a família dela para morarem, sem cobrar aluguel, pois pagava aluguel e ganhava pouco) e foi só o tempo de construir outra casa neste terreno para se consumar a separação. Durante a pintura da casa, minha tia foi ajudar e acabou se envolvendo com meu pai. Algum tempo depois que nos mudamos e houve a separação de fato, eles resolveram assumir o relacionamento, deixou o marido (este marido também não queria separar dela, e acabou abandonando os filhos depois disto) e veio com os 03 filhos morar na casa onde nossa família morava antes da separação. E eles diziam que era uma decisão deles, então não havia nada que alguém pudesse fazer para fazerem mudar de ideia. Claro que todos de ambas famílias ficaram perplexos, alguns viraram a cara e outros preferem aceitar, e a pessoa mais atingida com tudo isso foi minha mãe, pois ficou sem chão, sofreu muito, ficou perdida e sozinha, até chegou a se casar novamente, mas não deu certo, e alguns anos depois desenvolveu um tumor na cabeça e faleceu. Eu como filha e minhas irmãs também sofremos até hoje consequências, pois não parece que somos parentes, o egoísmo prevalece e essa pessoa não mede esforços para nos julgar e falar mal de nós, e vivemos num clima muito ruim de muito individualismo, não tenho nem vontade de voltar para casa quando saio do trabalho. Eu e minha irmã que moramos junto com eles somos recém separadas, e estamos aqui por um tempo até conseguir um lugar para morar. Mas antes, quando éramos crianças o tratamento era igual, os filhos dela eram tudo, e as filhas do meu pai era só falar mal.
O que vocês de fora pensam desta história, é ruim demais fazer parte de uma família onde ambos tiveram a coragem de fazer algo assim.

5 1 votar
Avaliar Desabafo
6 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Luann
5 months ago

Sua família se tornou tóxica com a presença da sua tia/madrasta e isso irá deteriorar sua saúde mental ainda mais. Você só tem duas alternativas: ser dependente e submissa a eles (como já está sendo) ou ser uma grande mulher que ganha bem e é independente. Aconselho a segunda, então comece a estudar pesado para um concurso ou faculdade que te deem alta remuneração e respeito. No futuro você olhará para trás com orgulho por ter se tornado uma grande mulher que agora a sua madrasta morre de inveja e que se arrasta aos seus pés pedindo dinheiro 😌

ana julia
5 months ago

Casamento é um contrato de risco, sem garantias de que irá funcionar e sem prazo de validade, logo essa escolha da mulher de ser dona de casa, sempre a irá colocar em uma situação delicada, caso em algum momento o relacionamento não mais se sustente. A sua mãe optou por um estilo de vida de mulher dependente, mas o seu temperamento ácido e desrespeitoso, fez com que empurasse cada vez mais o seu pai para fora de casa. Quem consegue conviver em um casamento, sendo ofendido, cobrado ou criticado o tempo todo? Sem respeito não há relacionamento que se sustente. A dependência financeira da sua mãe, prejudicou não apenas a ela própria, mas a iniciativa do casal para uma separação, logo o seu pai encontrou a solução mais acessível, que era namorar a sua tia que estava na casa ao lado, sem precisar mobilizar patrimônio, ao mesmo tempo continuando a ter onde morar. O seu pai, sem dúvidas, feriu a ética, por ser uma familiar da sua esposa, mas ser xingado e ofendido pela sua mãe de forma recorrente não há quem aguente conviver. Afinal você tambémm não se separou do seu ex marido? Porque você acha que o casamento do seu pai com a sua mãe não poderia se romper? A liberdade da mulher está na sua autonomia de recursos, pois tendo uma profissão as decisões do seu relacionamento, irá depender mais da vontade dela de ficar ou seguir adiante.

gabriel
5 months ago

que histÓriaa ;-;, eu na sua situaÇÃo, procuraria ficar mais um pouco com eles, enquanto isso , coloca uma meta de se estabilizar, se formar , ter um bom emprego e depois se virar vocÊ com suas irmÃs, fala isso com elas para ambas se ajudarem. nÃo tenha como meta ficar para sempre com pessoas tÃo tÓxicas assim,

Isabela
5 months ago

Essa sua tia é uma pessoa perigosa, e não foi nada ético seu pai se envolver com ela, nunca deve se envolver com alguém da família do ex ainda mais a irmã, pelo que você explicou vocês cederam a casa para essa sua tia morar, na época, procure ver se seus pais não passaram para o nome dela isso aí além de ser direito do seu pai é de vocês tambémm, inclusive a casa em que vocês moravam é de vocês tambémm, não é só do seu pai não, vocês filhas tem direito, como sua mãe morreu e metade era dela independente se separam, se a casa foi comprada durante o casamento é metade dela e como ela morreu é herança de vocês, procura um advogado, não deixa essa pilantra da sua tia ficar com o que era da sua mãe e o que é por vocês de direito independente do seu pai! Não dê mole, e sinceramente fique longe dessa tia,

Sincero d
5 months ago

Que situação triste e horrível. Ainda mais se tratando de parentes tão próximos envolvidos nessa história.
Mas uma coisa falada é certa: Junte com sua irmã e busque um outro local para viver, use o problema como motivação para buscar uma alternativa melhor.
Estude para concursos em outras cidades, vestibular, refaça seu foco, não se envolva com ninguém, realinhe seu objetivo para o que você realmente deseja em sua vida.

Kapal
5 months ago

Vou te falar, É osso. :/