Meu pai é grosso e ignorante

Meu pai é muito grosso, e me faz passar vergonha diversas vezes. Com ele não dá para se falar nada, tudo ele briga, não consigo conversar com ele sobre minha vida pois ele sempre acha alguma coisa para brigar. Me incomoda muito porque ele me faz passar vergonha! E o pior é que minha mãe também sofre com isso, do mesmo jeito que ele é comigo ele é com ela. Ele é sim um homem trabalhador, nunca deixou faltar nada em casa, mas a grosseria e a ignorância é demais. Nós moramos em uma casa grande, mas eu não posso trazer amigos aqui, porque ele sempre briga e as vezes grita comigo até mesmo na frente dos meus amigos. Ele não é participativo na minha vida, só sabe brigar e mandar, não posso fazer nada pois ele implica com tudo, não gosta que eu saia sozinha, nem mesmo para ir ali na outra rua, minha mãe sempre tem que estar junto, não gosta que amigos meus venham aqui, mas também não gosta que eu vá na casa deles, briga comigo quando eu tiro alguma nota ruim, mas não me ajuda a estudar. Tempos atrás minha mãe estava se recuperando de uma cirurgia e ela não estava podendo sair, fiquei trancada em casa! Ele não saía comigo, e também não deixava eu sair sozinha, fiquei 2 meses sem sair até minha mãe se recuperar. Minha mãe sofre bastante por ele ser assim, por ele ser grosso e ignorante, e também por não gostar de sair com a gente, sempre que vamos sair é só eu e minha mãe, ele não participa, e as vezes eu acho melhor que não participe mesmo, pois do jeito que ele é, faria a gente passar vergonha. Não aguento mais essa situação, não posso fazer o que eu quero até mesmo dentro da minha casa, não sei mais o que fazer.

2 comentários em “Meu pai é grosso e ignorante

  • Michely 9 de abril de 2019

    Eita, quantos anos vc tem? Meus pais são mais ou menos assim, só pude viver depois que comecei a ganhar meu próprio dinheiro. Se ainda for muito jovem, aguente a barra e estude bastante para poder arrumar um trabalho e sair logo de casa. Eu te entendo pq vivi uma situação bem parecida da minha infancia a juventude, só pude ter libertação quando comecei a trabalhar. Não adianta falar nada, foque nos seus estudos. Amizades eu tbm não podia ter, amigo só podia levar no periodo que o meu pai estava trabalhando pq se o meu pai chegasse do serviço e encontrasse gente estranha em ksa, era o maior problema isso pq minha mãe tbm ficava em ksa. É dificil passar por isso! tirando isso a gente era bem pobre tbm, passamos necessidade e tudo! Foi meio traumatico kkk ah e até hj não levo gente em ksa, minha mãe tbm não sabe se comportar, então prefiro ir na ksa do meus amigos do que eles virem na minha ksa.

    Resposta
  • Vitti 9 de abril de 2019

    Eu não sei qual é a sua idade, mas enquanto você estiver residindo com seus pais, infelizmente estará sujeita as regras da sua casa. Vc mesmo disse que o seu pai é intransigente, grosseiro, egoísta, machista e que deseja a submissão das mulheres que fazem parte da sua vida, portanto, qualquer sugestão que venhamos a lhe oferecer para tentar mudar a sua realidade, não irão promover grandes mudanças, especialmente, porque vc já adiantou que ele é restrito ao diálogo, inflexível a negociações e não respeita nem as suas pequenas vontades de interagir socialmente. A sua mãe, com certeza, não poderá te ajudar, pois ela não tem a coragem para enfrentá-lo e já se conformou em ser uma mulher resignada a autoridade do seu marido. Penso que o melhor a fazer é arrumar uma psicóloga e quando houver as sessões com a família, o seu pai poderá ser convocado para a consulta e quem sabe com suas habilidades terapêuticas, poderá conseguir alguns resultados. As pessoas são mais flexíveis com as interferências externas do que as que ocorrem dentro do seu lar. Enquanto isso, acelere os seus estudos, procure um trabalho como jovem aprendiz, para vc ficar o máximo possível longe da sua casa e para não ficar contaminada por esse ambiente repressivo. Vá juntando seu dinheirinho, para futuramente ter como se virar e ter a sua autonomia.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *