Problemas no Casamento

Meu marido se acomodou financeiramente

Vim de uma família pobre, mas trabalhei, estudei e hoje sou enfermeira efetiva, mas logo que me casei meu esposo fechou o comércio que ele tinha, alegando que teria cansado de trabalhar a noite, uma vez que ele tinha uma lanchonete, desde então eu só trabalho para sustentar a casa e pagar as contas, ele não me ajuda em nada em casa, meu dinheiro nunca sobra nem para me fazer minhas unhas, nunca pensei que isso iria acontecer, já falei com ele mas ele sempre arruma uma desculpa, pior é que ele tem uma filha de um relacionamento anterior, e o dinheiro para pensão ele sempre dá jeito, agora para comprar 1 kilo de arroz ele nunca tem, mas por ouro lado, é um homem fiel, religioso, carinhoso e atencioso.
Não sei o que fazer, já vou fazer 30 anos de idade, e 3 anos de casada, e preciso tentar engravidar, mas não dou conta de sustentar um marido e um filho sozinha. tem dias que dou vontade de sumir.

5 Comentários

  1. Converse sobre suas pretensões e abra o jogo com ele e de um ultimato.
    Se não houver mudança por parte dele, peça o divórcio. Vai bater cabeça no início e sentir saudades, mas depois passa.

  2. Larga esse traste, homem é o que mais tem por aí. A função do homem é prover o lar. E não depender da esposa. Garanto a você que têm excelentes bons homens por aí, que são doidos para querer constituir família e realizar os sonhos da esposa. E outra coisa que ele tem que saber: uma vida acomodada é uma vida não vivida.

  3. Cara vagabundo, eu tentaria até o fim prover o lar, deixa de ser boba é um gigolô, bota ele na linha, que se ele tem que fazer por merecer e prover o lar. Um cara desses não vale o q come. Como assim, minha esposa trabalha para ajudar o lar e não para prover. Hoje como ela ganha igual a mim mais ou menos provemos juntos. Casamento é para somar, se não ganha nada, ninguém vive só de amor. Amor não enche a barriga. Homem assim é a pior raça, talvez pior do que aquele que acha que abarrota falando que pega todas e na verdade não tem pegada nenhuma.

  4. É “fiel, religioso, carinhoso e atencioso.” Era só o que faltava, né? Nem isso ele ser!

    Aos trinta anos você ainda deve ser bonita, a não ser que tenha se acomodado. Caia fora antes que fique velha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar