Meu marido me trai o que faço?

Tenho 40 anos e estou casada há 15 anos. Tenho 6 filhos com meu marido, e nós sempre tivemos um relacionamento estável. Ou pelo menos eu achava que tínhamos.

Há um ano, descobri que meu marido estava me traindo. Fiquei arrasada. Não conseguia acreditar que ele faria isso comigo, depois de tudo o que passamos juntos.

Conversamos sobre isso, e ele disse que estava arrependido. Prometeu que não iria mais me trair.

Eu quis acreditar nele, mas não consegui. Comecei a desconfiar dele de tudo. Todo telefonema, toda mensagem, toda saída.

E não demorou muito para eu descobrir que ele estava mentindo. Ele continuou me traindo, e ainda pior, do que antes.

Estou cansada de viver assim. Não aguento mais a desconfiança, a traição, a dor.

Mas eu não sei o que fazer. Dependo financeiramente do meu marido, e não tenho como sustentar meus filhos sozinha.

Se eu me separar dele, vou ter que voltar a trabalhar, e não vou ter tempo para cuidar dos meus filhos.

Também tenho medo de que ele não pague pensão para os filhos.

Estou numa situação muito difícil. Não sei o que fazer.

A traição é uma dor que não se explica

A traição é uma dor que não se explica. É uma dor que destrói o coração, a alma, a confiança.

É uma dor que faz você se sentir como se estivesse sendo esfaqueada repetidas vezes.

É uma dor que faz você duvidar de tudo e de todos.

A traição é um ato de falta de respeito

A traição é um ato de falta de respeito. É um ato de desrespeito à pessoa que você ama, à pessoa que você escolheu para compartilhar sua vida.

É um ato de desrespeito à confiança que essa pessoa depositou em você.

A traição é um ato de egoísmo

A traição é um ato de egoísmo. É um ato de egoísmo que só pensa no prazer próprio, sem se importar com o sofrimento que vai causar ao outro.

É um ato de egoísmo que só pensa no próprio bem-estar, sem se importar com o bem-estar do outro.

A traição é uma escolha

A traição é uma escolha. É uma escolha que a pessoa faz, consciente ou inconscientemente.

Não é uma coisa que acontece sem querer. Não é uma coisa que acontece por acaso.

A traição é uma escolha que a pessoa faz, sabendo que vai machucar a outra pessoa.

10 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ela
5 months ago

Oi ! Te entendo totalmente. Sua situação é mais difícil ainda porque você tem 6 filhos com ele. De qualquer maneira vai ser difícil, se você se separar vai enfrentar duras consequências com 6 filhos menores de idade, mas se você continuar com ele vai ter que aguentar ou aceitar um relacionamento com inseguranças. Escolha o seu difícil seria mais fácil se os seus filhos fossem todos adultos, ou espera eles ficarem adultos para se separar.

Observador
5 months ago

Converse com a prole e diga aos mais velhos que eles ficarão cuidando dos mais novos e busque um emprego! Todos com seus compromissos e você com seu salário fará ele perceber menos essencial na vida da família e passará por um “choque de realidade”!

Andy
4 months ago

Difícil situação. Não sei se isso aliviaria a sua aflição, mas você poderia devolver na mesma moeda.

Ezequiel
4 months ago

“Oi amiga”
“Fica assim não bem”
Hoje em dia um grande número de homens faz isso”.
Seu gesto de se expressar,
Faz eu que sou homem
Pensar e refletir sobre os cuidados que deverei ter com minha futura esposa
Obigado

Isabela
4 months ago

Seria mais fácil se tivesse menos filhos… desculpe, 6 é muita coisa… imagino que até vivendo juntos deve ser difícil financeiramente já que você não trabalha e ele mantém todos… é por causa de situações como essa que falo para as mulheres não parar de trabalhar por causa de marido e nem por causa de filho… e nem ter quantidade grande de filhos… porque aí se coloca nessa situação e fica difícil de sair… pensão ele teria que pagar sim… é lei. O complicado mesmo é quem ficaria cuidando do teu filho se você se separasse e fosse trabalhar… se fosse 1 filho só ou 2 ainda daria para por numa creche ou pagar alguma babá mas sendo 6 fica complicado. Ainda vai ter gente criticando meu comentário com certeza… mas a realidade é uma só… eu tive um exemplo desse na minha família, minha avó teve 13 filhos e ainda era maltratada pelo meu avô mas não tinha como se separar…

Ana Júlia
4 months ago

Eu não posso afirmar que seja o seu caso, mas infelizmente existem homens que não se preocupam com a questão do planejamento familiar, estimulando as suas esposas a ter muitos filhos, como forma de controle, uma vez que passarão a assumir enormes cargas de responsabilidades, retendo o seu tempo apenas voltado para os interesses da casa e de servi-lo naturalmente, as manterá em uma condição de extrema dependência financeira, impossibilitando inclusive que elas consigam ter uma atividade de trabalho externo por conta das suas cargas de obrigações dentro do lar e nesse contexto, também sabem que dificilmente poderão se aventurar em uma separação, mesmo que o alecrim dourado apronte pela traição, por estarem em reféns da sua dependência financeira. Em uma situação de separação por mais que o juiz dê uma forcinha ao analisar a situação que a dona de casa se encontra encontra, o valor da pensão jamais alcançará o rendimento total do seu marido. Nessa sua situação, uma separação só seria factível, se tivesse uma enorme estrutura de apoio, especialmente financeiro, para te permitir trabalhar e com esses rendimentos reforçar os trocados que irá receber de pensão. Melhor ficar com essa figura e não mais gerar filhos, quando eles alcançarem a sua autonomia na fase adulta, você decide o que quer fazer com a sua vida e com esse casamento. Sinto muito em dar esse conselho, mas você está numa situação bem delicada.

Jorge
3 months ago

Oi.
Eu, mesmo sendo homem, entendo perfeitamente o seu problema, pois vivo uma situação semelhante à sua. Também sou traído.
Diferente de você, não tenho dependência financeira, mas tenho uma imensa dependência emocional de minha mulher que eu amo demais.
Recentemente descobri as traições de minha mulher e isso me doeu demais, porque eu sempre fui muito fiel e dedicado a ela. Estamos juntos há oito anos e ela já teve nove parceiros sexuais além de mim nesse período. Está doendo demais! Não sei o que faço, porque eu poderia simplesmente deixá-la e ir embora, mas não consigo imaginar minha vida sem ela.
Eu conversei com ela e ela prometeu mudar, mas não mudou. Quem é assim não muda.
Como não quero perdê-la, vou aceitando a situação e quem sabe um dia até me acostume. Vai tentando também.
Boa sorte para você.

paulo
2 months ago

pára de filosofar na maionese que não adianta de nada. ou trabalha e sai dessa, ou fica corna quietinha em casa. separa judicialmente com pensão de alimentos + a casa, se for própria. junte provas da traição e bota na mão do advogado. dá um trato nas pelancas que mulher com 6 filhos tem seus atrativos. e não se preocupe com as crianças se for trabalhar. a vida muda mas ninguém morre por isso. patada de galinha nunca matou pinto.

apenasUmincel
1 month ago

Vire lésbica que você acaba com seus problemas

Andressa
5 days ago

Olá. Tenho 58 anos já vivi o dilema de me separar. O motivo também foi cruel. O tempo passou as coisas foram amenizando porque o amor de fato acaba. Vc passa a pensar com a razão, pesar na balança o necessário, apenas o que te traga algum benefício financeiro, utilidade, serventia. Te garanto sua dor vai passar. Vc e’ usada para lavar, cozinhar, cuidar de filhos, fazer compras,Enfim.. faz uso do que também lhe convém. Não deixe sobrar dinheiro para a coisinha com quem ele te trai. Cobre, gaste, esbanje, faz valer seu direito de mãe dos filhos dele que não pediram para nascer. Não trabalhe fora não, ser escrava dos outros e dentro de casa, precisa é deixar esse cachorro DOENTE de tanto trabalhar fora e dentro de casa na manutenção e afazeres, tirar lixo, varrer quintal, lavar garagem, regar planta, levar cachorro para mijar na rua, chofera filho, levar para jogar bola, levar no parquinho, não da paz para o infeliz, carregar ele de ocupação. Quando a outra se sentir meio de escanteio vai perder o interesse a menos que ele seja bom de bolso né? Aí é problema, mas com o tempo vai cansando dele tambémm. Aí você verá o traste jogado as traças, sem carinho nem respeito de mais ninguém merecidamente.