Me separei depois de 8 anos

Tenho 25 anos e ela 26, faz uma semana que estamos separados temos uma filha de 3 anos, sempre tive um pensamento em ter dinheiro guardado para alguma emergência ela nunca me ajudou a realizar esse desejo, mal me ajudava dentro de casa nos afazeres, não me dava atenção sempre foi 100% dedicada ao trabalho dela nem a nossa filha ela cuidava direito, para um casal que tem uma filha apenas, era para ela ter tudo do bom e do melhor.
Mas infelizmente não têm, resolvi criar coragem e seguir a minha vida, não é fácil, pois ainda existe sentimento, mas quero uma pessoa que me de carinho e atenção lutei até o último minuto por ela e mesmo assim não fui reconhecido, que Deus me ajude a arrancar esse sentimento de mim.

Ler
Deveria ser direta e falar o que sinto ?

5 Comentários

  1. Meus parabéns pela atitude! Sair de um casamento de tanto tempo baseado em motivos que impede você de crescer é uma atitude de cara de alto valor, poucos caras conseguem fazer isso. Certamente essa experiência irá te ajudar a encontrar uma mulher muuuito melhor do que esta, já que seu filtro de escolha de mulher estará ainda mais refinado.

  2. Sou de uma geração de termos uma reserva financeira para imprevistos e de comprar sempre ponderando custo x beneficio. E realmente não faz sentido continuares – num barco – fadado a afundar. Datena mostra todos os dias familias formadas sem planejamento e parece que acreditam naquela máxima: “onde come um, come dois”: Mais água no feijão, apenas!

  3. Parabéns! Você tomou a atitude certa!
    Eu estou com a minha a mais de 30 anos e ela nunca me incentivou à nada. Pelo contrário, quando eu conseguia obter um bem material, ela achava ruim. E olhe que era para o uso de toda a família.
    Ela só tem duas coisas boas: ser uma boa dona de casa e, uma boa amante (quando quer).
    Como eu queria deixar de gostar dessa .
    Só sabe cobrar e não dá nada!

  4. Parabéns irmão pela sua coragem e vontade de ser feliz. Fiz o mesmo recentemente, mas não tinha filhos e isso facilitou muito.
    Infelizmente, como você tem esse vínculo, o início devido ao costume e memórias ao lado da ex faz o desapego ser muito doloroso.
    Às vezes leva muito tempo para superar e fica aquela ponta de sentimento que causa uma dor horrível e tristeza por dentro. Mas acredite, a parte pior já passou, você não poderia sofrer por um resto de vida que é curta.
    Dê tempo ao tempo, quando pensar nela, veja um filme e se apegue as coisas que fizeram você se separar.
    Já fiz a besteira de voltar para depois para terminar depois. Minha história é outra, mas com tons parecidos.
    Siga sua vida, cuide da sua filha, conheça gente nova, quando as coisas reabrirem vá ao cinema, namore, converse, jogue conversa fora, faça amigos, ocupe seu tempo de forma que te faça feliz. O tempo e Deus se ocupa do resto.
    Mas novamente, parabéns por se libertar e fazer o que muitos homens e mulheres não tem coragem e acabam passando uma vida de sofrimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar