Problemas de Emprego

Eu odeio a minha profissão

Eu sou arquiteta, mas não aguento mais. Quando eu me formei já não gostava mais, mas achava que iria ser diferente e não desisti por inúmeras questões. Eu sou um fracasso de pessoa.
Eu tenho certeza que não gosto mais da minha profissão, mas não consigo sair disso, parece que estou presa. Eu tenho 27 anos e moro com meus pais, desde que me formei não consegui juntar 1 real. Tudo que eu ganho eu gasto com contas. Eu ganho muito pouco, meu irmão que trabalha de carregador num supermercado ganha mais. Mas tenho muito trabalho, e pior, procrastino demais, não tenho a menor vontade de fazer nada. Com certeza o fato de eu ganhar pouco está ligado ao fato de eu não gostar disso. Já procurei emprego em empresas, mas não consigo.
Moro numa cidade pequena tenho impressão que todos estão me julgando. Todos os dias acordo e penso que vai ser diferente e vou dormir sem render nada e cada vez mais desesperada. Por dentro eu estou numa angustia horrível e por fora parece preguiça. Minha mãe quer que eu faça concurso publico, mas não tenho cabeça para estudar. Não tenho cabeça para projetar. Não tenho dinheiro para sair da casa dos meus pais, para me comprar roupas.

Etiquetas

11 Comentários

  1. Acho q primeiro vc devia tentar economizar todo mês uma quantia para sair da casa dos seus pais, mesmo que não for muito, tenta guardar td mês um pouco e fique firme e não gaste esse dinheiro, eu faço isso, só em emergências uso parte do que guardo e já consegui juntar três mil reais. Mesmo que demore, não desista e sobre sua profissão, tente enxergar as coisas boas dela, arquitetura é uma ocupação muito bonita, seu sempre quis e não pude e vc já está formada, se escolheu essa carreira é pq alguma coisa nela te atrai, tente resgatar isso até conseguir outra coisa..

  2. Olá. Tb sou arquiteta e não sou apaixonada com a profissão. Tb tenho 27 anos. Quando formei eu já sabia que eu talvez tinha escolhido a profissão errada. Fiquei triste por um tempo.. Mas una hora as respostas chegam. Eu abri uma loja virtual e fiquei mais feliz. Ao mesmo tempo, estudo para concurso. Não na área de arquitetura, pq não quero. Mas enfim, as pessoas vão achar um absurdo a gente não gostar de arquitetura pq é lindo e Bla Bla Bla.. Mas se descubra. Veja o que te atrai. Quem sabe um novo curso. Ou até mesmo algo dentro da arquitetura como representação de projetos em 3d.. Criação de stands.. Maquete física… Se não for nada disso.. Uma hora vc descobre.. Estamos novas. Só não podemos ficar paradas! Beijinhos e Deus te ilumine.

  3. Oi, sou estudante de arquitetura, apesar de gostar muito, acho que não tenho muito jeito para isso. Se você odeia tanto assim a profissão deve largar, começar a trabalhar em outra coisa, fora da sua cidade talvez, se aí não tem outras oportunidades e o povo fala demais. Ah, e não ligue para o que os outros vão ligar, eles não estão sofrendo a sua angústia!

  4. Fiquei até assustado de quanto somos parecidos, kkk.
    Também sou Arquiteto, 28 anos, aprendi a detestar arquitetura, moro com meus pais, não consigo fazer sobrar dinheiro, minha irmã é ESTAGIÁRIA e ganha R$2.000,00 por mês e também sinto que as pessoas me julgam.
    Ah e também escuto sempre a famosa frase: “Faz concurso”…

    =)

  5. Eu entendo perfeitamente o que está passando! Infelizmente a minha situação é a mesma. Tenho 28 anos, moro com os meus pais e sou dentista. ODEIO a minha profissao, ganho mal e trabalho igual uma louca. Me sinto presa, sem escapatoria. Penso constantemente em sair do país para me reinventar. Te desejo toda sorte do mundo e que você se encontre, da mesma forma que espero me encontrar também.

  6. Oi Gente, tenho 28 anos, quase 29 daqui há uns meses, já me acho super velho, sou advogado, acho minha área um saco, acima de tudo porque não gosto do formalismo, isso me encantava antes , na época da faculdade, hoje acho um tédio. Quero meu cabelo grande, colocar várias tattos, trabalhar num ambiente menos formal, que me possibilite ter mais mobilidade geográfica e que exercite ma. Eu que escrevo bem, não tenho problema com rotina. A grana está curta, mas bem, está curta pra todo mundo. Vivo o mesmo drama, quero mudar de cidade, vivo com meus pais e não tenho grana pra isso. Procuro, mas pela web, até agora, não achei nada na minha área num grande centro. Odeio o lugar em que vivo! sinto que minha vida aqui é estagnada, que a juventude está passando e eu passando por ela.

  7. Eu me formo em odontologia final desse ano, e tbm não sei se ainda gosto da área. Tô numa angústia horrível, sem saber se sigo a profissão ou procuro outra coisa.. outro trabalho, e se eu procurar por um “plano B”, tenho medo de ser julgada e não ter apoio da minha família. Não sei o que fazer. Tô com medo de me formar e não conseguir trabalho, e se conseguir trabalho não ser uma boa profissional… Eu estou totalmente perdida.

    1. Oi, tenho 35 anos, sou casada, me formei tarde, há apenas dois anos e também odeio minha profissão, sou professora de português e leciono para adolescentes, estou odiando muito, eles não obedecem, não tem respeito nenhum, fora a cobrança, mas no momento preciso do dinheiro para ajudar meu esposo, me sinto sem apoio, quando vou falar com ele sobre isso, ele sempre muda de assumto e quer que eu continue, me sinto deprimida, é muito difícil, sempre sonhei em ser professora, mas a realidade é muito triste!

  8. Eu sou Designer de interiores e querida como eu te entendo, esse nosso ramo é muito difícil mesmo. Já pensou em trabalhar com móveis planejados? talvez seja um jeito de ganhar um pouco mais. Trabalhei nesse ramo 3 anos e deu pra ganhar bem!
    Talvez você esteja odiando sua profissão porque nunca viu um retorno de verdade do seu esforço. tenta mudar de emprego! eu estou passando por uma situação muito parecida sai da onde eu trabalhava fiz diversas entrevistas e estou muito pra baixo com a minha profissão!!
    Trabalho atualmente numa empresa que não me identifico muito e sei exatamente o que vc ta passando.

    1. Eu tenho 31 anos, casado, sou professor da escola básica, trabalho com crianças até os 12 anos, agora estou fazendo o último semestre em pedagogia da escola básica numa universidade local aqui em Moçambique mas já não gosto mais de ensinar na escola básica porque há muita pressão, muitas exigências e há pouca possibilidade de progressão, isso sem contar o salário que é muito baixo. Gostaria de largar este trabalho e me aventurar no mundo dos negócios mas não sei por onde começar.

  9. Eu tenho 31 anos, casado, sou professor da escola básica, trabalho com crianças até os 12 anos, agora estou fazendo o último semestre em pedagogia da escola básica numa universidade local aqui em Moçambique mas já não gosto mais de ensinar na escola básica porque há muita pressão, muitas exigências e há pouca possibilidade de progressão, isso sem contar o salário que é muito baixo. Gostaria de largar este trabalho e me aventurar no mundo dos negócios mas não sei por onde começar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar