Desconfiando de uma traição

Há quase um ano atrás eu e meu marido fomos a uma festa com poucas pessoas chegando lá tivemos uma pequena discussão e ele falou que iria embora, até aí tudo bem ele foi, só que 2 horas depois ele voltou só que assim que eu olhei para ele estava com a boca borrada de batom parecia que ele tinha beijado alguém (tenho quase certeza que sim ) mas ele jura de pés juntos que não, que aquele batom foi o amigo dele que passou para ele me “zoar”, só que até hoje não acredito nessa história, estou muito angustiada vou viajar e estou com medo não quero acabar com meu casamento, nos brigávamos muito depois que tivemos nossa 2 filha que o nosso casamento de 0 foi para 10 está mil maravilhas, e tenho medo de estragar tudo de novo, e medo dele ir atrás de alguém durante minha viajem, não sei mais o que fazer estou perdida o pior é que não consigo olhar na cara dele estou com nojo ódio raiva não sei o que sinto, preciso de conselhos .. eu perdoei ele mais até hoje não consigo esquecer de tudo o que aconteceu . Obrigado pela atenção . ?

6 Comentários

  1. A pior coisa do mundo é viver com essa insegurança, se você diz que perdoou então você tem que esquecer e seguir enfrente. Mas pelo que vejo você não perdoou, até porque você nem sabe o que realmente aconteceu, ou se aconteceu. No fundo você sente que seu marido te esconde algo e ai fica difícil mesmo esquecer e seguir enfrente, e pelo visto ele não vai te contar nunca! Então você tem duas opções, ou você engole seco e passa por cima, esquece, apaga esse dia da memória. Ou vai ficar remoendo isso para sempre sem saber o que aconteceu, matando seu casamento aos poucos. Eu não sou a favor de ser corna mansa e fingir que as coisas aconteceram, mas nesse caso como você disse que seu casamento está mil maravilhas, acho melhor você esquecer essa historia de vez, se isso for um caso isolado é claro. Se essa é sua única suspeita e no restante ele é um bom marido então esquece isso. Agora se ele te deixa insegura quanto a fidelidade dele a ponto de você ficar lembrando sempre disso então o melhor é você deixar esse homem. Coloque o seu casamento na balança, veja se vale a pena, se você é feliz. Espero que dê tudo certo para vocês, boa sorte!

  2. Se ainda existe todo este sentimento ruim com relação a ele, é sinal que este perdão é da boca para fora, no seu íntimo você não o perdoou, o que é natural. Assuma isso. Outra coisa, como você disse que o seu casamento está a mil maravilhas, não entendo o porquê de tanta insegurança. Você se contradisse ao afirmar que o casamento está uma maravilha e em seguida veio com a seguinte frase: “estou perdida o pior é que não consigo olhar na cara dele estou com nojo ódio raiva não sei o que sinto”. Me desculpe, mas você é indecisa demais. Gerencie melhor os seus sentimentos. Uma coisa é certa, você não o perdoou e o seu casamento não está a mil maravilhas como diz. Seja honesta conosco, para que possamos ajudá-la ok. Abraços e boa sorte.

  3. se nÃo confia É melhor sair fora agora se vai ficar coloca um rastreador e um gravador que se ele tentar você cair.

  4. Meu qmor você não o perdoou, porque quem perdoa esquece, se acontecer de novo ai você toma as atitudes cabiveis, não estrague seu camento por isso não vale apena.

  5. Por experiência, te asseguro que o que sente não é insegurança por fatores internos, como baixa auto-estima, mas sim uma normal falta de confiança. Ele te fez duvidar da confiabilidade dele, seja apenas nessa ou em mais situações. E isso traz desconfiança.
    É uma reação normal esperar uma repetição de algo que nos fez mal, e até mesmo imaginar uma ação que nos faça mal, prevendo-a, é normal. Se não fosse assim, todos seriamos ingênuos e, quem sabe, extintos. Por isso não estranhe, o que você sente é um medo normal e que causa um grande mal estar.
    E o problema é justo esse mal estar. Isto é, para você mesma. Para os outros, o problema passa a ser a ofensa e a irritação que sentem, como qualquer um se sentiria ao ser acusado de algo injustamente.
    No meu caso, minha solução foi mostrar para a pessoa que eu não tinha culpa da minha desconfiança. Mostrando que o erro era meu, e pedindo paciência e ajuda para que eu voltasse a confiar nela.
    Parece um absurdo, mas é que mesmo quando as pessoas fazem por merecer a desconfiança, elas agem emocionalmente como se fossem inocentes. Se não forem muito dadas a reflexões e incompreensíveis, o melhor e agir com tato. Afinal, se eu a perdoei, o único errado passo a ser eu, ao não ser capaz de confiar. Compreender que a culpa não foi minha, é um dever moral da pessoa, e não um dever propriamente.
    Muitos definem o perdão de forma diferente, e por isso se confundem. O perdão, definido como a remoção de culpa, implica que o que foi perdoado passa a inexistir. Contudo, perdoar, nesse conceito, não resulta em uma paz da espírito e aceitação feliz do ocorrido. Isso é difícil e costuma depender ou de um alto nível de aceitação, ou de fatores como, no seu caso, o restabelecimento da confiança.

  6. a melhor coisa que você faria seria armar uma arapuca para ele.

    se ele cair, pronto, você vai ter a certeza e vai poder cair fora desse casamento angustiante (porque dá para ver que você ‘tá angustiada!).

    se ele não cair na arapuca, então vai merecer tua confiança e você vai se livrar dessa DÚVIDA QUE TE ATORMENTA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar