Problemas de Infidelidade

Como terminar com um homem apaixonado por mim?

Bem, sou casada, porém por diversos motivos acabei me envolvendo com um homem também casado, o qual além de tudo é uma pessoa que eu amo muito, mas somente como amigo.
Me envolvi com ele por estar mal no meu casamento.
Não vou entrar em detalhes, mas meu marido não me completava mais.
Fato é que ele descobriu a traição e me pediu perdoa pelos erros e pediu para recomeçarmos.
Aceitei, mas por um tempo não consegui me livrar da paixão que sentia pelo outro, mas fui percebendo que meu marido realmente estava se esforçando.
Quero dar uma chance para ele e para minha família.
Porém, não sei como faço para terminar com esse homem. Já não me sinto mais apaixonada por ele, mas ele me ama. Diz que quer deixar a esposa e construir uma vida comigo e meus filhos.
Não sei como fazer para terminar sem que ele sofra.
Se alguém puder me ajudar com conselhos.

7 Comentários

  1. Paixão é paixão. Humildade é tudo e seu marido demonstrou amor. Minha irmã pagou caro por viver uma paixão e deixar o amor que era reciproco. Se tornou uma pessoa amarga. A esposa do amor dela sabe que minha irmã e o marido tem ainda acesa a chama do Amor.

  2. Quando existe a traição em um relacionamento, todas as partes envolvidas são enganadas. Não se constrói a própria felicidade, sabotando a de outra pessoa, portanto, se vc tem questões mal resolvidas no seu casamento, tem que se procurar rever os pontos que não estão funcionando e avaliar se têm como acertá-los, jamais deixando de tentar o diálogo para chegarem nos melhores acordos e essa ideia de vcs tentarem praticar um recomeço, poderia ter ocorrido sem a traição. Curiosamente vc está preocupada em romper com seu amante, por ele estar ainda apaixonado por vc, mas em nenhum momento pensou na família que ele construiu, caso a sua opção fosse outra, e resolvesse ficar com o Ricardão. Vc em algum momento pensou nos lastros de tristezas que vc está deixando por todas as direções, especialmente dos filhos (de ambos os lados) que acabam por ser envolvidos nas más decisões dos adultos. É muito egoísmo vc não acha? Como vc se iria se sentir se uma situação inversa ocorresse, sendo vc apaixonada por um homem e viesse a descobrir que está sendo trocada por outra mulher? Chutada como um ser descartável, vendo o olhar desamparado dos seus filhos, vendo as costas do seu pai sair de casa, tendo que se virar sozinha para cuidar deles, com uma merreca de pensão no bolso, sendo obrigada a fazer sabe-se lá quantas jornadas por dia, inclusive correr atrás de um emprego, para não afundar a todos.

    1. Você diz que em nenhum momento ela pensou na família do amante, caso decidisse ficar com ele. Mas em que momento ela mostrou que pensou no marido e na própria família? Ela só voltou atrás por um ato de submissão do marido, que saiu como culpado só para não perdê-la. Mas ela não voltou atrás por por consideração ao marido ou à família. Quer dizer que é normal a mulher pensar mais na família do amante do que na própria?

    2. Edu, vc não interpretou corretamente o meu post. Eu mencionei ” lastros de tristezas por todas as direções e entre parêntesis ainda destaquei de ambos os lados. É evidente que a própria família seria afetada, pois também disse, que além da destruição que ela iria fazer na parte emocional do marido, teria ainda que encarar o próprio filho vendo o seu pai sair de casa, tirando dele tudo o que ele mais amava, que para uma criança, são os hábitos de convivência em família.

    3. Sim, eu percebi que você incluiu a família dela dentre os prejudicados, mas você começou citando a família do amante. Na melhor hipótese, você equiparou a importância que ela deveria dar a própria família à família do amante. Fica implícito que ela deve se importar com o amante e o marido, no mesmo grau. Essa é uma postura humanista, despojada, que não distingue um homem do outro, uma família da outra, os dois são igualmente importantes. Olhando de fora isso é verdade, mas você não acha que ela deveria ter mais consideração e amor pela própria família, já que a família do amante seria um problema dele?

  3. Olha, infelizmente é tomar coragem é terminar ou fazer a escolha de continuar esse circo. Vivo uma situação que lembra a sua em algumas coisas e sei que não é fácil.
    É difícil a gente tirar forças para magoar a outra pessoa.
    Mas independente de qualquer decisão você vai magoar alguém. O seu amante vai sofrer muito, vai ficar mal por meses, talvez tente arruinar seu casamento, mas vai seguir em frente. O importante depois de terminar é perder o contato para evitar uma recaída.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar