Trai o meu marido por sede de vingança

Sou casada há 4 anos, temos uma filha juntos. Um dia mexi no celular dele e peguei conversas dele falando para a família dele que esta comigo somente porque eu sou a mãe da menina, que se arrepende de ter estado comigo, a mãe e a irmã dele mandando ele se divorciar de mim porque como não tenho emprego (sai porque nos mudamos de pais) eu vou perder a guarda dela e que elas o ajudam a criar a menina, ensim barbaridades. Eu o confrontei e disse que queria o divorcio, brigamos ele se disse arrependido e eu fingi demência até porque o lugar que estamos é muito melhor que a cidade em que morávamos ai, porem eu ainda sentia odio por ele dentro de mim e viviamos como colegas de quarto.
Um dia fui visitar a minha família com minha filha, sai com um ex namorado meu, porque eu tinha sede de vingança, não tenho sentimentos nenhum por esse rapaz, fiz mesmo para poder me sentir melhor, o problema é que na mesma hora senti vontade de chorar, parei o ato, me vesti e fui embora sem dar explicações. Me sinto mal agora, e não sei se deveria falar ou não para o meu marido.

Ler
Não quero me separar, mas preciso!

6 Comentários

  1. não fale porque senão você dará razão a tudo aquilo que falaram de vc, melhor deixar quieto porque se sem motivos já falaram que iriam tirar sua filha, imagina depois dessa, capaz do seu marido fingir perdão para te pegar no pulo. Ele vai comentar com a família e duvido que eles incentivem o perdão vão é botar lenha na fogueira e você estará mais ferrada ainda. Vc sabe que errou, peça perdão a Deus, agiu pela emoção e acabou de um modo pior, deixa que o tempo seja seu aliado, esqueça isso.

  2. Que pena hein, mais um casamento indo para a latrina. Mas afinal, parece que no fundo ele tinha algum pingo de razão em querer o divorcio, ele pode apenas ter identificado algo em seu comportamento que o fez “azedar”. Sua atitude de buscar vingança ao invés de resolver as coisas como gente grande é um indicio que há problema aí. O difícil para nós é reconhecer nossos próprios erros e falhas como pessoas. a mãe e a irmã não são necessariamente vilãs, você faz com que pareça ser assim. Todos são maus e crueis, menos você. É uma inverdade, você é capaz de cometer crueldades pois, você de FATO cometeu uma ao trair seu conjugue, tenha consumado o ato ou não. Ele te traiu ao considerar o divorcio na surdina, mas uma coisa não justifica a outra. Talvez a mãe e irmã só tenham notado o mesmo que ele, e por mais que tenham falado coisas exageradas, elas também são mulheres, sabem reconhecer o comportamento duvidoso de outra mulher. Com uma conversa vocês resolvem tudo, cada um para um lado, sem motivo de briga ou confusão que possa atormentar a filha de vocês. O que não dá é para empurrar com a barriga um casamento que virou peso morto, usar-se de vitimismo ou tentar sair por cima na história prejudicando assim alguém que esteve do seu lado no passado, apesar dos apesares.

  3. Sinceramente, acabou o respeito entre vocês dois. Triste, pois como disse o Franz é mais um casamento que foi pela latrina e deu descarga.
    Sinceramente, peça o divórcio, ele errou, mas você errou mais, foi ao fundo do poço, baixou o nível, realmente deu razão ao que falam de você.
    Vá morar com sua família e se reconstrua, até porque a forma de ódio em que escreveu esse texto, já diz a situação em que seu relacionamento se encontra.

  4. E no fim ele estava certo em pensar de divorciar de você ne?
    traiu por tão pouco, pecou feio por bobeira.

  5. “Morra herói ou viva o bastante para ver virá vilão” . A vilã dessa história é você, você uma pessoa amarga, vingativa e vitimista. Aposto quando ver esses comentários falando mal da sua atitude você vai achar nós ruins por não estar ao seu lado, provavelmente seu fim de vida vai ser cheio de arrependimentos e sozinha, já conheço essa história.

  6. Não conte. Ele vai usar isso para virar o jogo, vai te infernizar e assumirá o papel de vítima
    . além disso ele mereceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar