Problemas no Namoro

Não consigo morar com meu enteado e ser FELIZ.

Namoro há quase 07 anos. Meu namorado quando nos conhecemos ele morava com seus dois filhos(a mãe foi embora) Eu como ainda era muito jovem e não tinha nenhum filho, aceitei namorar com ele pois sou uma pessoa que ama crianças e meu pensamento foi somar na vida deles, já que não tinham mãe presente. Mas de início o mais velho já começou a me destratar, quando chegava com presentes me tratava bem, caso contrario nem olhava na minha cara a não ser para me chatear, insisti por um ano tentar conquista-lo tentando ser uma amiga, ouvir ele, agradar dar amor atenção e carinho ( na época o maior tinha 06 anos), isso foi me desgastando porque tudo que eu fazia era em vão, ele mantinha as mesmas atitudes. Então resolvi não ficar mais lambendo ele mas me manter na minha o tratando com educação e respeito, nada além disso. Não tenho nem ideia de quantas vezes sai de lá chorando por causa dele. Nos últimos ano a família dele achou que eu o excluia e veio busca-lo, mas ele quer voltar porque lá estão ensinando ele a ser gente e ele não gosta disso, disse que está morrendo de saudades de nós, inclusive de mim, porque sempre engoli calada nunca gritei nem o maltratei. Bem não falei sobre o mais novo porque ele me recebeu de braços abertos, hoje ele tem quase 10 anos e me respeita me chama de mãe eu que cuido dele, estou até vendo para adota-lo unilateralmente. A questão não é que eu não quero morar com o mais velho, eu não consigo a convivência, considero abusivo, porque eu tenho que lavar, fazer comida etc etc. . ele é muito porco e não obedece, come as coisas e coloca os pacotes os lixos debaixo do colchão, finge que toma banho, muito preguiçoso e porco, minha saúde mental estava desgastada, agora que ele foi embora me sinto feliz e aliviada, para vocês terem uma noção estava a baixo do peso a anos, dentro de 6 meses já recuperei 5 kg, então não é questão de querer ou não morar com ele, mas sim de conseguir. Gente tem muito mais coisas que ele já fez para mim, que não tem como contar aqui. Entendo que ele não tem mãe que sofreu, mas morar na mesma residência seria um desgaste muito grande para mim, eu não vou suportar. Até hoje não nos casamos por causa dele, não sou mãe de sangue, por causa dele. . tenho adiado meus sonhos com a esperança que ele melhore, agora que ele tinha ido embora estava começando a sonhar em realizar meus sonhos ele quer voltar. Meu namorado me ama muito e nos damos super bem, amo o mais novo como meu filho, ELE É MEU FILHO e ele é super apegado a mim, não sei como me separar, principalmente pelo menor que irá sofrer muito. Estou muito triste. não sei como rumo tomar! Não me julguem só eu sei a dor que sinto, preciso de conselhos e que compartilhem comigo suas opiniões sinceras. Obrigada a você que leu até aqui meu desabafo.

Etiquetas
enteado problema com enteados viver com enteados

6 Comentários

  1. Filhos ou enteados não vem com manual de instruções, portanto, se quiser se manter nesse relacionamento, terá que encontrar uma forma de saber lidar.O meu filho de 24 anos, durante a sua infância e adolescência, me deu um trabalho, que se tivesse espaço neste post, vc iria se surpreender com a minha história. Fui uma domadora de leão e ainda resolvendo sozinha, pois sou viúva, mas felizmente consegui e hj ele já é formado, pós-graduado, fala 2 idiomas, super disciplinado e comprometido com suas responsabilidades. Apenas para constar ele passou por 10 escolas e odiava estudar e ainda mais ter disciplina. Tive que ter muita paciência, dedicação para
    mudar esse caos que se formou dentro dele pela perda do seu pai, muito reforço positivo para elevar a sus. autoestima e auto-confiança, para desimpregnar de todos os rótulos que algumas escolas lhe ofereceu, por não saberem lidar com crianças que fujam do padrão. Apesar de trabalhar fora, sempre encontrava um tempinho para o diálogo, ou para jogar vídeo game com ele, além de ajudá-lo com suas dificuldades da escola. Tem momentos que vc tem que ser mãe (quanto a disciplina e educação) e outros amiga (dividir momentos e não comprar presentinhos). Entre sutilmente no mundo dele, sem ser invasiva, procure se interessar pelas coisas dele, acompanhe-o em um lazer que ele gosta, pois o seu erro é porque não está conseguindo alcança-lo.

  2. Você já conversou com o seu namorado sobre o comportamento do filho mais velho? Ele é o pai e também cabe a ele educá-lo e discipliná-lo. Você falou do filho mais velho como se não existisse o pai… a carga ficou toda em cima de você. Não pode isentar o seu namorado da educação do filho.
    Os problemas que vc mencionou que passa com o filho mais velho, deveriam ser problemas do seu namorado também.. O menino jogou lixo embaixo da cama, te destrata, etc… é dever do pai coloca-lo no lugar dele. Sentar com ele e deixar claro que vc não tem empregada…. e obrigá-lo a limpar a sujeira dele., etc…

  3. Primeiro começo por dizer que não é qualquer mulher que aceita, nos dias de hoje, criar filhos do namorado como se fossem seus. Só isso revela a sua bondade, como ser humano. Dito isto, você nunca pode permitir que essas crianças sejam mal educadas e te destratem. Você tem que ser mais dura na abordagem/relacionamento com o filho mais velho do seu namorado. Ele não é seu filho é seu enteado. Você tentou ser mãe para ele, mesmo assim ele continua a ser insolente, indisciplinado e mal educado. Você não é obrigada a cuidar/educar uma criança com esse perfil. Não isento de culpa e responsabilidade o seu namorado. A situação só chegou a esse ponto porque ele permitiu.O seu namorado ficou impávido e sereno ao ver que ele te desrespeitava e não fez nada para alterar essa situação insustentável. Se essa criança for para sua casa novamente, ela vai ter que mudar. Em sua casa quem dita as regras é você e não um pirralho mal educado.Diga isso ao seu namorado. Caso contrário , você não está para continuar nessa relação. Boa sorte.

  4. olha todo essa problema sÓ ocorre devido a omissÃo do seu namorado e tambÉm a sua permissÃo em ver o o pai do menino nÃo tomar atitude alguma e vocÊ continuar a nÃo questionar. como vocÊ se dispÔs a dar amor a filhos que nÃo sÃo seus, significa que a responsabilidade passa a ser do casal, portanto, vocÊ errou em nÃo colocar em pauta a questÃo com o pai dos meninos, pois, o primeiro a corrigir o mais velho deveria ser o pai.
    faÇa um proposito com deus, peÇa a ele que o menino problemÁtico seja transformado.
    obs: meu irmÃo É igualmente a seu enteado, e tudo isso se deve a omissÃo da minha mÃe que enquanto eu tentava corrigi-lo, minha mÃe tirava minha autoridade…

  5. Não, ele não é seu filho! Aliás nenhum dos dois são. Por mais carinho que vc tenha por eles, coloque-se no seu lugar e saiba que a sua posição é outra. Não tem como competir com enteado, pois vcs não estão na mesma hierarquia. Vc tomou pra si a responsabilidade de cuidar de crianças que não são suas e agora está percebendo que nem tudo é um mar de rosas. Se relacionar com alguém que tem filhos não é para qualquer um: exige maturidade, paciência e sabedoria para lidar com tudo isso! Será que vale a pena tanto desgaste? Só vc pode decidir, afinal não tem como esperar que o pai se “desfaça” do filho para ficar com vc ou manter a relação. Eles são responsabilidade dele e assim será por toda a vida.Pense bastante sobre o que vc deseja pra vida. Vc diz que está esperando seu enteado mudar de comportamento, mas até agora nada! Pode ser que ele mude sim, mas e se isso não acontecer? Tem filho que cresce e continua dando trabalho pros pais! Já imaginou sua vida daqui a 5 ou 10 anos e esse enteado enchendo sua paciência? Complicado viu?! Mas a decisão de sair dessa situação cabe exclusivamente a você. Coloque sua paz e bem-estar em primeiro lugar ” e não as crianças ou o seu namorado).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar