Medo de ter filho

Eu moro com meu namorado, ele é francês e estamos juntos há 8 meses. Ele é diferente de todos os homens que já tive. Ele é romantico, se preocupa comigo mais do que minha mãe, nos divertimos muito. Sinto que ele é o amor da minha vida. Nada mudou até hoje, só melhora. Tenho 33 anos e não queria ter filhos.
Ele sabia disso e mesmo assim quis continuar comigo. Uns 2 meses depois a gente tocou no assunto, eu queria terminar porque achava que isso ia ser um problema grande no futuro. Ele insistiu que estava tudo bem. Só que com o passar do tempo eu comecei a pesquisar, conversar com as pessoas e minha cabeça foi abrindo sobre a ideia de ter filho UM DIA.
Ele me pediu para não tomar anticoncepcional. Me senti bem mas com medo. Ele me passou muita segurança, seria um paizão. Eu disse que ainda não é a hora mas estou gostando da ideia. Será que é só empolgação por estar tão apaixonada?

Ler
Minha namorada troca olhares com outros

9 Comentários

  1. No inicio tudo são flores, 8 meses de namoro está muito cedo para pensar em ter filhos, namore mais um tempo.

  2. Coloca DIU, e finge que está tudo bem, até porque não dá para conhecer alguém só em 8 meses, vocês estão em lua de mel ainda. Espera mais um pouco até ter certeza, ter filho para agradar o parceiro não é boa idéia

  3. Saiba, que filho e seu, qualquer B.O. tera que cuidar sozinha, ao tenha se você quiser. Por vc.

  4. Cautela: Se ele Não tiver no Brasil com emprego garantido, tipo empresa multinacional, o filho brasileiro dará a ele concessão imediata da Cidadania Brasileira! Pode ser o objetivo dele pela recomendação de que você Não evite engravidar. Sabendo então que você Não pretendia ser mãe, o que ele poderá fazer depois: separar e pedir a guarda do filho? Evite Dor de Cabeça e Não mude seu propósito de vida por causa de “homem romântico”!

  5. Olha, oito meses de namoro é pouco tempo, como disseram várias moças aqui, no inicio são tudo flores, depois a ficha cai. Mas se você sente firmeza no cara, vai fundo, com toda cautela do mundo. Sugiro vocês se conhecerem mais para ter certeza. Só que existe ex marido, mas não ex filho.

    Conheci um monte de mãe solteira que o marido era tudo de bom e se um dia o amor acabasse seria um pai presente e amoroso. Hoje estão reinvidincado pensão e pedindo pelo amor de Deus para que visite o filho, que chora todo domingo quando o pai vai embora.
    Uma delas o cara ganha 15 mil reais com serviços e paga 300 reais de pensão. E a justiça sofre para condenar.

    Outra: Cuidado com uma Feminazi que tem aqui no forum que fala besteira pelos cotovelos.

  6. Como mãe eu vou te falar, foi a melhor experiência da minha vida! Ninguém conhece ninguém vivendo uma vida toda, imagine 8 meses, então se você tem vontade tenha! Não irá se arrepender porque mesmo que ele te deixe, um filho é um presente para vida toda, alguém que você vai poder contar como amigo e companheiro. Dificuldades sempre terão, momentos difíceis, enfim, nada do mundo é motivo o bastante para você não ter o prazer de ser chamada de mãe.

  7. Tu quer o filho ou esse sonho é só dele? Tu no futuro vai te dar bem sendo mãe? na maioria dos casos para a mulher vejo como mais complicado, pois se separar tu seguirá com a criança. Minha experiência foi a seguinte, estive na tua situação, a minha ex esposa era uma baita companheira e em um momento me arrependi de não ter tido o filho, até para ter mais alguém nessa vida, porém depois que separamos vi posicionamentos dela e atitudes que me assustaram e pensando bem foi bom não ter tido o filho nesse momento para mim, no fundo parecia que ela me tolerou na esperança de ter a criança e que eu estive longe de ser um grande amor para ela, eu me encaixava mais como um bom candidato a pai do que como um bom amor. Separamos pois eu pirei, ela me colocou muita pressão e quando eu vi eu estava preso e triste por um sonho que era dela e não nosso. Por isso te digo pensa bem, mas se ele é o homem da tua vida deixa passar mais um tempinho para confirmar e deixa a ideia em aberto e quando chegar a hora pode ser uma ótima decisão se for da vontade e certeza dos DOIS e sem pressão, deixa ser natural que se forçar estraga.

  8. Essa é uma questão muito pessoal, pois nenhum relacionamento vem acompanhado de uma apólice de seguro, com garantias de que será um “felizes para sempre” ou um “felizes por algum tempo”, por esse motivo é imprescindível que a mulher construa bons alicerces, para lhe assegurar alguma autonomia financeira, para que tenha como amarrar o seu burro se o relacionamento não mais funcionar. Lembre-se filhos quase sempre fica sob a guarda da mãe, portanto, se você tiver um homem que lhe dê algum suporte, estando casada ou separada, isso será um bônus, mas você sabe que nem sempre as coisas funcionam dessa maneira, pois sempre há o risco do parceiro mostrar uma outra face. Isso é válido para os dois lados, pois existem mulheres que também vendem uma falsa imagem e só quando são colocadas em uma situação de pressão ou em outros tipos de provas,, que mostram quem realmente são a nível de caráter, personalidade e temperamento. Se você está curtindo ter um bebê, se você se sente pronta para essa experiência, eu te garanto que você não irá se arrepender, mas não se iluda que sempre as coisas irão seguir o modelo tradicional, se vendo sempre ao lado do parceiro criando o filho sob o mesmo teto, pois nem sempre funciona dessa maneira, pois as pessoas mudam com o tempo, assim como a sua motivação de continuar casada ou morando juntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar