Marido grosso e insensível

Sou casada há 25 anos tenho um filho de 12 anos, o convívio com o meu marido está horrível, não tenho mais amor – pelas atitudes dele há algum tempo, não consigo fazer sexo com uma pessoa que me joga na cara as coisas que faz.
Vive dizendo que paga as contas e não deixa faltar nada e que minha obrigação é cuidar da casa, fazer comida e até a educação do filho é minha responsabilidade.
Não temos luxo e estou sempre arrumando tudo ali e aqui.
Procuro ser agradável em todos os dias, mas estou ficando deprimida porque tenho chorado escondido.
O que eu devo fazer? Já pensei em procurar um terapeuta mas não tenho dinheiro, sou dependente dele. Tenho amigas mas não desabafo com elas, porque vêm meu casamento uma fachada bonita. A família então, nem pensar, estou sempre fazendo a boa esposa, mulher de família.

Ler
Não suporto a filha dele

17 Comentários

  1. Percebe-se que seu casamento já foi errado desde o principio. Casou com um cara que você não fez questão de conhecer a fundo e quis um casamento de fachada, no qual não tem amor verdadeiro deixando-se ser submissa a ele. Isso reflete em suas atitudes e de seu marido. Insatisfação caminha junto com melancolia e tristeza no qual pode ocasionar brigas, desafetos e falta de interesse pelo outro.
    Talvez você casou com ele por conveniência, talvez para ter uma vida melhor do que você tinha na casa dos seus pais ou para fugir de lá, não sei, Mas quando há amor puro e simples, as coisas fluem. Seu marido é machista o que não é uma coisa nada boa. Um casamento é união, parceria e isso resulta em divisão de tarefas, etc. Você tem que se colocar, saber o que quer na sua vida, ser independente. Um filho não segura casamento, mas tem que pensar no que as atitudes de vocês irá refletir na vida dele! Isso faz mal para o crescimento intelectual e físico dele. Exemplos em casa a seguir!
    Meu conselho é vocês procurarem ajuda profissional se não conseguem resolver tudo entre vocês. Existem profissionais que prestam serviço em universidades ou instituições para terapia de casal. Mas isso tudo depende dos dois. Um só querendo não resolve.
    Boa sorte!

  2. Querida! O meu marido era igual o seu, até quebrava as coisas dentro de casa, e no momento só ele que trabalhava e passava na minha cara que pagava as contas, devido as atitudes dele, tomei nojo dele, eu sempre trabalhei, mas quando minha filha nasceu, fomos morar em outro local, longe de todos da família, pois conseguimos o nosso ap, então ,fiquei impossibilitada a trabalhar pois a menina, vivia mais doente, mas Graças Deus!, ela melhorou, tive varias conversas com ele, ele não quis mudar, e ainda tinha uma vida solteiro, então conseguir um colégio integral para minha filha ,mesmo contra a vontade dele, pedir o divórcio à ele, e corrir atrás de um trabalho, o mandei ir embora, aí ele mudou da agua para o vinho, está me tratando muito bem, mas eu Já avisei à ele, se ele sair da linha, o divórcio sai, as vezes você tem que dar um empurrão nele, e não deixe perder sua identidade não, pois eu já tinha perdido à minha, foi aí que eu levantei a cabeça, e disse à mim mesmo, que eu tinha que me amar, que antes dele entrar em minha vida eu Já vivia, então flor! Peça estratégia a Deus! E ele ti dara, não deixe que ele fique ti pisando não, e nem tirando seu auto estima.

  3. Vc já tentou conversar com ele, dizer tudo o que sente, o que pensa? Já tentaram dialogar de verdade? Ficar com alguém sem amor, sem prazer é ter uma vida insuportável pela frente! Ambos não serão feliz, e infelizmente ambos também estão errando, por um lado você casada por conveniência e do outro ele sendo machista o tempo todo. E se você tentar arrumar um emprego? Ter a sua independência financeira? São muitos porquês, mais um deles pode se encaixar, e também uma terapia de casal, que pode ajudar, ou então tudo só levará vocês a separação!
    Pensa nesses porquês tá!
    Boa sorte, bjinhus de luz!

  4. Não acho que precisa ser tão radical a ponto de pedi o divórcio, converse veja com ele o que está acontecendo, pergunte a ele se ele não está feliz ao seu lado, tente melhorar o convívio de vocês ,as vezes a mudança precisa partir de nós.
    Procure um emprego deixe de depender dele ,mostre para ele que você é capaz, é antes de tudo isso busque Deus na sua vida ,ele pode tramforma situações insuportáveis e trazer paz ao seu lar!

  5. Sinto em lhe dizer, mas você permitiu ser feita de escrava. Seu choro é motivado pelos seus direitos que foram reprimidos por você e tomados para ele.
    Quando você lava, passa, cozinha, faz faxina da casa,etc indiretamente contribui para o foco e bom desempenho dele no trabalho. Portanto você tem direito em parte do salário que ele recebe, ele deveria reservar ao menos 1/3 para vc. Os dois pagarem as contas da casa em percentuais. E o que sobrar cada um fazer o que quiser. Procure um advogado gratuito e consulte os direitos da dona de casa, esposa dentro do regime de casamento de vocês. Peça sabedoria à Deus, antes de conversar com seu marido. Se ele não mudar, tente seguir a dica do comentário de ‘Levante’. Só fazem conosco o que permitimos. Não permita que ele viva te humilhando. Ele tem o dever de te respeitar.

  6. Casamento não vem acompanhado de uma apólice de seguro, com termos bem definidos no contrato, portanto, sempre será um negócio de risco e é por esse motivo que é imperativo que as mulheres NUNCA percam a sua autonomia, não se sujeitem a ser dependentes, pois o futuro de qualquer relacionamento é incerto, mesmo os mais longevos. Hj você não poder ter voz, fica chorando pelos cantos, justamente por ter se sujeitado a esse papel de submissão e dependência do seu provedor. E agora? O que você precisa fazer é pensar em ter uma profissão e se for se separar, buscar que a ajude por algum tempinho, até ter como se reorganizar financeiramente, pois a grande maioria das mulheres, dificilmente se mantém só com recursos de pensão. Se o seu marido não fosse machista, vocês poderiam até tentar uma terapia de casais, pois iria melhorar bastante a qualidade da relação, mas pelo que você desenhou da personalidade dele, é bem provável que ele refute essa ideia.

  7. Querida, se você já leu aí o segundo comentário, faço da Levante as minhas palavras, o comentário dela é verídico e pode lhe ser de muita ajuda, não se sinta uma coitada, vai a luta!

  8. Em seu lugar eu faria algo para arrumar um emprego! A minha prima sempre foi traída e quando brigava com o marido, ouvia esse tipo de coisa dele, quando se viu numa situação insustentável, ela fez um curso de enfermagem, arrumou um emprego e deixou ele.
    A pior coisa que a mulher pode fazer em dias atuais e ser totalmente dependente do marido, se anulando apenas para se sacrificar pela família. Já fui dona de casa apenas, mas nunca parei de estudar e com o apoio dele, passei em um concurso público, digo sempre que se um dia não for mais possível manter o casamento, não vai ser por dependência dele que serei obrigada. Mas graças a Deus é uma hipótese, nos damos bem e ele mesmo me dando de tudo, de necessário ao luxo, nunca passou na minha cara o que fazia.

  9. olha minha querida só tem uma coisa para lhe falar quando está tudo dando errado a melhor coisa é vocé
    tem que fazer sair fora dele arrumar outro que te de valor já passei por essa coisa também hoje vivo sozinho

  10. Bem na minha opinião, você não deve se colocar em segundo plano se não te faz bem e já estão vivendo de fachada não á nem amor mais a melhor hipótese seria chegar e conversar se permanecer assim só separando mesmo porque vai se tornar cansativo e esgotar você tirando que vai ficar doente por causa de uma relação que já não dá mais frutos .

  11. Sua história lembra a de uma das minhas cunhadas: ser dona de casa. Meu irmão fazia pouca da comida que ela fazia. Mas ela com 10 anos de casada, cansou e separou. Felizmente por ter trabalhado quase 20 anos, se aposentou por idade.

  12. esse cara precisa sentir que estÁ te perdendo, se vive com vocÊ É porque ainda tem algum sentimento, mÁs se sente confiante porque tem uma mulher submissa.
    comece a ser indiferente, continue a fazer suas coisas normalmente, mÁs com indiferenÇa, mostre para ele que estÁ te perdendo.
    na cama, se ele te procurar, da uma desculpa qualquer e vire contra ele.
    ele tem que sentir o quanto vocÊ É valiosa.
    nÃo sorria para ele, mÁs mostre-se alegre perto de outras pessoas.
    nunca deixe ele te encostar as mÃos, nem te ofender com palavras, ameaÇa ele na lei maria da penha.
    aposto que vai dar certo.
    boa sorte.

  13. Nossa, que difícil ter que aguentar humilhação, Vc já pensou em trabalhar?

  14. Olha, vivo em uma situação parecida com a sua, e sinceramente, esse tipo de homem tem um carater difícil de mudar, se eu fosse você, procuraria uma terapia de casal, eu já vi na tv isso e dá certo muitas vezes

  15. Pra começar acho que você deveria começar a trabalhar. Aí depois você vai vendo o que faz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar