Gordinhos podem ser professores de educação física (academia)?

Eu estou me formando em educação física licenciatura, não tive muitos problemas com preconceito por causo do meu peso, mas agora estou indo bacharelado e estou com medo. Será que isso pode atrapalhar muito minha carreira? Será que eu serei muito criticado? Será que vai ser mais difícil encontrar um estágio por causa disso?
Meu sonho é ser personal trainer especializado em envelhecimento. Sempre quis cursar educação física, meus pais não apoiam esse sonho até hoje e jogam na minha cara como vai ser personal se você não é magro, já falei que isso me magoa, mas não adianta, eles continuam falando e não apoiando.
Continuo firme no meu sonho, mas está ficando difícil continuar, agora que tenho 21 anos e estou acabando de me formar em licenciatura, meus pais estão reclamando que não estou empregada e falando “viu educação física não presta, não é uma boa carreira, falei para não fazer isso. “

11 Comentários

  1. Seus pais falam para o seu bem, de uma forma rude e sem respeito mas só querem seu bem, mas mostre para eles e o resto da sociedade que sim, você pode, você vai conseguir, não se deixe abalar por seu peso, cada um é único do seu jeito. Não desista, já chegou muito longe.

  2. Eu penso que obesos podem sim ter problemas de colocação profissional, nessa área. Hj para maioria das vagar profissionais, tem um elevado número de candidatos, de forma que os filtros para definir os primeiros sortudos que serão convocados para as etapas seguintes. excluirá sim os gordinhos.

  3. Se fosse há décadas atrás, muitos te diriam (com certa razão que Ed. Física era um curso sem futuro). Mas os tempos são outros: atualmente, cada vez mais pessoas em todas as faixas etárias estão mais preocupadas em manter a saúde, envelhecer com qualidade ou ter um físico bacana. Então, você está num momento em que sua área nunca esteve tão valorizada como antes. Aproveite essa oportunidade e não se deixe abater por causa da opinião dos seus pai. Talvez eles sejam daqueles que ainda pensam que “medicina e direito” são os únicos cursos que dão futuro. Não mais! Quanto ao seu peso, bom, você precisa ter mais atenção. O fato de você ter quilinhos a mais não significa que você não seja um ótimo profissional na sua área. Mas, convenhamos, que você pode sim ser prejudicado no seu mercado por conta desse detalhe. Já imaginou uma aluna procurando você para ajudá-la a emagrecer e se deparando com um personal acima do peso? Ela não vai querer saber se você é bom na área, vai te rejeitar de todo jeito. Tudo por causa da sua aparência! Então, alie seu conhecimento com a prática: busque manter o peso ideal para sua altura e idade (não precisa ser magro). Todo sonho exige que façamos sacrifícios por ele. No seu caso, você terá que buscar o peso adequado para não ter que passar por julgamentos infundados. Não desanime! Seu problema é algo que dá para ser resolvido com o tempo. Você só precisa acreditar no seu potencial e lutar para superar os desafios. Boa sorte!

  4. Sinceridade, eu não procuraria um profissional que não consegue resolver seu próprio problema. Mesmo que seja a melhor profissional, ainda assim não passará credibilidade. Emagreça! Seja seu melhor cartão de visita. Garanto que se você conseguir construir um corpo top, terá mais clientes. Farão fila. Ganhará muito dinheiro, mas se ficar gorda, esse diploma não vai ser nada além de um título, um papel sem valor.

  5. Cada um, cada um. Siga em frente, não de ouvidos às pessoas que te criticam, não armazene palavras desanimadoras, vai em frente, tenho um amigo personal que é bem fortinho, e daí? ele é um ótimo profissional e é uma pessoa super bacana, sorridente e simpático, conquista a amisade da gente sabe.
    Faça o que manda teu coração e não fica pedindo muito a opinião dos outros porque gente para te desanimar vai ter bastante. Boa sorte.

  6. Eu particularmente não veria problemas em ter aula na academia com um professor “acima do peso”. No entanto, nessas academias grandes e $$$, não se costuma ver professores fora do “peso padrão”. Se o seu objetivo for trabalhar com pessoas mais velhas, talvez seja melhor você apresentar um projeto em asilos, casas de repouso visando esse público. Talvez até uma pós graduação especializada em pessoas mais velhas.

  7. Eu esto desempregado a 3 anos, tenho 27 anos, moro na casa do meus pais, todos dia me sinto muito mal no fundo do poço, mais você vai supera.

  8. Sinceramente, não me passaria credibilidade ser treinada por uma pessoa acima do peso. Parece que a pessoa não segue seus próprios conselhos, entende? É como ir em um nutricionista para fazer uma dieta e encontrar um nutricionista que aparentemente come fast food todos os dias, não cria um senso de cumplicidade com o paciente. Parece aquele ditado: “Faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço.”
    Eu tive uma professora de educação física que era gordinha. Como era na escola, lá não havia grandes problemas com isso. Mas para ser personal trainer. não sei se você obteria sucesso.
    Eu sei que você estudou, tem conteúdo, então eu sugeriria você a aplicar tudo que aprendeu na sua própria vida. Emagreceria, criaria um corpo legal e saudável. Assim, você ainda teria uma experiência para contar e daria um senso muito maior de empatia para os seus clientes. Você estaria vivendo na pele deles e os entenderia muito melhor, podendo os auxiliar muito mais. Não adianta saber apenas a teoria, é necessário entender a prática. E no caso, você entenderia isso com o seu próprio corpo.

  9. Sugeriria primeiro você estudar seu Metabolismo: Se lento ou acelerado. Quando se trabalha com boa fórma, é necessário, ser exemplo. Existe Obesidade e Inchaço. Existe gordura mórbida e corpo definido que não implica ser magro. Tem muitos personais com tórax largo, pernas grossas mas que ao tocarmos é músculo trabalhado: há o chamado biotipo: caras grandes, chamados de “presença”. Faça um “mapeamento” do seu corpo com Endocrinologista: eliminando os excessos de gordura e, desenvolvendo musculatura e hidratação.

  10. Não importa se você é uma pessoa gorda,magra,cega,deficiente física e etc,você pode fazer e ser o que quiser nessa vida,basta ter foco e vontade de aprender.Exemplo de acadêmica,oque adianta ser músculo bonitão por fora,se por dentro tem câncer nos órgãos devido a uso de esteroides anabolizantes, isso é uma aparência visual,o cérebro de uma pessoa dessas deve está morto,o que vale é o conhecimento, a sabedoria de ensinar o certo a todos com saúde.

  11. Sou da licenciatura também, e educação física, vai além do peso, e sim bem estar, tanto físico quanto emocional, trabalhamos nas esferas do cognitivo, afetivo e social, ser malhado é um estilo de vida, ser magro ou não é uma escolha individual e pessoal, o que nos difere é que com o conhecimento da fisiologia humana temos a opção de pagar o preço ou não de mudar o estilo de vida. Primeiro saiba o que é o mais importante para você! Ser magro e sarado requer um preço, você está diaposto a pagar? Querer ou não corresponder às exigências da nossa sociedade manipuladora que nos mantém reféns do nosso corpo, não deve nos definir. O importante é sim ser saudável, e estar a cima do peso não quer dizer que você não seja saudável e nem tão pouco um excelente profissional!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar