Frustração na carreira

Não tenho facilidade em me abrir, mas preciso desabafar.
Tenho muita ansiedade e preocupação com relação à minha vida profissional e minha família. Tenho formação acadêmica mas não tenho emprego, faço trabalhos freelance e não tenho renda fixa, normalmente não consigo nem mesmo um salário mínimo por mês e as vezes tem grandes intervalos entre trabalhos.
O que tem me preocupado é a instabilidade pois quem segura a casa são meus pais, idosos e aposentados.
Gostaria de ajuda-los mas não consigo, e eles nunca cobram nada, porém sinto muita culpa em ser um estorvo para eles.
Além disso me preocupo pois caso algo aconteça com eles eu não conseguiria sustentar a casa e minha irmã.
Pode parecer uma bobagem porquê felizmente não nos falta nada, mas para mim é uma situação muito difícil, talvez pode ser que eu não atingi expectativas que criei para mim mesma, não sei como melhorar essa sensação.

0 0 votar
Avaliar Desabafo
5 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Luanzito
1 month ago

Simples, você falhou na escolha da carreira. Deveria ter aproveitado a oportunidade de ser sustentada e estudar para um concurso público ou ter feito medicina. Essas áreas não faltam emprego. Mas o que você deve fazer agora? Foque em fazer cursos e mentorias online de pessoas que são bem sucedidas na mesma área de trabalho que a sua e ensinam o atalho para você ganhar bem e poder se sentir mais realizada em pouco tempo. Porém, simultaneamente a isso, comece a estudar e crie um plano a longo prazo para salvar o futuro que lhe resta. Sabe por quê? porque daqui a 10 anos, essa sua profissão continuará te pagando merreca você estará novamente frustrada por não ter grana para sair de casa nem pagar os cuidadores dos seus pais idosos. E ai, vai esperar o tempo passar para lamentar ou vai correr atrás do prejuízo? Um abraço.

Sincero d
1 month ago

Olha, essa é uma situação de milhares de pessoas no Brasil e talvez no mundo inteiro. Também tenho uma frustração profissional muito grande em relação ao futuro. Essa dependência nós gera ansiedade, tristeza e insegurança.
Hoje pessoas na casa dos 30,40 e pasmem até 50 estão passando por isso.
No cenário comum já é difícil, imagina com pandemia.
Sugiro você criar rendas alternativas, como Uber, vendas online, entrar em fóruns de pessoas que passaram por problemas como você e o que elas fizeram, possibilidade de abrir pequenos negócios como quiosques de capa de celular, venda de roupas compradas em SP, vasculhe as possibilidades.
Mas o importante é saber que não existe milagre para isso: Se você não ajustar os seus custos e se adaptar ao que você pode pagar e abrir mão de regalias você viverá sempre com a corda no pescoço.
Isso inclui, mudar para uma região onde o custo é compatível com sua renda, abrir mão de luxos, abrir mão de relacionamentos, esquecer grandes marcas. Assim sua balança equilibra e você pode investir no que pretende.

Isabela
1 month ago

Você não mencionou a sua profissão, olha com essa crise econômica muitos estão desempregados e não tem essa de ter ensino superior ou não, eu também sou formada e possuo experiência na minha área e acabei ficando desempregada, mas graças a Deus arrumei outro. Primeiro ore, peça a Deus para abrir as portas, foi o que sempre fiz. Segundo as pessoas tem a mania de fazer faculdade sem olhar se a área está boa para trabalhar, tem agá não sua área? Se não tem, você tem que ver uma área que esteja em alta, outra coisa que é diferencial é ter inglês, espero que você consiga, não desanime, tente ver outra área, peça a Deus ajuda. Boa sorte

Observador
1 month ago

Uma das minhas tias era sustentada pelo marido e, ao separar com casal de filhos maiores de 18 anos, se viu nesse dilema do “sustentar-se”. Como minha mãe havia sido costureira, sugeriu à ela, ser também. Conseguiu trabalhar e se aposentar com a Costura. Depois surgiu a possibilidade dela ser cuidadora, o senhor por gratidão pela companhia que a minha tia estava sendo, casou. Tenho um colega que na quinta completará 34 anos que está sem perspectiva futura, mas sugeri a ele, manter-se sempre atualizado: trabalhar interpretação de texto e raciocinio lógico, já que o diferencial hoje é o intelecto: gama de conhecimentos que se tenha.

mia
18 days ago

Se algum dia tive um filha que seje como vc,pq o que tem de filho bebendo enchendo acra e ganhando bolsa família não está no jipe,pelo menso juizo você tem.

Botão Voltar ao topo