Vivo junto com uma pessoa mas me apaixonei por outro

Eu moro junto com uma pessoa tem 7 anos. Eu o amo sabe? Mas me apaixonei por um amigo em comum nosso que é mais meu amigo do que dele. A gente começou com sexo sem compromisso e foram 3x apenas e desde ai decidi não fazer mais isso. E estou mais de 4 meses sem vê-lo, nos falamos por whats e ele diz que morre de saudade e eu confesso que também sinto. Eu queria transar com ele sem culpa. Eu quero terminar meu casamento pois estou infeliz. Mas não sei como fazer isso. Temos uma filha de 5 anos e ela é muito apegada ao pai. Eu estou tendo problemas de ansiedade devido a isso. Não sei o que fazer. Não consigo parar de pensar nele.

Etiquetas
me apaixonei me apaixonei por outro sexo
0 0 votar
Avaliar Desabafo
10 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Geovane S
1 year ago

Hoje, ao meu ver, antes de começar um relacionamento com uma pessoa tem que fazer um contrato registrado no cartório de separação total de bens, é a única solução para a facada não ser fatal.

Trago-lhes verdades
1 year ago

Seu proplema é fácil de resolver.
Se separare com o seu marido e vá viver sua vida .
Deixe que ele também tenha a oportunidade de conhecer alguém que o ame e respeite. Sua filha sempre será sua filha ele jamais poderá você de vela.
Agora Você não tem direito de afasta-la do pai apenas por capricho seu.
No mínimo seja mulher e assuma seus atos.

MORFEU
1 year ago

Entendo sua situação: o marido que você “ama” é um cara legal: bom marido, bom pai. Então você fica nessa relação porque deve ser conveniente financeira e socialmente. Ele deve ser o típico “provedor”; o cara romântico que te ama e tem medo de te “perder” e faz muito para te agradar; o cara com quem você “transa” de vez em quando só para fazer o papel. Deve ser chato para vc. O outro, o “amigo”, é um cara legal, te fala coisas lindas, e é um furacão na cama. E você está louca para viver uma história de amor e poder ser feliz para sempre. Mas tem medo de se jogar. Um lhe dá amor de “amigo”; outro lhe dá amor de “macho”. Um é o “provedor” que você suporta porque convem: é útil a você e sua filha. O outro, o “comedor”, você deseja loucamente; é o cara dos seus sonhos. Alguns nascem para bancar e receberem “amor de amiga”; outros nascem para encantar e receber “amor de fêmea”. Seria bom se seu marido tivesse o fetiche de ser corno. Ficaria tudo certo. Por enquanto, ele segue sem saber que tem um “amigão comedor da sua esposa”. Um sujeito que talvez frequente a casa dele. É a sociedade. A escolha é sua, mulher: larga a família para arriscar com o amante, fica com o marido e se anula e anula ele sexualmente (pois ele deve ser carente) ou vive uma vida dupla. Você decide.

MORFEU
1 year ago

Calma, jovem. Isso aqui não é um tribunal. As pessoas trazem seus dramas. A gente lê e tenta ajudar.

Moacir
1 year ago

Eu também tenho nojo! Ela transa com outro como se tivesse ido à farmácia! Pura leviandade com o otario do marido que diz que ama e a filha! Já conheci prostitutas menos levianas!
Deixe seu marido livre para achar alguém que valha a pena. Não faça essa covardia com alguém que diz ser uma pessoa boa! Esse comedor jamais vai querer algo serio com alguém como você, mas ao menos vai te pegar nos momentos em que a ‘safra’ estiver baixa. Sou homem, duvido que se case ou que constitua família com alguém tão abjeta!

Ana Paula
1 year ago

É óbvio que você não ama o seu esposo. Se você o amasse não o trairia. O que é que você pretende de um homem que se envolve com a esposa de um amigo? Você quer deixar o seu esposo por uma aventura ,por um homem com total e absoluta falta de carácter? É com esse sonho de um homem que você quer refazer a sua vida? É esse exemplo de vida que você quer dar para a sua filha? O que vai acontecer quando o seu amiguinho encontrar outra amiguinha e descartar você? Aprenda uma coisa os homens não constroem nada de sólido na vida com mulheres que servem única e exclusivamente ,como objectos sexuais. Qualquer homem vai -lhe dizer isso ,a não ser aqueles que tem fetiche/vocação para ser corno. Mas aquilo que mais lamento na sua situação é pela sua filha pequena. Alguma vez você colocou a felicidade dela acima da sua? Claro que não. Aconselho você, a fazer uma introspeção profunda, a ponderar seriamente na sua família e a não tomar decisões precipitadas em que poderá arrepender-se amargamente no futuro.

frank
1 year ago

Não entendo essa estória de quem ama não trai. Isso é bobagem! tesão não tem nada a ver com amor. Depois de casado saí com outras mulheres mas nunca me apaixonei por nenhuma delas. Sempre amei minha esposa, por isso se ela dissesse que saiu com outro mais que me ama eu a perdoaria. Entendam uma coisa, a vida passa rápido e o tesão acaba mais rápido do que a vida. O único que permanece é o amor. Daqui a pouco estaremos todos mortos.

Luly
1 year ago

Concordo com o Frank. Amar é uma coisa tesão é outra.

Doido
1 year ago

As pessoas hoje em dia são mediáticas, subjetivamente acabam sendo egoístas por não saberem superar situações sejam elas financeiras ou pessoais do seu parceiro. Pensam no seu bem estar imediato e não aceitam os espinhos da cruz em prol do bem maior que e a família. Mas nessa sociedade machista e capitalista as pessoas se tornam descartáveis até o ponto onde não sejam mais úteis e sirvam de objeto para atingir objetivos pessoais. Relacionamento ou casamento e complicado pois vai depender da forma e experiência com que cada cônjuge foi criado a cultura, educação e traumas de vida iram nortear a uma decisão mais racional ou emocional. Sem Deus não da certo pois os principios cristaos são exemplos práticos de renuncia, perdão e amor.
Não vou te julgar, o processo doloroso para ambas as partes e inevitável, agora acho que a pessoa se auto-conhecer antes as vezes não e que evita pois somos seres humanos e estamos sujeitos ao erro, mas ao menos uma boa inteligência emocional ajuda a evitar várias situações que traga trauma a ambos.
A escolha e sua, saiba apenas que você já tomou uma decisão em conjunto com outra pessoa, e que tudo tem seu preço. Se colocar no lugar do outro acima de vontades próprias é digno, ao menos agora no intuito evitar traumas pessoais para ambos e prolongar ou brincar de forma perversa com o outro que por vezes renuncio para poder viver uma vida em casal com tua filha.

Ana Paula
1 year ago

# Carla. Se você está realmente infeliz nesse casamento, como você diz, separa dele. Não sei se você depende financeiramente dele, mas se não depende, não viva mergulhada nessa depressão. Os filhos não salvam casamentos. Por vezes, na maioria das vezes, os filhos são mais felizes com os pais separados do que juntos. Um homem que não respeita a vontade da sua mulher, se quer ou não ter sexo ,não merece respeito. E nisso pode ter a certeza ,que sou absolutamente solidária com você .Tente se reorganizar financeiramente e não permaneça com um homem que não te respeita nem te valoriza.Esse tipo de homem pretende ter uma mulher que o sirva, como se diz uma prostituta na cama é uma criada em casa. Seja feliz.

Botão Voltar ao topo