Tenho agido, muitas vezes como um idiota por causa do ciúme

Namoro (e amo) uma colega de trabalho. Nos conhecemos lá, no serviço. Vamos para dois anos de relacionamento. Sempre tivemos nossos desentendimentos, ainda mais trabalhando na mesma sala e na companhia de mais algumas colegas mulheres (mas claro, nunca resolvemos nada na frente de ninguém, na verdade nem assumimos o relacionamento ainda, mas como sempre sentimos algo forte um pelo outro, fomos melhorando como casal). O que acontece é que, de uns tempos para cá, o lugar onde trabalhamos vem passando por transformações, com a chegada de novas pessoas. E uma dessas novas pessoas foi um outro cara. Trabalhamos em uma escola para ser mais específico, e ele chegou como professor e logo foi convidado a ser director de ensino do lugar. E acontece que ele e minha namorada desenvolveram uma amizade muito boa, melhor até que o relacionamento profissional que eu tenho com ela. Noto que toda a vez que ela escreve um simples e-mail para ele, mas com coisas do serviço mesmo, é sempre muito bem redigido, atencioso, descontraído, enquanto e sempre tentei ser o mais sério possível. Sei que tenho parcela grande dessa “culpa,” pois em uma fase lá dentro em que ela entrou em depressão, justamente pelo trabalho, sei que não dei todo o apoio que deveria. Na verdade, sei que deixei muito a desejar. e hoje vejo essa outra pessoa que, ao menos profissionalmente, desfruta de toda confiança que eu não consegui despertar. Tenho certeza que ela não me trairia, mas sei também que essa outra pessoa tem muitas outras características, qualidades, que eu não tenho, tal como a persuasão, personalidade forte, coisas que de muito minha namorada já me cobrava. Fico triste em pensar que ela pode, mesmo sem culpa, estar gostando de outro, ainda que não me fale isso. Nossos finais de semana são ótimos, o sexo tá maravilhoso, mas lá dentro, nos outros 5 dias da semana, tenho agido, muitas vezes, como um idiota. Por causa do ciúme, mas enraizado em insegurança. Tem outro fato que pesa é que minha mãe morreu recentemente, e ainda estou procurando preencher o espaço na minha vida que ela deixou (eu cuidei dela, e por isso, abandonei os estudos. Ela tinha Alzheimer e eu consegui fazer um curso técnico a distância, e nada mais), mas lá dentro sendo uma escola como eu já disse, tem muita gente super graduada, inclusive esse cara, e eu me sinto inseguro por causa disso também, tipo, como se fosse o bocoió no meio dos cabeções. Mina namorada inclusive andou tomando a atitude de fazer mais uma faculdade para ser professora. Ela disse que não, mas sei que a amizade (e o meu temor de que também a admiração) por esse professor tenham pesado na escolha dela, nessa guinada de rumo. É isso gente. Por favor, me digam alguma coisa. Obrigado Deus por me dar essa oportunidade.

5 Comentários

  • Sara 30 de março de 2016

    Não acho que precisa ficar tão angustiado assim, a sua namorada está com você porque te ama .. ao invés de ficar preocupado de estar perdendo tente conquista-la a cada dia, esse tal professor tem muitas qualidades mas você tb tem as suas, inclusive as que fizeram ela se apaixonar por você. Se os finas de semana estão sendo bons e o sexo está maravilhoso então ela ainda está na sua, do contrário ela teria se distanciado .. Se preocupe com você, com a sua carreira e seja um bom companheiro pra ela, amizades encantadoras passam mas um grande amor não! Não demonstre insegurança, seja o macho alfa e deixe-a segura dentro do relacionamento. Boa sorte!

    Resposta
  • Liz 30 de março de 2016

    O cara é carne fresca no pedaço, e é diretor ela apenas que mostrar a boa profissional que é, sendo prestativa e eficiente.
    Para de neura ela te ama, seja mais seguro, tire essa amargura do seu coração e tente se aproximar do cara tbm, procure fazer do seu trabalho algo prazeroso, mande no meio do dia msg carinhosas e humoradas para ela, pode ter certeza ela vai amar, lembre se vc está 100% na vida dela, nada de brigar com ela sobre amizade dela com a carne fresca….ignore totalmente, as vezes isso pode ser coisa da sua cabeça…relaxa e seja feliz.

    Resposta
  • Wallie 30 de março de 2016

    Nossa pessoal, obrigado. mas sabe o que é pior, sei que é isso mesmo, a raiz do problema deve ser a porra da insegurança, mas isso sempre fui cara. nao é de ontem….
    mas amanhã mesmo vou começar terapia no psicólogo. conto mais pra vcs..

    Resposta
    • Liz 31 de março de 2016

      Meu querido boa sorte, e terapia ajuda muito.

  • Luís Sousa 31 de março de 2016

    Você devia apelar aos sentimentos dela e deixar de ter ciúmes, porque isso é prova de insegurança.
    Seja simpático com ela, leva-a a um restaurante fino, ofereça-lhe prendas.
    Mostre que, apesar das suas limitações, você a ama muito e não a quer perder.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *