Sou objeto da minha esposa

Minha esposa descobriu que também sinto prazer pelo cu, enfiando dedos e língua, sempre que fazíamos um 69. Logo ela passou a ser muito autoritária e mandona, um dia ela surgiu com um enorme consolo de 23×8 cm e vestindo uma cinta, adaptada ao enorme falo de silicone, como um macho, me penetrou, rasgando meu cu.
Desde então, mesmo sem nunca ter dado para outro homem, passei a ser submisso para minha mulher. Ela se mostrou ser uma sádica, sente prazer em me humilhar, me fudendo como se fosse um macho, me xingando, enquanto soca todo o consolo no meu cu, me pedindo para cagar no “seu pau”.
Eu me sinto totalmente submisso e sempre atendo suas determinações, pois só vendo o consolo todo lambuzado, ela tem orgasmos múltiplos ,e confesso que gozo tambémm, sem tocar no meu pau.
Quando tudo estava apenas entre eu e ela, eu aceitava numa boa, mas recentemente, sem me comunicar nada, ela apareceu lá em casa com uma amiga, que já sabia de tudo o que fazíamos.
Ela e a amiga, são de fato amantes. Hoje me submeto aos caprichos das duas sádicas e pervertidas, que me forem com seus consolos enormes e só me fazem gozar pelo cu.
Ambas não me deixam fude-las. No máximo deixam chupar suas bucetas.
Mesmo constrangido, aceito tudo de boa, porque adoro minha esposa e minha submissão. Gosto de tomar no cu, mas tem hora que da vontade de fuder uma buceta.
Ela prefere gozar, roçando com a amiga.
Esse é meu desabafo!.

2 Comentários

  1. Você vive no melhor dos mundo. Relaxa. Ter uma mulher que compreende o que é ser um homem que penetra gera uma cumplicidade. Voce é sexualmente liberto e não sabe.

  2. Muitas vezes as pessoas percebem o que queremos. Quando tinha 20 anos e, depois de um ano, me tornado amigo de colega e somente dele e, ele no final do expediente me tira o cabaço: selou mais a amizade e mais algumas vezes dei a ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar