Problemas no Casamento

Sou casado e estou começando a me apaixonar por outra com quem não tenho chances

Tenho 30 anos. Sou casado há uns 3 anos e tenho uma filha de 1 ano e 6 meses. Minha situação familiar não está nada fácil e nada bem. Logo após o casamento começaram muitos desentendimentos por causa de coisas da minha família que minha esposa não aceitava. Algumas delas eu entendi outras não. Porém sempre tive problemas com os pais delas mas sempre soube relevar por causa dela. E ela foi incapaz de fazer o mesmo por mim. Hoje sou distante da minha família, não tenho amigos para conversar porque até isso me foi tirado aos poucos e ainda tenho que conviver com a família dela. Sofremos várias brigas por conta disto até que se esgotou. Hoje deixo para lá, mas não consigo mais sentir o mesmo carinho que sentia por minha esposa. A relação sexual caiu bastante e sei que ela sente muita falta disso. Sou uma pessoa solitária e não tenho com quem desabafar. De umas semanas para cá tenho andando mais triste ainda porque depois disso tudo estou começando a me apaixonar por outra. Tenho certeza absoluta que não tenho chances nenhuma de qualquer tipo de relacionamento com essa outra pessoa mas não consigo tirar ela da cabeça. Tenho uma vontade enorme de me separar. . Sei que o fato de eu me separar não vai fazer ou me dar chances de eu ter alguma relação com essa outra pessoa, mas ao menos não vou viver angustiado de estar casado com uma pessoa e gostando de outra. Além do mais vou está livre para viver outros amores. Mas fico muito triste porque jamais pensei que um dia iria passar por isso. E sei que no final das contas eu me permiti passar por tudo isso. Foi a vida que eu escolhi infelizmente. Outro fato é que se eu me separar vou ter que ir procurar até outra cidade para morar, trabalho na mesma empresa da minha esposa e temos os mesmos convívios de colegas no trabalho. Não dá para ficar lá sentindo a pena ou o julgamento dos outros, além de ter que vê-la todo dia. E aí o pior de tudo é que vou ficar longe da minha filha que tanto amo e tanto cuido. Estou desesperado de verdade, pois qualquer decisão que eu tome vai ser ruim de alguma forma e vou sair perdendo de alguma forma.

3 Comentários

  1. Já escrevi um comentário aqui e não sei pq não foi.
    Passo pela mesma situação que você e te falar não trago notícias boas pra você não. Primeiro deixa eu te fazer uma pergunta. Por acaso ela te impõe um monte de regras absurdas que elas mesma não segue nenhuma? E pior, pra ela é sempre diferente? Típico papo de pessoa controladora.
    Se você continuar o próximo passo para o que você esta sentindo a uma depressão, já que não tem contato social com outras pessoas e se sente solitário, já passei por isto. A melhor opção é realmente se separar, pq por mais que você consiga melhorar um pouco a sua relação o rancor já esta implantado no seu coração, dificilmente vai conseguir tirar ele daí.
    Agora prepare-se, ela vai te fazer ficar com culpa de tudo e se você for como eu vai ficar adiando pela culpa, mas se corroendo por dentro por não suportar mais ficar com ela.
    Bem é isto, espero ter te ajudado de alguma forma. Te desejo boa sorte e sabedoria.

  2. Casamentos são contratos de risco, sem garantias de que irá funcionar para sempre, portanto, não possuem data de validade. Ao ler o seu relato, percebi, que vcs construíram um relacionamento sufocante, sem espaços para vcs poderem ter alguma autonomia na relação e o que gerou uma enorme dependência um do outro. Vc abriu mão dos seus amigos, da sua família e o pior ainda foi manipulado pela sua esposa, que praticamente te forçou a uma convivência direta com seus pais, mesmo sabendo que vc não tem afinidade com eles. Em outras palavras ela preparou o terreno para que vc não tivesse uma vida, fora dessa relação, fazendo dos desejos dela, uma ordem para manter seu marido bem adestrado ao seu lado e bem protegido sob suas asas e ainda fiscalizado e controlado pelos seus sogros. Se vc quiser se soltar desses grilhões está muito mais fácil do que vc imagina, basta apenas por um fim. Não precisa mudar de Cidade e nem de emprego, pois vc não vive no século dezenove e como pessoas adultas, poderão saber lidar com esse rompimento. Haverá por algum tempo fofocas, com certeza, caso seja uma Cidade pequena, mas após algumas semanas, logo esquecem e a vida continua. Continue nessa empresa e se ela se sentir desconfortável que a opção de sair seja dela, pois de qualquer maneira vc terá que pagar pensão para a sua filha (cerca de 33%) do seu rendimento.

  3. Não troque sua esposa por nada, tente mais uma vez, conversa e pessoa para que Deus Unimed vcs dois cada vez mais , confia em Deus e tudo será um vento .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar