Sinto-me traída, aliás fui mesmo traída

Namorava com um rapaz, ao qual nós nos dávamos muito bem Por vezes umas chatices, mas nada que não se resolve-se Ele e a minha suposta melhor amiga conheciam-se. Aos poucos e poucos eu e ele afastamo-nos muito Até ao dia que me resolvi falar com ele acerca disso, ele apenas disse que era impressão minha, mas eu disse que não era, e que ele sabia bem disso, fui então que lhe perguntei se ainda gostava de mim ao qual ele apenas me respondeu tu sabes que és uma pessoa importante, ora sempre que eu lhe perguntava se ele ainda gostava de mim ele nunca dizia aquilo Achei estranho e perguntei se ele sentia algo por outra pessoa, ele permaneceu em silêncio, daí resolvi perguntar se sentia algo pela minha melhor amiga ele disse que sim e pediu-me desculpa e disse-me que eu era muito importante para ele e pediu-me para não me afastar Ora, fiquei magoada, com ambos, mas ela não gostava dele, segundo me diziam. Passou algum tempo, eu esqueci-o e tudo voltou a ser como dantes, ela a minha melhor amiga e ele apenas um grande amigo! Comecei a gostar de um outro rapaz, ao qual ele também começou a gostar de mim, descobri que esse rapaz que gostava conhecia a minha “melhor amiga” e que até já tinham namorado, ela dizia-me sempre que já não sentia nada por ele e que até gostava de um outro rapaz, ele dizia-me sempre que aquilo já tinha passado que não sentia nada por ela, a não ser amizade e que gostava era de mim, e eu acreditei em ambos Não poderia adivinhar que aquilo não passava de uma pura mentira. Não é verdade?
Passado mais ou menos uma semana ela fui para casa da avó, ao qual a prima dela é prima dele também, e ele nessa semana também por mera causo fui para lá, resultado tiveram juntos, eles disseram-me e eu como confiava em ambos não me importei. Passado mais ou menos duas semanas, eu acabei com ele, para além de gostar mesmo muito dele, mas ele tratava-me de uma maneira fria, e metia sempre as culpas para cima de mim, e eu tentei falar com ele sobre isso e ele não ligava nada, cansei-me e acabei. Nesse dia a minha “melhor amiga” ia dormir em minha casa, quando acabei com ele que fui por MSN com as web’s ligadas ( sei que devia ter sido pessoalmente, mas estava mesmo farta de ser tratada assim ) ele disse-me que queria ver-nos as duas na Web, até aí tudo bem (eu já tinha acabado com ele)ele começou com uma conversa esquisita, a dizer que precisava de me contar algo, que já era para me ter contado mas que não teve coragem com medo de me perder, mas que agora que já me perdeu eu tinha o direito de saber, que estava arrependido mesmo, e perguntou-me:
-Estás pronta?
-Não.
(depois perguntou a ela:
-E tu estás pronta?
-Não.
Eu olhei para ela, vi que algo não estava certo, ela estava chorando muito. Eu perguntei-lhe apenas ( já com medo do que poderia ouvir):
-Porquê que ele te perguntou se estavas pronta? Que me estão vocês a esconder?
(chorou ainda mais, levantou-se fui para a minha cama e não me respondeu).
Levantei-me e perguntei-lhe:
-Prefiro saber por ti, diz-me o que se passou por favor. Tu gostas dele é isso?
-Não.
-Ele gosta de ti é isso?
-Não, ele ama-te mais que tudo.
-Então? O que é?
-Não te consigo dizer, desculpa.
-Vocês curtiram quando estiveram juntos?
Ela não me respondeu e chorou ainda mais.
Fui aí que percebi tudo. Vim ao computador e apenas lhe disse que não acreditava que me tinham feito uma coisa daquelas.
Levantei-me e fui para a varanda chorar como uma criancinha. Ela veio ter comigo e eu pedi-lhe para me deixar sozinha e me deixar pensar. Ela afastou-se. Eu tentei perdoar-lhes, tentei fingir que não se passava nada, mas eu sempre que a via a ela via a cara dele na vez dela e vice versa.
Falei com eles e fi-los prometer que dependentemente do que acontece-se eles seriam sempre amigos eles prometeram. E depois disse que não aguentava mais e disse que me tinha que afastar. Ela é da minha turma na escola. A ele eu agradeço-lhe por me ter dito, porque se não fosse ele nunca saberia, mas não o perdoo pela traição e a mentira de me esconder isto este tempo todo. Quer dizer perdoar já perdoei mas a mágoa estará sempre cá dentro. Desde então já não consigo confiar nas pessoas. Passou-se uma semana apenas desde este acontecimento todo, e ainda me sinto como me senti no momento, finjo a frente de tudo e todos que estou bem, até dou sorrisos falsos porque não quero que se preocupem comigo.

Eu fiz uma promessa. Prometi que se entre mim e ele não desse certo não queria mais ninguém, e ela sabia disso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

3 Comentários
  1. maira Diz

    Suas emoções são perfeitamente compreensíveis e respeitáveis. Mas Emoções sempre se vão (falo de raiva, receio, mágoa e até mesmo da alegria), deixando o lugar que os Sentimentos devem ocupar (falo de amor, respeito, afeto, amizade, gratidão). E é por isso devemos permitir que elas escoem como se na água de um rio, onde podemos amorosamente nos despedir delas e permitir que elas sigam; e então também nós seguimos adiante.
    O Tempo se encarrega, ajudando.
    Quanto ao mais, o seu coração mais serenado será útil no sentido de dirigi-la logo após. Não somente ele, mas igualmente a Razão.
    Pois é pela Razão que identificamos também o Amor completamente e, já pelo seu grau e outros parâmetros pertinentes, até que ponto deve ser o Norte afetivo naquele momento nessa ou naquela direção.
    Tudo vai dar certo! Você é uma jovem centrada e inteligente, querida, portanto muito valorosa.
    Saiba ainda que as coisas que ‘nos’ ocorrem não ‘são’ a nossa pessoa, mas apenas de fato coisas que ‘nós’ ocorrem e nada mais!…

  2. Carolina Diz

    Essa “amiga” é uma vagabunda se afasta dela.

  3. Pedro Diz

    Não se iluda você foi traida, como foi dito pela Carolina afaste-se da sua amiga e dele.

Usamos cookies para dar uma experiência melhor aos utilizadores que visitam o nosso site. AceitarPolitica de Privacidade