Separação ou continuo

Namorei a um ano com meu atual marido, e logo depois se casamos, completarmos dois meses de casamento. Os motivos que me cansam e penso em separar, cuido da avó dele que mora com a gente ela é obesa não anda e tem Alzheimer cuido dela o dia inteiro, e ele trabalha. Ela tem uma irmã que só aparece aqui para almoça e reclamar de alguma coisa da casa já que era ela cozinhava antes de me mudar para cá. Me sinto confusa e com muita responsabilidade, eu e meu marido só ficamos juntos em paz no domingo no qual ele passa o dia dormindo ou no celular. Acho que não aguento por muito tempo, e tenho pena de deixar ele por conta da avó dele debilitada

4 comentários em “Separação ou continuo

  • Anônima 14 de maio de 2019

    Olá, boa tarde. Cuidar da avó dele pode ser uma gentileza que você faz durante a semana caso você veja assim, mas não acho aconselhável seguir com essa rotina caso você se incomode com isso; faça para agradá-lo.
    É complicado casar antes do casal ter uma casa própria, acho que por isso ainda não casei, mas, como aconteceu com você, o ideal é que seja o mais confortável possível tanto para você quanto para ele. A respeito da irmã dela, acho que o mais recomendado é ignorar, principalmente quando é notável que os comentários são para te afetar, e não aconselhar.
    Se você só tem tempo com o seu marido no domingo e, por mais que ele esteja cansado por causa da rotina, ele não te da atenção e, quando tem a oportunidade, fica no celular… Bom, eu acho que o casamento é muito recente para esfriar desse jeito, e mesmo que não fosse recente. Nenhuma ótima relação tem uma vida amorosa que seja assim como base.
    Lembre-se: casamento nenhum pode te segurar, avalie a situação e pense em como você merece uma vida boa e com relação saudável. Você não tem que servir de cuidadora, não foi para isso que você se casou; ela tem irmã e família que pode ajudá-la; aceite apenas o amor e a vida que você acha que mereça.

    Resposta
  • Ogaiht 14 de maio de 2019

    Vc está casada a muito pouco tempo para esse tipo de problema. Sente e dialogue com ele. Fale q vc está no seu limite. Se ele quiser investir em vcs vai tentar achar uma solução.

    Resposta
  • Mirta 14 de maio de 2019

    Percebi que vc é uma pessoa que tem um bom coração, mas não deve permitir que as pessoas da sua convivência deleguem a vc responsabilidades abusivas. A minha mãe teve Alzheimer e pode acreditar é uma doença terrível de se acompanhar nos seus processos evolutivos, pois poderá chegar o momento, que terá que cuidar da paciente como um bebê recém nascido, dando banho, trocando fraldas, alimentando pela boca, poderá ainda haver uns lances de agressividade, delírios e não é nada fácil. O seu marido e irmã já deveriam estar procurando um lugar para interná-la ou no mínimo pensar em contratar cuidadoras para atender a idosa em escalas de horários, pois todos os filhos tem por lei a obrigação de oferecer o suporte e não preciso dizer que essa NÃO é sua responsabilidade. Entendo perfeitamente o que vc está passando, pois esse seu casamento está muito longe de ser uma relação saudável, pois se em 2 meses já está se sentindo carregando um calvários nas costas, daqui alguns anos estará destruída. Com essa estrutura pesadíssima de cargas nas suas costas, é impensável até ter filhos, pois é humanamente impossível administrar essa situação. Converse com o marido, corte esse lance da irmã ir almoçar, peça para ele colocar uma ajudante e se vc for esperta, irá pensar em arrumar um emprego, para sair fora desse peso que colocaram no seu ombro.

    Resposta
  • Ronaldo 15 de maio de 2019

    Bom,acredito que esta responsabilidade não é sua e sim da família dele,você até pode ajudar como um ato de bondade e caridade,mas só,deixe isto bem claro para ele,outra coisa,arrume um emprego urgente para não continuar vivendo nesta situação e dependendo dele,caso contrário,tenha certeza,seu casamento não irá longe.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *