Anúncios

Quero abandonar a carreira como advogado e ser médico

50

Sempre tive dúvida entre medicina e direito. Finalmente, ganhei uma bolsa no final do terceiro ano do médio, e a única faculdade que ainda estava com inscrições abertas era a de direito.
Seis anos depois, cá estou eu, formado, advogado há um ano, estudando para o concurso de Juiz no TJSP, e completamente desiludido com a profissão.
Sabe? A advocacia não é uma profissão séria! Muito menos a magistratura. Fazer parte desse sistema ridículo me enoja. Não é possível fazer diferença no mundo estando em uma profissão destas. Quando você se torna juiz, você mal tem tempo de ler seus processos. É um ritmo tão alucinante de sete, dez audiências no mesmo dia, que você não despacha os processos, e quase nem sentencia. Tudo é feito por estagiários, assistentes, escreventes e etc…
É uma profissão de fachada! Advogar é simplesmente correr atrás de dinheiro. Não existe nada além disso nessa profissão. É um mais arrogante que o outro dentro da carreira, e não existe nada, absolutamente nada de bonito na profissão.
Tentei abordar o assunto com minha namorada, sobre abandonar a carreira e prestar vestibular para uma pública em medicina, e ela disse que “não pode esperar 10 anos para ter uma vida…”. Ou seja, “ou eu ou med”…
Não sei o que fazer…

Anúncios

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

50 Comentários

  1. Baianoamico Diz

    Meu caro, dúvidas vocacionais são possíveis e naturais, até porque o mundo do trabalho está constantemente nos exigindo adaptabilidade. Seguir uma profissão, apenas por receio de perder uma estabilidade em vista é realmente uma motivação insuficiente, ainda mais com você dizendo que não gosta da carreira. Há muitos concursos que requerem nível superior sem serem específicos quanto ao curso. De repente você se encontra num órgão público, fazendo outra coisa. Cursar outra faculdade é algo positivo, mesmo se você optar por advogar. Então, não perca tempo. Invista no que você acredita que fará com prazer, mas antes se acerque da maior quantidade possível de informação sobre esta nova profissão, posto que todas elas têm vantagens e desvantagens, sob certos pontos de vista. Na verdade, parece-me que sua namorada condiciona o seu casamento à sua estabilidade e não exatamente à sua profissão. Então, batalhe pelo equilíbrio econômico de uma forma ou de outra e estude o que você quiser. Existem graduações semi-presenciais de qualidade que você pode fazer sem demandar uma rotina que atrapalhe outras ocupações. Pense nisso. Agora se sente um chamado mesmo para a Medicina, considere. Boa sorte!

    0

    1. Anonimo Diz

      Sente chamado???
      Há haja
      Só penSam em status e dinheiro.

      80% dos meus colegas nãp tem vocação

      0

  2. Iara Diz

    Sei bem o que sentes e alerto: mude enquanto é tempo. Também fiz Direito, não advogo pois tive a mesma desilusão com a carreira, entendo o que falas da profissão. Continuei por longos 25 anos em um outro trabalho que detesto e que já tinha antes de me formar. Fazer o que não gosta é quase morte em vida. Faz mal pra você e para os outros. Te deixa doente. Sobre sua namorada, vou dar minha opinião como mulher: se ela te amasse MESMO, aceitaria sua decisão pois sua felicidade deveria ser mais importante que “começar uma vida”. Como “começar uma vida” infeliz? Concordo com o colega acima: “parece-me que sua namorada condiciona o seu casamento à sua estabilidade “. Questione-se se isso é bacana pra relação.

    0

  3. Anônimo Diz

    Sou médico e estou fazendo Direito, porque fiquei desiludido com a Medicina. Leia sobre temas correlatos no “Academia Médica”. A profissão médica está precarizada, médicos explorando os outros, não há mais condições de ser médico no Brasil.

    1+

  4. Anônimo Diz

    O curso de Medicina são 6 anos de humilhação por parte dos professores, principalmente quando chega ao internato (os 2 últimos anos do curso). Depois tem que fazer um concurso muito mais difícil do que concurso jurídico: a residência médica. Quando entra aumenta as humilhações e escravidão. Carga horária de 60 a 120 horas para ganhar uma bolsa, é considerado relação de ensino, não relação de trabalho, o que afasta a competência da JT. Os preceptores da residência destroem a vida do residente. São até 6 anos de residência, sem vida. Depois que você inicia trabalhar. Tem que aderir a uma cooperativa de saúde, que faz prova pra entrar e te cobra um alto valor, para você ganhar pouco por consultas. Diversos médicos estão trocando de especialidade, para que se afastam do paciente, como Anestesio, Radio, Perícias Médicas; outros estão mudando de profissão. A realidade é dura, não se iluda. São xingamentos diários de pacientes, depressão e Burnout. Ser médico não vale a pena!

    1+

  5. Anônimo Diz

    Entre em blogs médicos como Diário de um plantonista e Academia Médica, procure os posts no face deles sobre desilusão profissional com a Medicina. São mais de 200 comentários de médicos arrependidos de escolher a profissão. Nos plantões já fui xingado, humilhado por pacientes e colegas, ameaçado de morte pela família se o paciente não sobrevivesse, somos intimidados por policiais e advogados diariamente. Ser médico se tornou burocracia, procure sobre Medicina Defensiva. Não recomendo ninguém fazer Medicina, são 10 anos para se formar com residência para sentir a desilusão na pele. Você falou da vida de juiz e de advogado, a de médico é muito mais fraudulenta, tem que ser um ator diante do paciente e dos familiares, tudo é na base do dinheiro enquanto a pessoa precisa para viver daquele atendimento. O médico é controlado, os Conselhos nada fazem, pois quem tá lá é tubarão dono de hospital que explora os outros médicos.

    1+

  6. Anônimo Diz

    Os plantões destroem a gente. Volto acabado, quase batendo o carro de sono e nenhum reconhecimento da população. Passam na cara da gente que pagam impostos e não é de graça. Já ouvi durante a consulta que médico não deveria ganhar dinheiro, salário. Espera companheirismo? Os outros médicos querem lhe ferrar, na hora que alguma coisa dá errado. No próprio curso, os últimos 2 anos, só puxando tapete dos colegas o pessoal. NUNCA MELHORA, ATÉ UM DIA QUE VOCÊ CAI EM SI. Diversos colegas estão fazendo Direito para passar em concurso público de agente político e viraram empresários, donos de franquia. Medicina é uma profissão pra juntar um dinheiro e cair fora rápido, ela mata você.

    1+

  7. DEBORAH CRISTHINE Diz

    Estou no mesmo dilema que o seu, sou advogada e sou infeliz, se o teu sonho é a medicina se dedique e faça valer apena, invista nos teus sonhos, não se importe com o que os outros vão pensar e se tua namorada não te apoia, está na hora de avaliar se vale apena um amor que não está presente para o que der e vier, todas as carreiras tem suas dificuldades, mas quando atuamos com amor tudo flui e não será apenas mais um médico e sim o médico.
    Pensa nisso, eu já me matriculei no cursinho e vou começar tudo do zero, por que Deus capacita é dele que provém a vitória, não escute os outros escute você e a sua vontade e entrega nas mãos de Deus!
    Espero ter ajudado.

    0

    1. Anonimo Diz

      Pois digo que sou médico e não está bom. Só eu? No meu hospital na sala de repouso todos estão assim, pegando a grana e abrindo empresa pra largar a medicina.
      Medicina te mata. Saiam da ilusão.

      1+

  8. Bárbara Diz

    A profissão de advogado está totalmente desvalorizada. Todos os anos se formam milhares de bacharéis em Direito. O país está abarrotado de faculdades! Quem pensa em fazer Direito, fuja enquanto é tempo.

    0

    1. Anonimo Diz

      E Medicina? Tá acabada, tem colega aceitando receber 3k para 40 horas . Acabou.

      1+

  9. João Diz

    Compartilho desse sentimento, ao final desse ano, mudarei radicalmente, ingressarei em uma faculdade de medicina e após 10 anos de formado em Direito, concluindo um mestrado ainda assim, optei por realizar um sonho antigo, de fato o direito é mentiroso. Com muito sacrifício juntei o possível para não passar dificuldades e nem impor sacrifícios a minha família.

    0

    1. Anonimo Diz

      Mais um iludido . Acha que medicina é seriado de TV. Vai pra um hospital ver a realidade.
      É xingamento todo dia, briga entre médicos. Muita vaidade. Você só vale a residência que tem.

      1+

  10. Anonimo Diz

    Entre no site PCI Concursos e Mega e compare os salários para o médico e para os profissionais de Direito. O tempo de 6 anos para se formar já iria passar no melhor concurso de Direito.

    1+

  11. Marcela Diz

    Oie
    Sei o que esta passando, eu passei por isso e decidi por largar tudo. Estou indo para a Argentina fazer medicina. Pedi exoneracao do cargo de assessora e estou preparada para voltar a ser academica novamente e mais, no curso dos meus sonhos. Corra atras de seus sonhos, o tempo passa muito rapido. Boa sorte!!!

    Obs – Desculpe a falta de acentuacao, rs.

    0

    1. Anonimo Diz

      Chegar aqui iludida vai se ferrar com a realidade cruel da medicina. Nem por dinheiro tá dando mais.

      1+

  12. Ana Diz

    Sou formada em farmácia ha 10 anos e em medicina há 2. Hj mesmo estou chorando de arrependimento de ter feito medicina. E pior. Recebi o conselho de me dedicar aos concursos públicos. Passei em varios de salario 6mil mas tb passei para medicina. Larguei todos e fui cursar, federal. Me formei já concursada como médica no municipio. Atendo 60 até 100 pacientes em 12h. Se eu vou à sala de emergência atender algum paciente grave, quando volto tem 12 pacientes na tela…. me xingando, desaforando, ameaçando. Essa semana eu estava palestrando sobre aleitamento materno e uma idosa levantou a mão. Pensei que iria perguntar. Ao contrário. Gritou cmg querendo saber que horas o neto dela seria atendido… desrespeito total. Antes eu tivesse usado esses 6 + 2 anos para me dedicar aos concursos públicos… que arrependimento. Não aconselho niguém a fazer medicina. Nem por amor. Muito menos por dinheiro (pq já não se ganha bem).

    1+

    1. Anonimo Diz

      É isso mesmo. Passei pelo mesmo. É inútil perder nossa vida para atender essa sociedade ingrata.
      Perdemos nossa vida com eles e nunca nos valorizam.

      1+

  13. Dr faca na bota Diz

    Sou médico lhe digo, é uma profissão muito compensadora se você sair do Brasil e revalidar seu diploma aqui nos EUA, por exemplo. No processo de revalidação americano eu demorei 3 anos (tem gente que demora menos; outros mais). O processo é chamado USMLE. Se passar nas provas do USMLE você poderá trabalhar livremente em mais de 8 países dentre eles (Canadá, Autrália, Nova Zelância). Claro que até lá você ainda terá que percorrer os 6 anos de medicina e o cursinho pré-vestibular. Entretanto, te digo com toda a convicção que VALE MUITO A PENA NOS EUA. Se você tiver energia para revalidar seu diploma, INVISTA NESTE SONHO!!!! Digo isso porque hoje sou residente de anestesiologia nos EUA e as condições de trabalho são muito melhores aqui, sem falar que com o salário padrão de residente (que é 56 mil DOLARES anuais), já consigo pagar todas as minhas contas, comprar um carro, financiar um imóvel e mandar mensalmente mil dolares para meus pais no Brasil (quase tudo é mais barato aqui, principalmente financiamentos, já comida é um pouco mais caro e serviços é bem mais caro – diarista 200 dolares por turno e ela não lava a roupa). No Brasil a residência médica paga só 24mil REAIS anuais. Depois de formado um anestesista americano ganha EM MÉDIA 360 mil dolares anuais. Tenho vários benefícios adicionais ao salário: plano de saúde, dentário, invalidez, férias, etc, e até seguro contra erro médico (no Brasil se você errar acabou com a tua estabilidade financeira para sempre).

    1+

  14. Jairo Diz

    Minha filha, invista esses 6 anos em um concurso público. Sou formado em medicina na USP no ano de 1985. Conclui minha residência em cardiologista em 1993. Eu fiz vários trabalhos publicados internacionalmente, vários cursos de extensão e estou desempregado há 3 meses, sendo que levei um calote de 6 meses de salário do Hospital que eu trabalhei por mais de 10 anos e meu FGTS não é depositado há anos. Penso em largar a medicina e me tornar advogado ou então fazer um concurso público para o Tribunal de Contas, quero qualquer cargo que me pague uns 8mil por mês 40h sem me estressar demais. Esqueça a medicina. O PT destruiu com o exercício pleno da medicina e eliminou vários locais de trabalho. Médico atualmente leva a culpa pela incomPTência e roubalheira de políticos malandros. A mídia petista diz que gasta mais em saúde, mas quase todo esse dinheiro vai para Cuba. FATO: Nunca na História Brasileira Hospitais do SUS receberam tão pouco investimento. Caso não haja recurso no Hospital a família processará você ou baterá em você. Dependendo do Juíz que julgar o processo você poderá ser condenado injustamente e mesmo se for inocentado perderá muito tempo e dinheiro. E a situação vai piorar: já temos muitos médicos desempregados ou aceitando trabalhar por salário base R$2 mil reais / mês 40h e ainda sim o plano é aumentar o número de médicos com a mentira midiática de que falta médicos e engenheiros sendo que muitos não acham emprego. Comentei do engenheiro porque andei de Uber e o motorista era formado em engenharia e falou que tinha mestrado.

    1+

    1. Anonimo Diz

      Esse sabe da verdade. Esse nao é iludido. Parabéns.

      1+

    2. joao Diz

      Médico desempregado, e ainda cardiologista e formado na usp? Difícil crer nessa historia.

      0

  15. Renata Diz

    Estou na mesma situação sua. Sou formada em direito há 10 anos e detesto a profissão. Já fui servidora do TRT, Oficiala de Registro Civil e agora estou como advogada de uma empresa pública do município. Odiei tudo. Odeio o sistema de justiça, odeio o ver o direito como instrumento de poder. Odeio o meu trabalho, que não passa de uma burocracia ridícula e sem fundamento. Me sinto uma inútil. Acordo todos os dias completamente desmotivada e venho trabalhar me arrastando. Este ano resolvi mudar. Estou estudando pedagogia e quero ser educadora infantil. Trabalhar com alfabetização de crianças de escola pública. As pessoas dizem que sou louca. Vou sair daqui dois anos de um emprego estável para ganhar menos. Mas vou feliz, meu amigo. Não a dinheiro no mundo que compre a sua satisfação pessoal. Conselho? Mude enquanto é tempo! Mas antes certifique-se de que é mesmo Medicina aquilo que você quer. O passo mais difícil nesta jornada e entender aquilo que realmente nos fará felizes.

    0

    1. Anonimo Diz

      Va para um psiquiatra.

      0

  16. Anonimo Diz

    Por que quem comenta não aprende com os comentários dos outros em? Percebo que não tem conexão.

    0

  17. Senhora lopes Diz

    Anônimo eu vou começar a fazer um cursinho para tentar uma vaga no curso de medicina ,mas olhando esses relatos realmente me desanimou é muito é pior tem muito jovem iludida como eu . Conversei com uma amiga que se formou em medicina ela falou que vale apena embora os salários são baixos .
    Agora Anônimo médico queria que vc entrasse no grupo do ” projeto medicina ” do Facebook por que lá está muito estudantes sonhando em ficar fazer medicina .
    Vc poderia dar mais detalhes de como é essa área da medicina pois vejo muito médico rico …aliás não conheço médico pobre .

    0

  18. Debora Diz

    A 15 anos para trás, a advocacia era linda, ganhava-se dinheiro e ainda dava para juntar o útil ao agradável, amar a profissão, amar trabalhar nela, e com tudo isto ainda ganhar dinheiro com ela, os advogados conseguiam ter uma vida bacana. Hoje?…. quem quiser fazer dinheiro com advocacia – DESISTA – mas se você ama o Direito – PERSISTA – e se conforme com uma vida simples, trabalhos esporádicos, clientes no teu pé como se pudesse adentrar ao Fórum e botar o juiz para acelerar o processo, clientes te dando calote, enfim, desanimada eu ???…..NÃO- estou feliz pois estou fazendo outro curso na faculdade, na área da saúde, ENFERMAGEM, tudo a ver né??? …rs….. mas feliz da vida pq tomei esta decisão, com expectativa de tudo melhor, de um futuro melhor, e que nunca é tarde para reverter a situação, a vida, mesmo com $$ curto, afinal fazer faculdade, voltar a ser aluno é encurtar o bolso. Estou advogando ainda, preciso me manter até terminar a faculdade, olho para trás e claro que fico triste, afinal 5 anos de Direito e mais passar na Ordem, não é para qualquer um. Mas, não quero ficar contando migalhas no final do mês, estar instável financeiramente sempre, saber se estarei empregada no mês seguinte ou se novos processos entrarão, nem ter que cobrar honorários ridículos para entrar um dinheirinho ou passar a perna em meu colega que também fará isto comigo, e nem ficar com cheques de clientes empatados em minha conta bancária por falta de saldo.

    0

  19. Debora Diz

    Bem, não quero desanimar ninguém, mas fiz várias pesquisas antes de mudar de curso, de profissão, vi uma que conseguiria me encaixar, que tivesse emprego, estabilidade e que conseguisse ganhar um pró labora legal. Quem diria, se for colocar na balança, não desmerecendo outras profissões, a pessoa que trabalha na casa de minha irmã, doméstica, tem o mesmo salário de um advogado associado – só que não – esta doméstica é registrada, tem todos os benefícios ( salário 2.000,00, Vale Transporte, alimentação gratuita, cesta básica, FGTS, registro na CTPS ).
    E me pergunto sempre : aonde vamos parar ou chegar ???….só sei que, quero ficar bem, com dinheiro, estabilidade e profissionalmente feliz, isto é que conta hoje. Mesmo não estando na profissão da minha vida.

    0

  20. Anônimo Diz

    Rapaz, eu acho q tem muita gente aqui falando mal da medicina visando afastar pessoas do interesse nela e assim fazer uma espécie de reserva de mercado. Conheço uma pessoa q se formou em medicina e no mês seguinte já tava ganhando 9.000 por mês.

    0

  21. Anônimo21 Diz

    Rapaz, eu acho q tem muita gente aqui falando mal da medicina visando afastar pessoas do interesse nela e assim fazer uma espécie de reserva de mercado. Conheço uma pessoa q se formou em medicina e no mês seguinte já tava ganhando 9.000 por mês.

    0

  22. Anônimo Autêntico Diz

    Olá.
    Voltei. Sou o verdadeiro “anônimo”.
    Agora Médico e Advogado.
    Débora, não compensa fazer Medicina. Fiz o movimento contrário ao seu.
    Médico generalista não tem emprego. E para conseguir passar na residência é mais difícil que um concurso público para um cargo público com salário, sendo que a residência é só o começo.
    E, detalhe, eu tenho Residência, mesmo assim a concorrência é ampla e não entra $$.
    O curso de Medicina dura 6 anos mais no mínimo 3 de residência, são 9 anos só pra começar.

    Anônimo aí de cima. Realmente recém-formado pode conseguir emprego em Prefeitura de interior ganhando 9 mil, mas é muito difícil, tudo sem CLT. Não dá pra levar uma vida assim. E logo te trocam, é pedreira todo dia, tendo que atender tudo sabendo que não sabe, prejudicando muita gente com consulta fraca que precisaria de um especialista.

    Como eu vejo no LinkedIn vários amigos médicos “em busca de recolocação”.

    0

  23. Jessica Diz

    Sou advogada e não trocaria de profissão. No começo, pensei em trocar pra medicina, mas como já trabalhei em hospital, conheci a medicina de perto e vi o quão triste é. Carga de trabalho imensa, pacientes inquietos, família desaforada. Eu acho que o seu caso é que você não se apaixonou pela profissão, não encontrou sua vocação.
    Ademais, você fala que a magistratura é profissão de fachada, mas mesmo assim ainda tá estudando pra ser juiz? Para tudo! Sua vida está muito contraditória, repense sobre tudo e sempre lembre de que quem faz o que gosta, não precisa trabalhar nem um dia se quer.

    0

  24. anonino Diz

    A questao é:todas as profissões no Brasil são difíceis,no Direito e na Medicina não seriam diferentes,foque no que você gosta e se imagina fazendo até o final de sua vida,pois o tempo vai passar igual,e passará muito rápido,dane-se se o mercado está saturado ou se paga mal,faça o que gosta e pronto!!

    0

  25. Sabe de nada inocente Diz

    NÃO FAÇA ISSO COM A SUA VIDA. A formação médica é muito longa e cara, você terá que passar no vestibular (2-3 anos), graduar-se (6 anos se não rodar), depois passar em uma residência médica (1-2 anos), depois fazer clínica médica ou cirurgia geral (2 anos), para só aí fazer a especialidade desejada (cardiologia + 3 anos, cirurgia plástica + 3 anos, pneumologia + 3 anos, etc) e possivelmente ainda irá fazer um fellow de 1 a 2 anos para ganhar uma posição no mercado. Resumindo, terá que investir provavelmente uns 15 anos de sua vida (2+6+1+2+3+1) sem ter qualquer retorno, só gastos bem elevados. Só depois disso tudo você vai entrar no mercado de trabalho, o qual é muito cruel também (convênios pagam menos que um corte de cabelo por uma consulta médica). Não se iluda, medicina não é o que era antes, hoje médico é sempre o culpado pelo subfinanciamento do SUS, é agredido, é processado, é condenado até quando não errou, ganha muito mal pela responsabilidade que possui, é perseguido, é atacado injustamente pela mídia, é humilhado, vive sobre pressão, sofre várias injusticas todos os dias. Como você já é advogada invista uns 3-10 anos para ser aprovada em um bom concurso publico. Alguns burocratas ganham muito bem e trabalham bem pouco. Sou médico e algumas pessoas invejam a minha situação financeira, de fato ela é razoavel, porem elas não sabem que eu faço 4 plantoes de 24h semanalmente, a maioria dos médicos trabalha mais de 60h semanais. Eu trabalho 96h semanais para ganhar menos do que a metade do que um Juiz ganha. Vivo sobre pressão e dificilmente tenho pausas no trabalho. Apesar disso tudo sou muito otimista com a minha carreira, pois todos os dias vejo meus amigos médicos conseguindo revalidar o diploma pelos 7 cantos do mundo e tenho muita fé de que um dia certamente será a minha vez. Lembre que a dor é inevitavel em qualquer profissao, porem o sofrimento é sempre opcional.

    1+

  26. Guttemberg Diz

    Mimimi de quem não tem vocação, escolheu a profissão errada e agora culpa ela por sua incapacidade, não existe profissão ruim, existe mal profissional. Espero ter ajudado.

    0

  27. Alguém Diz

    O direito é belo e vasto, isso é indiscutível! Porém, na teoria o amparo da lei é mágico, mas na prática e na aplicação podemos ver o quanto o sistema é deficitário, diria até vergonhoso. O direito, assim como na medicina, te dá um leque de especialidades muito grande. Sou advogado ha pouco menos de dois anos. No meu caso, comecei a cursar direito por influência, meu pai também é advogado e milita a mais de 30 anos, ou seja, legítimo apaixonado pelo direito e suas variáveis (levado literalmente ao pé da letra). Por mais que ele tenha nome fidelizado na comarca e um bom posicionamento no mercado, sempre foi horrível presenciar a incerteza de que, no fim do mês, teria as despesas do escritório pagas, as contas de casa, etc. As grandes dúvidas que vem me perseguindo são: continuar correndo atrás do dinheiro sabendo do rombo funcional que persegue a prática do direito? Miro em um concurso público? Ou migro para área da saúde – Medicina? Ando meio desacreditado e decepcionado no direito curvado para a iniciativa privada – lê-se advogar na prática processual. Ingressei agora na esfera pública, a convite de um colega, e assumi o jurídico de uma determinada área de um órgão municipal. Tudo que extrair dessa experiência, em algum momento poderei aproveitar na minha carreira profissional e pessoal. Abracei a causa pra ter uma noção geral da gestão pública, caso opte por um concurso público. Sempre vi com bons olhos a medicina, a rotina da profissão, o conforto que o mercado oferece ao recém-formado e tudo enfim. Talvez não tenhamos acesso ao lado “negro” da medicina, pois só atentamos para o que está notório. Enfim, de modo geral sempre vi a Medicina com bons olhos. Por outro lado, existem inúmeros concursos a serem alcançados com árdua dedicação e estudo metódico/organizado, o que levaria também um tempo de preparação necessária. Complicado…

    0

  28. Alguém Diz

    Ah, e diga-se passagem que tenho de produzir para me manter. Não tenho a estrutura necessária para focar e viver apenas de estudo objetivado para um vestibular ou estudo voltado para concurso público e continuar na mesma área. Mais complicado ainda…

    0

  29. Joel sem nome Diz

    Os médicos são os que mais ganham, e os que mais reclamam da remuneração. Duvido que um recém formado ganhe menos que 10 mil. Em cidades grandes plantões de 12 horas não sai por menos de 800 reais ( não tributáveis). Multiplique por 5 e por 4. Dá 16 mil por mês. Isso de um profissional básico.
    Em cidades de interior é 12 mil por 20 – 30 horas semanal. Reclamam de remuneração a toa, pois ganham mais que todos dentro da sociedade. Lógico que Medicina mesmo em faculdade privada vale a pena. Em 2 anos você paga o investimento.
    Qualquer vestibular de medicina é muito mais fácil do que qualquer concurso da área jurídica.
    Não conheço médico pobre ou desempregado.

    0

  30. Opte por concurso publico Diz

    Passei em uma costureira para fazer a barra de duas calças, ela cobrou 25 reais de cada (50 total). Convenios médicos pagam LIMPO entre 20 a 30 reais por consulta (o resto é descontado em folha como impostos e taxa de associacao do convenio – apelidada de “joinha”). Esse dinheiro o médico só receberá entre 3 a 4 meses e corre o risco de “glosar” (não receber). Resumindo, médico ganha menos que uma costureira por “procedimento”, tem mais custos e se estressa muito mais. Um flanelinha cobra até 30 reais para “limpar + cuidar” um carro na rua, esse é o valor que um médico ganha pelo convenio para cuidar de um paciente internado. O maior erro dos leigos é olhar o contra-cheque final do médico sem olhar a que custo ele conseguiu isso, porque se olhassem veriam que são os profissionais mais desvalorizados e acabados no Brasil. Carreira médica é quase sinonimo de uma vida de privacao, penuria, dividas e total esgotamento. Se um dos meus filhos fosse aprovado em dois vestibulares, sendo um para o curso de medicina e outro para o curso de corte e costura, por amá-los eu jamais os deixaria jogar a vida fora cursando medicina.

    1+

  31. Anônimo Diz

    Acredito que nenhuma profissão hoje no Brasil está bem! Excetuando-se alguns cargos públicos na área do direito, ou cargos políticos, a vida dos outros profissionais assalariados é muito ralada. Na medicina não é diferente! Ser generalista é extremamente dificil no Brasil : muita responsabilidade, muitas horas de trabalho, muito estudo, pouco reconhecimento e poucas condições de trabalho. Existem doenças, que apesar de você saber diagnosticar, necessitam de exames complexos, especialistas para tratar, o que é dificultado pelo baixo investimento no SUS. O que acontece nos hospitais públicos é que raramente é feito o melhor pra o paciente, eles são internados precisando fazer cateterismo, diálise, colocação de endoproteses, cirurgias de emergência , mas infelizmente não há hospitais de que consigam comportar a demanda, nem muito menos insumos necessários, é uma lastima. No final das contas, como é o médico o elo mais fraco, sempre leva a culpa, sempre é taxado de incompetente ou negligente!. Para o sucesso na medicina, acredito que o medico deve sentir que fez o melhor para o paciente, caso contrário, é muito provável que se sinta frustrado e descontente. É aí que vem onde eu quero chegar: se você quer seguir a profissão médica, foque em tornar-se muito bom, especialista e subespecialista na sua área, para que possa sentir a realização em ajudar seus pacientes, vê-los melhorando, e você conseguir lograr sucesso financeiro e profissional.Fuja dos postos de saúde ou das UPA’s como medico generalista. coloque no seu planejamento ao menos 09 anos para uma formação completa e de dedicação exclusiva, já que em período de formação, não se dá para estudar/trabalhar ao mesmo tempo. Se isso for demais, sugiro que se dedique a um concurso público, ou outro cargo que lhe ofereça maior estabilidade. Busque conhecer a Medicina como ela realmente é.

    0

  32. André Diz

    Eu te dou maior apoio, estou na mesma situação, sou Advogado a 15 anos, e estou enojado já, chutei o balde inclusive com incentivo de meus pais, Advocacia está prostituída no Brasil, grandes bancas pagam 50 reais para você fazer uma audiência, tabela de honorários da OAB virou piada, se você ameaçar cobrar 50% do que está na tabela seus clientes vão embora, quem está criticando a medicina aí é porque está afastando concorrência. Faculdade de Direito virou boteco, em toda esquina tem uma. Na minha época era uma prova da OAB por ano, agora são 3. Parentes de doentes são muito mais tranquilos do que parentes de presos, vai ver o que é cliente te perturbando 24 horas/dia, a Justiça é morosa e o Brasil tem mais Advogados que a Europa inteira. foi feito um estudo que comprova que um Advogado em exercício tem um volume de estudo em média 780 vezes maior que um médico. O corpo humano não muda, mas a legislação brasileira muda todo minuto. Para estudar para concurso você tem que ser milionário, pois não terá tempo de trabalhar e estudar para concurso. Estou enojado de Advocacia, minha sorte que tenho uma imobiliária pois sou corretor e as vezes consigo uma comissão. Mas em 5 anos serei médico. Sai fora do Direito enquanto é tempo.

    0

  33. Dr Diz

    Não vale a pena cursar Medicina nem de graça em uma Federal – a menos, é claro, que você já esteja preparada financeiramente e emocionalmente para revalidar o diploma em algum país de primeiro mundo e vazar. Por quê? Assédio moral, honorários aviltantes, atraso no salário, calotes, risco biológico ferrenho, agressão física, longo período de formação, preços exorbitantes para formação/atualização, ligações 24h/dia, grande responsabilidade para pouco reconhecimento, carga horária desumana, processo contra médicos, mídia sensacionalista, terceirização, dívidas altíssimas de faculdade e sem mencionar o desemprego médico a níveis alarmantes (aquisição e inauguração do Governo PT). Esqueça tudo que você escuta na mídia de que sobram vagas para médicos com salários de 10mil – é tudo mentira para lhe fazer ser trouxa de investir uma fortuna numa profissão tão precarizada. Os médicos brasileiros se escrevem no Mais Médicos e não são chamados.

    1+

  34. Orlando Diz

    Só pensa que vale a pena fazer medicina quem trabalha em uma área totalmente diferente dela. É ilusão. Se os médicos pudessem voltar no tempo, dúvido que algum deles se sujeitaria a repetir esse mesmo erro. Já foi bom ser médico no Brasil, hoje não é mais. A promessa do PT era destruir a profissão médica, conseguiram. Hoje ser médico significa ser humilhado, explorado, assediado e obrigado a fazer o teatrinho petista do “não é nada mãe” do “finge que trata” sob pena do médico “rebelde” ficar desempregado e passar fome.

    1+

  35. Nara Diz

    O que acabou nao foi a medicina e nem o Direito! O que acabou foi o Brasil! Saiam dessa m, se puderem!

    1+

  36. ET Diz

    Cara! Esses médicos q estão aq podem falar oq quiserem, mas n mudam a minha opinião. Qualquer pessoa q termine o curso de medicina automaticamente já se torna médico, n precisa provar nd a ninguém p exercer a profissão, e na outra semana de formado já tá trabalhando, se quiser, e colocando no bolso, fácil, seus 10k líquidos por mês. Basta atuar num PSF e pegar plantão, coisa p iniciante msm. Agr vai tentar colocar no bolso seus 10k por mês sendo formado em outra profissão, é uma novela. A única coisa boa no direito é q depois de muita, muita perseverança a pessoa pode passar num bom concurso e ficar seguro pelo resto da vida, ganhando até mais do que bons médicos, mas o caminho é árduo, demorado e para poucos.

    0

  37. Ricardo Winters Diz

    A vida é uma só, amigo. Sou formado há 25 anos em Direito, advoguei por 15 anos, já fui procurador de estado e oficial de justiça. A vida toda me vi como médico até tomar a decisão, já no terceiro ano, em fazer Direito. Durante o curso e após formado, perdi as contas em que me disse “agora vou parar tudo e estudar para o vestibular de medicina”. Bem, esse momento chegou e estou a mil nos estudos, pois larguei o curso preparatório para juiz federal por razões e conclusões semelhantes à sua. E olha que tenho 25 anos de formado e atuação nas carreiras jurídicas, além de ser professor universitário e de cursinhos preparatórios para concurso. Pra mim deu. A cada dia me desnudo do direito e visto um pouco do jaleco. Quanto à sua namorada, reflita profundamente. A base das relações é o amor e as trocas e renúncias que ele motiva. “Ter uma vida” é o aqui, o já, mas também o futuro. O que passa não é mais vida, somente boas lembranças de realizações ou de tentativas, ou frustrações pelo que não se tentou fazer. Sorte!

    0

  38. A Diz

    Eu entendo de verdade o que você fala….Eu sou advogada há 12 anos, sempre foi meu sonho fazer direito.E foram muitas as vezes que me senti decepcionada, mas como sempre foi o que eu quis fazer, segui em frente…Mas de repente, minha mãe adquire um câncer, eu em um ritmo louco de trabalho e projetos, tive junto somente com minha filha cuidar dela sozinha…Todos os outros filhos, amigos e parentes a abandonaram e ainda causaram uma guerra na minha vida…Tudo isso pra te dizer que minha vida mudou completamente e por diversas questões eu tive que me socorrer o tempo todo da justiça….E advinha?

    0

  39. A Diz

    Continuação…Eu que nunca tinha acessado a justiça particularmente, de repente me vi envolvida, em diversos processos, sobre o abandono dela, alimentos, saúde publica, Previdência Social, cível, criminal, tudo…E nenhum, absolutamente nenhum desses processos devidamente fundamentados e com provas foram julgados em tempo, muito menos retrataram a tão sonhada a justiça.Mas te digo junto com tudo isso também vivi na pele como a medicina funciona. E posso afirmar médicos gostam de tratar doenças, não de tratar pessoas. Também me decepcionei muito com aquela que julguei sempre ser a única profissão superior a minha.Então compartilho com você o meu aprendizado, não há justiça na vida, nem no mundo…Faça o que você ama da melhor forma e tente fazer a diferença, que certamente será mínima, pois cada um de nós somos só um pontinho no universo, mas podemos tentar fazer a nossa parte, do nosso jeito, com os sonhos, mas não espere encontrar um mundo diferente em nenhuma profissão. Eu também queria ser juíza, hoje, só queria me afastar da sociedade dessa sociedade podre. E enquanto não consigo trabalho tentando não pensar em como o mundo funciona, tentando ser eu, respeitando a minha crença e verdade, e se um dia eu mudar de ideia de novo e decidir focar nos estudos da magistratura eu vou fazer a diferença dentro do meu alcance. Sucesso seja onde…Seja você seja lá o que quiser ser!

    0