Perdi o emprego

Estou feliz por estar acabando esse ano horrível de 2012. Esse ano não foi dos melhores para mim, perdi o emprego e ainda estou desempregada.
Até consegui um trabalho, mas é pessimamente remunerado apenas uma vez por semana. Meus amigos, bom, só tenho um amigo verdadeiro que sobrou, o resto eram falsos sumiram todos. Minha auto estima está baixa, mal consigo pagar as contas. Me sinto uma total fracassada, já viu o filme “Em busca da felicidade”? Eu espero ter um final feliz como no filme, pois parece que quanto mais me mexo mais fico parada no lugar. Não sei o que fazer mais…

Ler
Meu chefe é um babaca

4 Comentários

  1. Não. Você não é uma fracassada. Mas uma sobrevivente!
    O que aconteceu com você quanto ao emprego, etc., não ‘é’ você, mas coisas que ‘aconteceram’ a você. Portanto, nada de vincular isso à sua auto-estima, amiguinha.
    Ademais, você vai ver, vai passar, vai passar. Permita então que as suas emoções de desagrado escoem como se estivessem sendo levadas pelas águas de um rio, despeça-se delas e deixe que elas sigam esse caminho, tornando-se apenas sensações em relação a fatos que ocorreram; e que deverão ser vistos como lembranças e históricos de uma vida. A sua! Única e preciosa, e da qual você anda a perfazer como um precioso álbum. De vivências, o das suas. Único, portanto, e que deve ser valorizado!

  2. Moça,

    Perder emprego, é perder rumo. Perder bússola que marcava norte. E embora fosse o melhor para tua saúde, não era o melhor para o teu equilíbrio financeiro. Importante aqui, é entender duas coisas:
    Aconteceu, foi ontem. Definitivamente aconteceu. E não adianta maquiar isso, haverá dias em que tudo o que você planejou para o seu dia é a sua cama, desaparecer do mundo, porque o que parece é que ‘quanto mais você anda, mais parada você fica. E é nesse momento que entra a segunda coisa importante: Há o amanhã.
    E é nesse amanhã que você vai pensar quando tudo o que tiver vontade é jogar tudo para o alto. Oportunidades aparecem quando menos esperamos, de-fi-ni-ti-va-men-te. Às vezes o planejamento funciona, mas não temos as rédeas do amanhã.

    Como você irá esperar esse amanhã? Deitada? Negativo. Vai se cuidar, cuidar do seu corpo (vá correr de manhã, acorde cedo para não perder o dia, planeje o dia), vai cuidar da alma. Vai fazer cronograma dos objetivos que você quer, vai revisar seu currículo, o que está faltando?

    Esse é o momento de investir em você, começando por dentro, que respaldará por fora: e acredite, alguém verá, e é nesse olhar que estará sua nova oportunidade.

  3. Mande currículos em sites da internet, assim você não gasta sapato batendo perna nem dinheiro de condução.
    Não fique desanimado nem se sentindo derrotado, milhares de pessoas ficam desempregadas e ninguém nunca morreu por isso.
    Viva intensamente um dia após o outro e pense que cada dia é uma nova oportunidade de aprender, de bater a cabeça, de crescer..

    Se você ficar sofrendo e chorando pelos cantos no dia da entrevista não vai estar 100% com você mesmo, e os recrutadores percebem.

    Viva sua fica e busque o melhor para você dando o melhor de você em tudo, em tudo.
    a vida é uma só. A gente morre e ela acaba, então aproveite cada dia. sorte para vc.sorte para nós todos

  4. obrigada pelos testos e dizer que me consultora bastante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar