Problemas LGBT

Ninguém da minha família sabe que eu sou gay

Sabe quando você já está com aquela coisa presa na sua garganta? É minha atual situação. Ninguém da minha família sabe que eu sou gay, tenho receio de contar para eles. Minha mãe, mesmo, usa as pessoas lgbt de exemplo para mim. Como? “Para com isso, isso é coisa de gay.”
Não estou aguentando mais isso, toda noite eu choro. Já tentei esconder minha orientação sexual até os meus dezoito anos, fracasso total. O meu medo é que ela me expulse de casa, onde eu iria ficar? Nem uma ponte na minha cidade tem para eu ficar debaixo dela. E quanto mais eu cresço, a situação piora. Sem falar que, ela é completamente instável psicologicamente. É aquele tipo de pessoa que vira o jogo e coloca a culpa toda em você, mesmo que você nem tenha nada haver com a situação.
Sem falar que minha cidade tem uma população relativamente pequena. E adivinha? A maioria é homofóbica.
Já tentei até falar com alguns amigos, mas nem sempre eles estarão com migo. Se eu quiser uma coisa bem feita, tenho que fazer eu mesmo. Mas, acho que nem força para isso existe em mim.

4 Comentários

  1. Você não tem que se assumir. Ninguém é “obrigado” a se assumir. Muitos gays defendem a ideia de que é preciso se assumir para ser completamente feliz, e isso não é verdade. Outros dizem que quem não se assume, geralmente não o faz por “medo” de enfrentar o preconceito, fazendo com que os adolescentes gays que não tem como se assumir naquele momento, se sintam “fracos” ou “incapazes”. O fato é que existem pessoas que não se assumem porque preferem ter uma certa independência financeira para fazê-lo, e outras que não se assumem simplesmente porque não veem a necessidade – e venhamos e convenhamos: a nossa vida pessoal não interessa a ninguém. Você não pode se assumir apenas porque os outros dizem que é preciso se assumir, pois ninguém é obrigado a nada. PRESTE ATENÇÃO: Você deve se assumir, APENAS se achar que isso te fará sentir mais livre e feliz. Caso seja isso que você quer, de verdade, leia atentamente os seguintes tópicos: (1) Você corre o risco de ser posto pra fora de casa, por conta disso? (2) Na hipótese de ser expulso de casa, terá para onde ir? (3) Você tem algum trabalho ou renda própria que te permita gastar o seu dinheiro com o que quer, e com quem quiser?

  2. VEJA BEM: Talvez seja mais adequado que você espere ter sua independência financeira, pois você ainda depende dos seus pais. Preocupe-se em estudar para conseguir um bom emprego. Não se sinta na obrigação de se assumir porque os outros dizem que é legal. E lembre-se: as vezes nem é preciso se assumir, as pessoas já sabem ou desconfiam, seja por conta do seu modo de se vestir, de falar ou de agir. Agora quando decidir se assumir, faça isso aos poucos: comece se assumindo para as pessoas mais próximas e significativas para você (não precisa necessariamente gritar aos quatro ventos ou postar no Facebook que é gay, pois se assumir não é isso). Se assumir não é postar um vídeo no Facebook ou Youtube contando sua história de vida e achar que isso é se assumir – isso é burrice. SE ASSUMIR SIGNIFICA: “ACABAR COM AS DÚVIDAS DAS PESSOAS QUE QUESTIONAM SUA SEXUALIDADE” – isso sim é ser inteligente. Então quando alguém te perguntar se você é gay, não precisa responder com tom de ironia ou jogar isso na cara das pessoas. Não precisa dizer: “sim, agora aceite isso, seu homofóbico” – isso é burrice. Simplesmente responda com calma: “sim, sou” – isso é ser inteligente; isso sim é ser assumido. Boa sorte! ;)

  3. eu sei como é isso… Ultimamente tenho até pensado em me matar mas sou covarde de mais para isso, até pensei em conversar com alguém sobre o fato de ser homossexual mas sempre perco a coragem, e todos os dia sou visitado por esse mesmo sentimento de solidão é como se existisse um buraco na minha alma.

  4. Me chamo Felipe, tenho 15 anos e sou gay !!
    Não me “assumi” ainda por causa da minha família.
    Minha família inteira é cristã, e falam que essas coisas não são de Deus, criticam e falam mal dos gays !
    Estou chegando em um ponto que nao estou aguentando mais, choro por qualquer coisa, tenho crise de ansiedade, tenho que tomar remédios diários e simplesmente não estou aguentando mais !!!!!!
    Tem dias que penso em até me matar pra não sentir mais esse vazio e ser essa pessoa que não sou ??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar