Problemas no Casamento

Não sei como salvar o meu casamento

Então, conheci minha mulher e namoramos durante uns 5 anos e depois decidimos morar juntos.
Desde o começo percebi que teríamos problemas de convivência, mas fiquei naquela de que ia melhorar, que ia se adaptar. O tempo passou e só piorou.
Temos uns 6 anos morando juntos. Ela e o oposto de mim.
Desorganizada, não gosta de estudar, não tem interesse em aprender nada, não gosta de se planejar para nada, não se cuida.
Enfim. Parece coisas bobas para quem está de fora, mas para mim está insuportável. Isso sem contar que eu não recebo um carinho, atenção.
Mas temos um filho de 5 anos e por mais que eu queira jogar tudo para o alto, mas penso muito nele! Amo demais meu filho!
Já tentei conversar para tentar terminar de forma amigável, mas não tem conversa com ela. Não fala nada.
Não conversa sobre nada.
Não aceita nada do que eu falo! Não sei o que fazer.
Acho que no fundo ainda gosto dela, mas ao mesmo tempo sei que isso não vai mudar.

7 Comentários

  1. Esse tipo de mulher é só pra sexo casual. Talvez. Vc não pode salvar esse casamento. Vc pode se salvar saindo dele. Melhor ficar só que assim. O filho vc banca e dá carinho. Da mocrea vc se livra e volta a viver.

  2. Para salvar um casamento é necessário que as duas pessoas queiram salvar esse casamento. Infelizmente, ninguém muda ninguém. Essa sua mulher é um verdadeiro atraso na sua vida, e não tenha a pretensão de mudá-la porque não vai conseguir. Os filhos são para a vida , dê todo o carinho e afecto ao deu filho, não permita que lhe falte nada. Quanto à sua mulher , você no seu intimo, sabe perfeitamente o que tem que fazer. Continuar casado ,só vai fazer você ficar mais infeliz e triste. Você quer que o seu filho cresça num ambiente de tristeza e conflituoso, num crescendo de ódio e rancor?

  3. Colega, entenda que, caso decida dar fim ao seu casamento (o que seria mais plausível ao meu ver), não perderá seu filho! E mais, caso não seja possível uma separação amigável, recorra ao Poder Judiciário e entre com uma ação de divórcio litigioso combinada com alimentos (pagará pensão alimentícia ao menor nos parâmetros da lei) e guarda compartilhada, ou seja, você e a mãe do seu filho terão os mesmos direitos quanto a guarda da criança. Entenda que, isso é um ato de amor próprio e também de amor ao seu filho, afinal estará resolvendo sua vida e honrando seu papel de bom pai.

    1. Verdade, o meu primo tem a guarda compartilhada do seu filho menor que acaba por ficar até mais na casa dele do que a da sua ex. A criança estuda a tarde e quase todos os dias ele pega a criança na escola, janta na sua casa, faz lição. A ex dele trabalha fora, o que se tornou super conveniente para ela, pois quando ele leva a criança, já está alimentada, com lição de casa feita e até banho tomado. No caso específico dessa mulher folgada do post, com o tempo irá até ver vantagens nessa situação, especialmente quando resolver sair com as amigas ou ficantes, pois terá o ex para cuidar da criança. É importante, que no processo de separação ele não seja tão generoso com os valores, para forçar essa mulher trabalhar, pois ela terá que ser também a provedora da criança. O meu primo sempre dá os extras, diretamente para a criança, sem estar embutido no valor da pensão, por ex: escolinha de natação, presentinhos, curso de inglês, etc… Essa mulher representa um atraso na vida desse sujeito, portanto, é melhor se separar enquanto é ainda jovem, pois não faltam mulheres batalhadoras, que sabem se planejar na vida pessoal e na carreira profissional. Resido ao lado de faculdades, onde hj as mulheres estão em maior número. Para que ficar com esse peso morto?

  4. Sério mesmo que vc quer salvar um casamento em que vc está sendo feito de trouxa? Vc está preocupado em se manter nesse relacionamento disfuncional, por causa da criança, mas vc já pensou que péssimo modelo de mãe ela está representando na vida dessa criança. Uma mulher folgada, sem iniciativa, extremamente egoísta, que em nada agrega ao casamento. Vc já pensou se em algum momento ficar doente ou perder o seu emprego, com quem vc irá contar para segurar a barra, já que não tem uma mulher de verdade ao seu lado? Vc acha que seu filho quando crescer não vai se ligar no absurdo a que vc se sujeitou, para segurar esse casamento sem sentido? Ele vai dar risada na sua cara, quando vc disser dizer que decidiu aguentar essa situação por causa dele, pois ninguém com o mínimo de respeito próprio iria se sujeitar a esse tipo de situação. Vc sabia que em um processo de separação, poderia optar por uma guarda compartilhada, dessa maneira lhe permitiria estar com o seu filho com maior frequência, portanto, se o seu receio pela separação é a criança, esse assunto já está resolvido. Vc poderia até pedir a guarda, já que a mesma provavelmente não irá querer sair do seu estado parasitário, pois ela bem sabe que se ficar com a criança, terá que correr atrás de um emprego, pois só com grana de pensão ela não sobrevive e é até bom vc segure bastante a sua carteira, para ver se ela toma vergonha na cara e se movimente na vida.

  5. Bom ,eu não preciso te falar mais nada,os amigos ai em cima já falaram tudo por mim de uma maneira direta,inteligente e com sabedoria,cabe a você escutar os conselhos deles ou não.

  6. Ela não cuida do filho? Ela não trabalha? Parece me que não foi tudo dito sobreceste assunto… você cuida da casa? Parece me que não está bem contada toda esta história… homem não fica, na minha opinião num casamento desvantajoso…. faça uma análise de consciência e veja se faz o que lhe exige a ela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar