Não me sinto desejado pela minha esposa

Estou junto da minha esposa a 10 anos, tanto eu como ela namoramos desde a adolescência, temos uma filha de 4 anos e temos um casamento bom, a convivência é boa, mais o problema que persiste muito no nosso casamento é o sexo, eu sou muito ativo, amo ela, a desejo, gosto muito de pensar nela, amo ver ela de calcinha fio dental, mais eu não sou correspondido em exatamente nada, ela não gosta de dormir abraçada comigo, fala que eu a incômodo a dormir, não me toca em momento nenhum dos dias, já tivemos milhares de conversas para ela melhorar isso, mais tudo em vão, eu juro que estou quase desistindo, eu a amo demais, mais eu sou muito infeliz em não ver todo o meu desejo não ser correspondido, parece que eu estou implorando por uma coisa difícil, eu já tentei muitas coisas, se eu a ignoro, ela me fala que ela não me procura porque eu estou ignorando ela, se eu a procuro demais, ela me diz que eu sufoco ela, eu não sou perfeito, mais não é possível que esteja fazendo algo de errado ! Fico me sentindo um merda quando ela me nega na cama e não me corresponde, parece que o desejo dela por mim acabou.
Eu não consigo imaginar uma separação porque eu a amo demais, mas ao mesmo tempo, penso que poderia conhecer uma outra pessoa que poderia me corresponder, dormir comigo abraçado, me desejar, me procurar, pensar em safadezas comigo, nada fora do normal, e nada exagerado, mais só queria sentir essas coisas.

Ler  Mas meu pénis quando não está ereto fica entre 3 ou 4 cm

queria receber ajuda, mais não tenho coragem de conversar com ninguém.

2 Comentários

  • Anônimo 7 de março de 2019

    Como anda a aparência física? procure ficar bonito pra ela…

    Resposta
  • Preto 20 de março de 2019

    O amor próprio tem de vir primeiro. Se realmente já conversou e não adianta, se ame, meu irmãozinho! As pessoas mudam, sim, quando têm interesse em mudar. Com certeza tem uma mulher por aí querendo o mesmo que vc quer. Se as coisas funcionarem pra vc, nao deixa de voltar aqui e noa dizer. Aquele abraço!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *